Topo
Blog do Mauricio Stycer

Blog do Mauricio Stycer

Globo diz que a família de Kaysar é responsável por camisetas no paredão

Mauricio Stycer

11/04/2018 15h25


Figurante profissional, consagrada pelo programa "Tudo Pela Audiência", do Multishow, Maria da Penha Oliva de Araújo, a Pepeca, brilhou na noite de terça-feira (10) durante a eliminação de Jéssica do "BBB18".

Vestindo uma camiseta com a cara de Kaysar, Pepeca estava na primeira fila, ao lado de familiares do participante. Depois de abraçar um tio de Kaysar, Jéssica a abraçou com entusiasmo, acreditando estar interagindo com alguém da família do sírio. E ouviu de Pepeca: "Te amo. Te amo muito". Emocionada, a candidata recém-eliminada respondeu: "Vocês são demais".

Procurada pelo blog, a Globo afirma que não tem responsabilidade alguma pela confusão. "Além dos familiares e convidados da família dos participantes que estão no paredão, as pessoas que integram a plateia do 'BBB 18' nos dias de eliminação vêm ao programa por meio de caravanas, para acompanhar o programa ao vivo", diz a emissora. "Tanto a produção quanto a distribuição das camisetas personalizadas é feita exclusivamente pelos familiares e amigos dos participantes que disputam a permanência no jogo".

Ou seja, se Pepeca se passou por membro da família de Kaysar a culpa é de quem deu a camiseta para ela e deixou que ficasse na primeira fila.

Como mostrei aqui, Pepeca adora acompanhar as eliminações do "BBB" ao vivo, direto do estúdio da Globo. Há fotos dela usando camisetas em apoio a Gleici e Diego, além de imagens da figurante profissional ao lado de Lucas e Patrícia, todas desta edição do reality show.

Veja também
Figurante se junta à família de Kaysar, engana Jéssica e intriga o público


Comentários são sempre muito bem-vindos, mas o autor do blog publica apenas os que dizem respeito aos assuntos tratados nos textos.

Siga o blog no Facebook e no Twitter.

Sobre o autor

Jornalista, nascido no Rio de Janeiro em 1961, mora em São Paulo há 29 anos. É repórter especial e crítico do UOL. Assina, aos domingos, uma coluna sobre televisão na “Folha de S.Paulo''. Começou a carreira no “Jornal do Brasil'', em 1986, passou pelo “Estadão'', ficou dez anos na “Folha'' (onde foi editor, repórter especial e correspondente internacional), participou das equipes que criaram o “Lance!'' e a “Época'', foi redator-chefe da “CartaCapital'', diretor editorial da Glamurama Editora e repórter especial do iG. É autor dos livros “Adeus, Controle Remoto'' (editora Arquipélago, 2016), “História do Lance! – Projeto e Prática do Jornalismo Esportivo” (Alameda, 2009) e “O Dia em que Me Tornei Botafoguense'' (Panda Books, 2011).
Contato: mauriciostycer@uol.com.br

Sobre o blog

Um espaço para reflexões e troca de informações sobre os assuntos que interessam a este blogueiro, da alta à baixa cultura, do esporte à vida nas grandes cidades, sempre que possível com humor.