Blog do Mauricio Stycer

Galvão faz “mea culpa” pelo excesso de empolgação com a seleção em 2014

Mauricio Stycer

11/06/2018 00h18


A Globo exibiu um programa especial dedicado aos seus narradores esportivos no final da noite de domingo (10). Chamado “Vozes da Copa”, na verdade, girou em torno das lembranças de Galvão Bueno nas Copas de 1994, 1998, 2002 e 2014.

No momento mais interessante, Galvão falou do 7 a 1. “Foi um horror, um filme de terror”, disse. “Olha aqui pra mim: virou passeio ou não virou?”

Após a câmera mostrar a imagem de um menino chorando no Mineirão, durante a goleada da Alemanha, Galvão disse: “O duro é isso. O duro é ver o garoto chorar. O duro é ver a tristeza das crianças. Porque se criou uma imagem que o Brasil vai ganhar a Copa. E nós também temos um pouco de culpa nisso. Mea culpa”, concluiu.

É verdade que não foi a primeira vez que a Globo exagerou na empolgação com a seleção brasileira. Mas, talvez, em 2014, por a Copa ser no Brasil, a emissora tenha se excedido mais do que o habitual. De qualquer forma, merece o registro este raro reconhecimento de culpa do narrador.

Cleber Machado e Luís Roberto tiveram direito a breves participações especiais no programa. O primeiro se recordou da narração da semifinal da Copa de 2006, entre Alemanha e Itália, vencida pela seleção visitante por 2 a 0. E o segundo lembrou da narração de Itália e Uruguai em 2014, partida que ficou marcada pela mordida de Suarez em Chiellini.

Pelo material que foi exibido, teria sido mais honesto chamar o especial de “Voz da Copa” e dedicá-lo exclusivamente a Galvão Bueno, que já narrou 12 Copas do Mundo. Histórias para contar ele tem de sobra.

Comentários são sempre muito bem-vindos, mas o autor do blog publica apenas os que dizem respeito aos assuntos tratados nos textos.

Siga o blog no Facebook e no Twitter.

Sobre o autor

Jornalista, nascido no Rio de Janeiro em 1961, mora em São Paulo há 29 anos. É repórter especial e crítico do UOL. Assina, aos domingos, uma coluna sobre televisão na “Folha de S.Paulo''. Começou a carreira no “Jornal do Brasil'', em 1986, passou pelo “Estadão'', ficou dez anos na “Folha'' (onde foi editor, repórter especial e correspondente internacional), participou das equipes que criaram o “Lance!'' e a “Época'', foi redator-chefe da “CartaCapital'', diretor editorial da Glamurama Editora e repórter especial do iG. É autor dos livros “Adeus, Controle Remoto'' (editora Arquipélago, 2016), “História do Lance! – Projeto e Prática do Jornalismo Esportivo” (Alameda, 2009) e “O Dia em que Me Tornei Botafoguense'' (Panda Books, 2011).
Contato: mauriciostycer@uol.com.br

Sobre o blog

Um espaço para reflexões e troca de informações sobre os assuntos que interessam a este blogueiro, da alta à baixa cultura, do esporte à vida nas grandes cidades, sempre que possível com humor.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está fechada

Não é possivel enviar comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Topo