Topo
Blog do Mauricio Stycer

Blog do Mauricio Stycer

Apresentadores do JN ocupam 40% do tempo da entrevista com Ciro Gomes

Mauricio Stycer

28/08/2018 00h35

Ciro Gomes foi entrevistado por William Bonner e Renata Vasconcellos. Foto: Globo/João Cotta


O "Jornal Nacional" deu início nesta segunda-feira (27) a uma série de entrevistas com os principais candidatos a Presidência. É um espaço nobre e, aparentemente, generoso em termos de exposição – 25 minutos. Mas, como ocorreu em eleições anteriores, o encontro de Ciro Gomes com os apresentadores do telejornal teve características mais de debate e confronto de ideias do que de entrevista.

William Bonner e Renata Vasconcellos ocuparam mais de 40% do tempo com perguntas, comentários e interrupções ao candidato do PDT. Pelas minhas contas, dos 27 minutos de diálogo, os dois apresentadores usaram aproximadamente 11 minutos e 30 segundos, enquanto Ciro Gomes falou por 15 minutos e 30 segundos*.

Um momento expressou bem o estilo da entrevista – a discussão sobre o projeto de refinanciamento de dívidas pessoais, o "vou tirar você do SPC". Bonner criticou não a proposta, mas a forma como Ciro está apresentando o tema. Para expor a sua visão sobre o assunto, o apresentador do JN acabou falando mais do que o próprio candidato. Foram 2 minutos e 30 de Bonner contra 1 minuto e 40 de Ciro.

Ao vivo, pressionados pelo tempo e decididos a não deixar os candidatos usarem o espaço para propaganda, Bonner e Renata buscam fazer questionamentos duros e apontar contradições. Quando necessário, replicam as respostas, procurando mostrar que o candidato foi evasivo ou fugiu do assunto. São, todos, papéis do jornalismo crítico, essenciais em qualquer entrevista, ainda mais com candidatos à Presidência.

Mas é preciso encontrar um jeito de fazer tudo isso e, ainda, dar espaço e tempo para o candidato expor as suas ideias e propostas. Sei que a tarefa não é nada fácil, mas tenho a impressão que os entrevistadores poderiam ser mais objetivos em algumas contextualizações e mais concisos em suas perguntas aos entrevistados.

Também foram convidados para a rodada de entrevistas do JN os candidatos Jair Bolsonaro, do PSL (terça-feira, dia 28); Geraldo Alckmin, do PSDB (quarta-feira, dia 29); e Marina Silva, da Rede (quinta-feira, dia 30).

*Segundo os números divulgados por uma página no Facebook de apoio ao candidato, chamada Time Ciro Gomes, a divisão do tempo da entrevista no JN teria sido de 13:47 minutos para Ciro e 13:41 para os dois apresentadores.

Comentários são sempre muito bem-vindos, mas o autor do blog publica apenas os que dizem respeito aos assuntos tratados nos textos.

Siga o blog no Facebook e no Twitter.

Sobre o autor

Mauricio Stycer
É jornalista, nascido no Rio de Janeiro em 1961, mora em São Paulo há 29 anos. É repórter especial e crítico do UOL. Assina, aos domingos, uma coluna sobre televisão na “Folha de S.Paulo''. Começou a carreira no “Jornal do Brasil'', em 1986, passou pelo “Estadão'', ficou dez anos na “Folha'' (onde foi editor, repórter especial e correspondente internacional), participou das equipes que criaram o “Lance!'' e a “Época'', foi redator-chefe da “CartaCapital'', diretor editorial da Glamurama Editora e repórter especial do iG. É autor dos livros “Adeus, Controle Remoto'' (editora Arquipélago, 2016), “História do Lance! – Projeto e Prática do Jornalismo Esportivo” (Alameda, 2009) e “O Dia em que Me Tornei Botafoguense'' (Panda Books, 2011).
Contato: mauriciostycer@uol.com.br

Sobre o blog

Um espaço para reflexões e troca de informações sobre os assuntos que interessam a este blogueiro, da alta à baixa cultura, do esporte à vida nas grandes cidades, sempre que possível com humor.