Topo
Blog do Mauricio Stycer

Blog do Mauricio Stycer

Imagem rara mostra Silvio Santos e Chacrinha juntos na Globo em 1971

Mauricio Stycer

15/12/2018 05h01

Abaixo de Chacrinha e Silvio, aparecem o diretor Jardel Melo, o ator Enio Santos e o apresentador Cid Moreira

A primeira vez que vi essa foto foi em dezembro de 2016, quando Silvio Santos fez 86 anos. Quem a divulgou foi Alan Gomes, pesquisador do SBT. Esta semana, na comemoração dos 88 anos do Patrão, a imagem reapareceu. Gosto tanto dela que resolvi compartilhar aqui no blog.

A foto é de 1971 e mostra bastidores da primeira vez em que a Globo gravou uma mensagem de fim de ano com a música "Um Novo Tempo", de Marcos Valle, Paulo Sérgio Valle e Nelson Motta. Naquele ano, Silvio e Chacrinha dominavam a grade da emissora aos domingos. O programa do primeiro ia ao ar das 11h30 às 20h e o do segundo, "A Buzina do Chacrinha", era exibido das 20h às 22h.

Abelardo Barbosa (1917-1988), o Chacrinha, deixou a Globo no final do ano seguinte, após uma briga séria com Boni, então um dos principais executivos do canal 4 carioca. Silvio ficou na emissora ainda alguns anos até ganhar a concessão do canal 11, no Rio, batizado como TVS e inaugurado em maio de 1976.

Na imagem acima, além de Chacrinha e Silvio, aparecem abaixo o diretor Jardel Melo (1937-2008, à esq.), o ator Enio Santos (1922-2002) e o apresentador Cid Moreira.

Capa (dir.) e contracapa do compacto com a gravação de "Um Novo Tempo", em 1971

A versão de "Um Novo Tempo" cantada pelo elenco da emissora foi comercializada num disco compacto, lançado pela Som Livre. No lado B, há uma versão de "Martim Cererê", que foi o samba-enredo da Imperatriz Leopoldinense no Carnaval de 1972. O disco ainda é encontrado em sebos.

Já a gravação da mensagem não está disponível. No projeto Memória Globo há um vídeo com um pequeno trecho, de 30 segundos. A Globo bem que podia divulgar a mensagem completa.

Correção: Numa primeira versão deste texto, já corrigida, eu dizia que o ator Jonas Melo aparecia na foto. Na verdade, é o diretor Jardel Melo.

Veja também
Filme reconstitui baixaria de Chacrinha que entrou para a história da TV

Siga o blog no Facebook e no Twitter.

Sobre o autor

Mauricio Stycer, jornalista, nascido no Rio de Janeiro em 1961, mora em São Paulo há 30 anos. É repórter especial e crítico do UOL. Assina, aos domingos, uma coluna sobre televisão na "Folha de S.Paulo". Começou a carreira no "Jornal do Brasil", em 1986, passou pelo "Estadão", ficou dez anos na "Folha" (onde foi editor, repórter especial e correspondente internacional), participou das equipes que criaram o diário esportivo "Lance!" e a revista "Época", foi redator-chefe da "CartaCapital", diretor editorial da Glamurama Editora e repórter especial do iG. É autor dos livros "Topa Tudo por Dinheiro - As muitas faces do empresário Silvio Santos" (editora Todavia, 2018), "Adeus, Controle Remoto" (Arquipélago, 2016), “História do Lance! – Projeto e Prática do Jornalismo Esportivo” (Alameda, 2009) e "O Dia em que Me Tornei Botafoguense" (Panda Books, 2011).

Contato: mauriciostycer@uol.com.br

Sobre o blog

Um espaço para reflexões e troca de informações sobre os assuntos que interessam a este blogueiro, da alta à baixa cultura, do esporte à vida nas grandes cidades, sempre que possível com humor.