Topo
Blog do Mauricio Stycer

Blog do Mauricio Stycer

Gil Gomes foi o Nelson Rodrigues da TV, diz ex-diretor de jornalismo do SBT

Mauricio Stycer

16/10/2018 13h22


Um dos responsáveis pela implantação do "Aqui Agora", em 1991, o jornalista Albino Castro coloca Gil Gomes (1940-2018) num lugar muito especial na história do telejornal mais popular e polêmico do SBT. "Ele foi o Nelson Rodrigues da TV", diz.

A comparação se refere ao Nelson jornalista e cronista, autor de a "A Vida Como Ela É", coluna publicada no jornal "Última Hora". "Gil Gomes tinha o mesmo hábito do Nelson, de frequentar delegacias de polícia para recolher histórias", conta Albino. "Gil Gomes é um personagem sem imitação, único. E não fez escola".

O responsável pela contratação de Gil Gomes para o "Aqui Agora" foi Marcos Wilson, então diretor de jornalismo do SBT, que ouvia o repórter no rádio. "Assim que chegou, ele dizia que não queria aparecer na tela. Achava que tinha uma imagem a preservar", conta Albino, então diretor executivo de jornalismo da emissora. "Mas assim que começamos os testes na rua, ele encontrou sozinho aquele estilo e gestual".

As crônicas de Gil Gomes eram exibidas diariamente, divididas em três partes. Segundo Albino, o repórter era um dos três, ao lado de Celso Russomanno e João Leite Neto, que levantavam o Ibope do telejornal. "Silvio Santos gostava muito dele", diz.

Gil Gomes ficou no "Aqui Agora" até o fim do programa, em 1997. "Era uma pessoa doce, amigo dos amigos. Muito diferente da imagem que passava na televisão", conclui Albino.

Veja também
Morre Gil Gomes, do "Aqui Agora", aos 78 anos em São Paulo

Siga o blog no Facebook e no Twitter.

Sobre o autor

Mauricio Stycer, jornalista, nascido no Rio de Janeiro em 1961, mora em São Paulo há 30 anos. É repórter especial e crítico do UOL. Assina, aos domingos, uma coluna sobre televisão na "Folha de S.Paulo". Começou a carreira no "Jornal do Brasil", em 1986, passou pelo "Estadão", ficou dez anos na "Folha" (onde foi editor, repórter especial e correspondente internacional), participou das equipes que criaram o diário esportivo "Lance!" e a revista "Época", foi redator-chefe da "CartaCapital", diretor editorial da Glamurama Editora e repórter especial do iG. É autor dos livros "Topa Tudo por Dinheiro - As muitas faces do empresário Silvio Santos" (editora Todavia, 2018), "Adeus, Controle Remoto" (Arquipélago, 2016), “História do Lance! – Projeto e Prática do Jornalismo Esportivo” (Alameda, 2009) e "O Dia em que Me Tornei Botafoguense" (Panda Books, 2011).

Contato: mauriciostycer@uol.com.br

Sobre o blog

Um espaço para reflexões e troca de informações sobre os assuntos que interessam a este blogueiro, da alta à baixa cultura, do esporte à vida nas grandes cidades, sempre que possível com humor.