Topo

Globo amplia experiência e antecipa Malhação em blocos semanais na internet

Mauricio Stycer

31/10/2019 13h01

Parte do elenco de "Malhação – Toda Forma de Amar"

Pouco a pouco, a Globo vai quebrando tabus em uma área estratégica, a da teledramaturgia diária. Deste a estreia de "Órfãos da Terra", em abril, a emissora tem exibido capítulos inéditos da novela das 18h na internet 24 horas antes de irem ao ar na TV.

O bom resultado da iniciativa, mantido em "Éramos Seis", foi estendido à "Malhação – Toda Forma de Amar". Desde julho, os capítulos inéditos chegavam ao serviço de streaming com 24 horas de antecedência.

Agora, a experiência foi radicalizada. Há duas semanas, a Globo começou a colocar de uma só vez, às sextas-feiras, cinco capítulos inéditos da semana seguinte de "Malhação".

"A experimentação de antecipar os capítulos da novela das seis e de 'Malhação' no Globoplay surgiu de um entendimento cada vez mais aprofundado da jornada do consumidor", explica a Globo ao blog. "Sabemos que o chamado 'horário nobre' ficou mais tarde. As pessoas gastam mais tempo em seus deslocamentos, do trabalho para casa, da casa para o trabalho".

Os resultados logo apareceram, diz a emissora. "Começamos antecipando um episódio da novela das seis, horário em que tem muita gente em trânsito. O resultado foi um crescimento de 40% da audiência de 'Órfãos da Terra' no digital, ao mesmo tempo em que a novela apresentava excelentes índices na TV aberta".

Sobre a mais recente iniciativa, com "Malhação", a Globo diz que o resultado foi igualmente positivo, provocando uma mudança de comportamento do público: "Os dois primeiros finais de semana após a antecipação apresentaram crescimento de mais de 100% em relação aos dois finais de semana anteriores. Dobramos o consumo de horas consumidas de 'Malhação' no digital nos finais de semana. Sábado e domingo viraram dia de assistir à Malhação. E na TV aberta, a temporada é a melhor dos últimos 10 anos, com exceção de 'Viva a Diferença'."

Todas estas iniciativas são tratadas como "experiências", repete a Globo, insistindo que não são definitivas. Um próximo passo seria testar a antecipação de capítulos inéditos das novelas das 19h e das 21h30, mas Carlos Henrique Schroder, diretor-geral da emissora, disse em agosto que não tem planos de fazer isso.

Repito o que já escrevi aqui no blog. Contra a ideia de que as novelas não têm futuro, esta novidade sinaliza, ao contrário, que elas estão mais vivas do que nunca.

* * *

Ouça o podcast UOL Vê TV, a mesa-redonda sobre televisão com os colunistas Chico Barney, Flávio Ricco e Mauricio Stycer. Os podcasts do UOL estão disponíveis em uol.com.br/podcasts, no Spotify, Apple Podcasts, Google Podcasts e outras plataformas de áudio.

Siga o blog no Facebook e no Twitter.

Sobre o autor

Mauricio Stycer, jornalista, nascido no Rio de Janeiro em 1961, mora em São Paulo há 30 anos. É repórter especial e crítico do UOL. Assina, aos domingos, uma coluna sobre televisão na "Folha de S.Paulo". Começou a carreira no "Jornal do Brasil", em 1986, passou pelo "Estadão", ficou dez anos na "Folha" (onde foi editor, repórter especial e correspondente internacional), participou das equipes que criaram o diário esportivo "Lance!" e a revista "Época", foi redator-chefe da "CartaCapital", diretor editorial da Glamurama Editora e repórter especial do iG. É autor dos livros "Topa Tudo por Dinheiro - As muitas faces do empresário Silvio Santos" (editora Todavia, 2018), "Adeus, Controle Remoto" (Arquipélago, 2016), “História do Lance! – Projeto e Prática do Jornalismo Esportivo” (Alameda, 2009) e "O Dia em que Me Tornei Botafoguense" (Panda Books, 2011).

Contato: mauriciostycer@uol.com.br

Sobre o blog

Um espaço para reflexões e troca de informações sobre os assuntos que interessam a este blogueiro, da alta à baixa cultura, do esporte à vida nas grandes cidades, sempre que possível com humor.

Mauricio Stycer