Topo
Blog do Mauricio Stycer

Blog do Mauricio Stycer

“Peço a Deus 8 anos com Bolsonaro e 8 anos com Moro”, diz Silvio no Teleton

Mauricio Stycer

10/11/2018 22h43


No comando do Teleton, na noite deste sábado (10), Silvio Santos conversou com o presidente eleito Jair Bolsonaro e fez muitos elogios a ele. "É a primeira vez nestes 21 anos que um presidente da República tem a gentileza de ligar pra mim", disse o dono do SBT.

"Eu não conheço o presidente atual Jair Bolsonaro. Claro que vejo de vez em quando ele em algumas fotos. Eu noto que ele é um carioca… dizem que ele é paulista, mas viveu no Rio. A impressão que me dá é que é um carioca muito simpático, risonho, brincalhão", disse, antes de pedir palmas para o presidente eleito.

Ao saber que Bolsonaro já estava na linha, Silvio disse: "Presidente, fico muito contente de receber o seu telefonema porque nestes vinte e poucos anos que eu faço o Teleton é a primeira vez que um presidente me dá esse prazer. Gostaria de cumprimentá-lo, de parabenizá-lo", começou.

"Sei que o Brasil não é um peso leve. Sei que o Brasil precisa de um presidente que tenha vontade de acertar e o senhor, nas primeiras medidas que tomou, já começou acertando. Aliás, eu não vou falar aquilo que penso, mas acho que nos próximos oito anos o senhor vai ficar no nosso governo e depois nos outros oito anos, tenho a impressão, é um palpite, não sou político, mas a sua escolha do juiz Moro… então eu acho que você pode ficar oito anos, depois passando para o Moro e ele fica mais oito", prosseguiu Silvio.

"Então, o Brasil vai ter 16 anos de homens com vontade de fazer o Brasil caminhar. Pode ser que isso não aconteça, mas se depender, eu não vou viver até lá, é claro, mas se depender da minha vontade e das pessoas que querem um Brasil pra frente, oito anos com Bolsonaro e oito anos com Moro vai ter 16 anos de um bom caminho. Peço a Deus que isso se realize", concluiu.

Bolsonaro respondeu: "Muito obrigado por me atender. Eu sou um fã seu. Tenho acompanhado o Teleton na medida do possível. Há um reconhecimento por parte da sociedade do trabalho prestado pela Associação de Assistência à Criança Deficiente e a grande contribuição que posso dar agora não é minha. É pedir, respeitosamente, a quem votou em mim, como quem não votou em mim, quem é fã do Silvio Santos, que faça uma doação neste momento, que seja de R$ 5. Porque o trabalho prestado por vocês simplesmente é fantástico", disse.

Bolsonaro agradeceu a referência elogiosa a Moro e acrescentou: "Mérito dele. Não é nosso. Um homem que nos deu esperança que podemos viver num pais se não sem corrupção, com menos corrupção, onde possamos atacar o crime organizado para o bem de todos", disse.

"Esperamos que com o trabalho do Moro, bem como de outros que estão se aproximando do nosso governo, nós possamos realmente botar o país no local de destaque que ele merece, bem como transformar o nosso país aqui não só habitável, mas um país onde as pessoas possam conviver com ordem, harmonia e sejam mais felizes", completou.

Silvio disse então que soube que Bolsonaro tinha a intenção de fazer uma doação à AACD, mas que não gostaria de saber o valor. "E não quero que ninguém saiba. Eu só quero que o senhor tenha no seu governo muita felicidade porque a sua felicidade vai ser a felicidade de nós brasileiros em termos um Brasil cada vez melhor."

Veja também
Após reação negativa, mensagem do SBT que lembra a ditadura é tirada do ar
Ao lado de Maisa, Raul Gil elogia Bolsonaro e causa saia justa no Teleton

Siga o blog no Facebook e no Twitter.

Sobre o autor

Mauricio Stycer, jornalista, nascido no Rio de Janeiro em 1961, mora em São Paulo há 30 anos. É repórter especial e crítico do UOL. Assina, aos domingos, uma coluna sobre televisão na "Folha de S.Paulo". Começou a carreira no "Jornal do Brasil", em 1986, passou pelo "Estadão", ficou dez anos na "Folha" (onde foi editor, repórter especial e correspondente internacional), participou das equipes que criaram o diário esportivo "Lance!" e a revista "Época", foi redator-chefe da "CartaCapital", diretor editorial da Glamurama Editora e repórter especial do iG. É autor dos livros "Topa Tudo por Dinheiro - As muitas faces do empresário Silvio Santos" (editora Todavia, 2018), "Adeus, Controle Remoto" (Arquipélago, 2016), “História do Lance! – Projeto e Prática do Jornalismo Esportivo” (Alameda, 2009) e "O Dia em que Me Tornei Botafoguense" (Panda Books, 2011).

Contato: mauriciostycer@uol.com.br

Sobre o blog

Um espaço para reflexões e troca de informações sobre os assuntos que interessam a este blogueiro, da alta à baixa cultura, do esporte à vida nas grandes cidades, sempre que possível com humor.