Topo
Blog do Mauricio Stycer

Blog do Mauricio Stycer

A arte de espinafrar: "O cordeiro tá cru; mais um pouquinho e ele: mééé!!!"

Mauricio Stycer

22/08/2018 01h19

O amadorismo de uma candidata proporcionou o melhor momento da estreia da terceira temporada do "MasterChef Profissionais" nesta terça-feira (21), na Band. O embate se deu entre Paola Carosella e Caroline, desafiada a apresentar um prato de cozinha brasileira.

A chef estranhou o resultado e cobrou explicações da participante. "Fiquei cega ali. Queria fazer um mignon com aspargos", explicou Caroline. "E você fez um cordeiro com quinoa", respondeu Paola. O pior aconteceu na sequência:

Paola: É como tá esse cordeiro?
Caroline: Eu acho que ele tá quase no ponto, não tenho certeza.
Paola: Não, meu amor. Tá cru o cordeiro.
Caroline: Tá cru?
Paola: Quer ver?
Caroline: Vamos ver!
Paola: Mais um pouquinho e ele: mééé!!!

Fiquei triste por Caroline, mas é para isso que a gente assiste a estas maratonas do "MasterChef". Paola Carosella, em especial, é a mais divertida na arte de espinafrar. Ainda questionou a candidata sobre a razão de apresentar quinoa como acompanhamento. "Quinoa é nos Andes", disse, lembrando que a proposta era fazer algo com características brasileiras.

Só restou a Caroline fazer uma dura autocrítica ao final: "Apresentar um prato fora do conceito e ainda cru é cagar demais…"

A estreia da nova temporada trouxe algumas novidades. A Band chamou 26 participantes e propôs diferentes desafios, em dupla ou em grupos de quatro, de acordo com as afinidades deles, para chegar aos 14 selecionados. Nesta terça-feira, ocorreu a primeira metade das disputas. Nos próximo episódio serão decididas as vagas restantes.

Outra novidade foi a seleção de um candidato trans, o professor de gastronomia Thales. Ele revelou o fato durante a prova que disputou contra Franklin. Ambos tiveram que fazer uma sobremesa com queijo gorgonzola – Thales venceu.


Comentários são sempre muito bem-vindos, mas o autor do blog publica apenas os que dizem respeito aos assuntos tratados nos textos.

Siga o blog no Facebook e no Twitter.

Sobre o autor

Mauricio Stycer
É jornalista, nascido no Rio de Janeiro em 1961, mora em São Paulo há 29 anos. É repórter especial e crítico do UOL. Assina, aos domingos, uma coluna sobre televisão na “Folha de S.Paulo''. Começou a carreira no “Jornal do Brasil'', em 1986, passou pelo “Estadão'', ficou dez anos na “Folha'' (onde foi editor, repórter especial e correspondente internacional), participou das equipes que criaram o “Lance!'' e a “Época'', foi redator-chefe da “CartaCapital'', diretor editorial da Glamurama Editora e repórter especial do iG. É autor dos livros “Adeus, Controle Remoto'' (editora Arquipélago, 2016), “História do Lance! – Projeto e Prática do Jornalismo Esportivo” (Alameda, 2009) e “O Dia em que Me Tornei Botafoguense'' (Panda Books, 2011).
Contato: mauriciostycer@uol.com.br

Sobre o blog

Um espaço para reflexões e troca de informações sobre os assuntos que interessam a este blogueiro, da alta à baixa cultura, do esporte à vida nas grandes cidades, sempre que possível com humor.