Topo
Blog do Mauricio Stycer

Blog do Mauricio Stycer

Em um mês, nova grade eleva a audiência da Record em SP em 48%

Mauricio Stycer

28/02/2018 11h35


Um balanço dos números de audiência recentes da Record mostra a importância do policial “Cidade Alerta” no dia-a-dia da emissora. As mudanças feitas há um mês, dobrando o seu tempo de exibição, tiveram enorme impacto no Ibope.

Desde 29 de janeiro, com o cancelamento do telejornal “SP Record”, o programa comandado por Luiz Bacci fica no ar por três horas, entre 16h45 e 19h45, e a reprise de “Os Dez Mandamentos” começa em seguida, se estendendo até 20h45. Neste período de quatro horas, a média da emissora nestes últimos 21 dias úteis (entre 29/1 e 26/2) foi de 8,6 pontos – um crescimento de 48% em relação às quatro semanas anteriores (entre 29/12 e 26/1), quando registrou média de 5,8 pontos.

O “Cidade Alerta”, especificamente, cresceu 24% (indo de uma média de 6,8 para 8,4 pontos). O maior salto foi o da reprise da novela bíblica, que antes era exibida a partir das 18h15 – a média foi de 5,8 para 9,2 pontos, um crescimento de 60%.

Com estas mudanças, a Record registrou crescimento de audiência em todos os outros mercados, além de São Paulo. No Rio, o aumento nesta faixa das 16h45 às 20h45 foi de 42% e em Curitiba foi de 45%.

Dois fatos curiosos sobre estes números. Como registrei no blog, um dos efeitos desta nova grade foi tornar uma reprise, no caso a da novela “Os Dez Mandamentos”, a principal audiência da Record durante a semana. E outro foi o fato de “Apocalipse”, exibida em seguida, também ter sido impactada pela alteração, mesmo sem mudar de horário. Em São Paulo, a nova trama bíblica foi de uma média de 5,7 para 7,8 pontos, um aumento de 37%.

Veja também
Com nova grade, reprise de novela bíblica vira atração mais vista da Record

Comentários são sempre muito bem-vindos, mas o autor do blog publica apenas os que dizem respeito aos assuntos tratados nos textos.

Siga o blog no Facebook e no Twitter.

Sobre o autor

Jornalista, nascido no Rio de Janeiro em 1961, mora em São Paulo há 29 anos. É repórter especial e crítico do UOL. Assina, aos domingos, uma coluna sobre televisão na “Folha de S.Paulo''. Começou a carreira no “Jornal do Brasil'', em 1986, passou pelo “Estadão'', ficou dez anos na “Folha'' (onde foi editor, repórter especial e correspondente internacional), participou das equipes que criaram o “Lance!'' e a “Época'', foi redator-chefe da “CartaCapital'', diretor editorial da Glamurama Editora e repórter especial do iG. É autor dos livros “Adeus, Controle Remoto'' (editora Arquipélago, 2016), “História do Lance! – Projeto e Prática do Jornalismo Esportivo” (Alameda, 2009) e “O Dia em que Me Tornei Botafoguense'' (Panda Books, 2011).
Contato: mauriciostycer@uol.com.br

Sobre o blog

Um espaço para reflexões e troca de informações sobre os assuntos que interessam a este blogueiro, da alta à baixa cultura, do esporte à vida nas grandes cidades, sempre que possível com humor.