Blog do Mauricio Stycer

Em estreia na Band, Amaury promete fugir do “circo de vulgaridade na TV”

Mauricio Stycer

28/01/2018 03h34


Nome mais importante do colunismo social na televisão, Amaury Jr. estreou novo programa neste sábado (27), na Band. A estreia ocorreu menos de três meses depois de a RedeTV!, onde estava havia 15 anos, rescindir abruptamente o seu contrato.

O apresentador foi saudado por artistas de várias emissoras concorrentes, como Christiane Torloni, Jô Soares, Ratinho, Rodrigo Faro, Gugu, Ronnie Von e Fábio Porchat, entre muitos outros, que gravaram depoimentos.

Assim que entrou no estúdio da Band, Amaury anunciou: “Eu prometo a vocês um sábado cheio de emoções, convidados relevantes, grandes festas e prometo fugir do circo de vulgaridade, pelo qual, às vezes, nós somos tentados em busca de uma audiência fácil.”

Curiosamente, a estreia foi precedida pela exibição, na mesma Band, de uma comédia pornô, “O Virgem de 41 Anos” – um circo de vulgaridade, para usar as palavras de Amaury.

Com a promessa de “fazer do sábado o seu melhor sábado”, o apresentador entrevistou Zezé de Camargo e Wanessa no estúdio, deixando também que pai e filha cantassem alguns números em playback. Também recebeu Luiza Brunet e conversou rapidamente com Roberto Carlos, uma presença frequente em seus programas.

Descontraído, como sempre, Amaury questionou Roberto sobre a sua parceria com a atriz e cantora Jeniffer Lopez. “Ela não te assanha?”, quis saber. “Assanha qualquer um. Mas a gente tem que se comportar”, respondeu o Rei, sempre recatado. “Você finge que erra para prolongar os ensaios”, provocou o apresentador, arrancando risos de Roberto.

A maior atração da noite foi uma entrevista com o presidente Michel Temer no Palácio da Alvorada. Foi uma conversa amena, que apenas tangenciou a situação política brasileira, mas permitiu a Temer falar sobre os boatos de que seria “satanista”, assim como comentar algumas gafes que já cometeu, como chamar o rei da Noruega de “rei da Suécia”. O presidente também passeou com Amaury pelo palácio e respondeu a perguntas sobre seus hábitos em matéria de comida, bebida, música e viagens.

No final, o apresentador ofereceu o microfone a Temer para ele fizesse, sem qualquer interrupção, uma longa digressão sobre o seu governo, em tom de propaganda institucional, enaltecendo a si próprio.

Na TV desde 1982, Amaury é um mestre na arte da entrevista com celebridades, em especial em ambientes festivos. A Band acertou ao escalá-lo para o início da madrugada dos sábados. Só precisa programar melhor os filmes da sessão “Top Cine”.

Comentários são sempre muito bem-vindos, mas o autor do blog publica apenas os que dizem respeito aos assuntos tratados nos textos.

Siga o blog no Facebook e no Twitter.

Sobre o autor

Jornalista, nascido no Rio de Janeiro em 1961, mora em São Paulo há 29 anos. É repórter especial e crítico do UOL. Assina, aos domingos, uma coluna sobre televisão na “Folha de S.Paulo''. Começou a carreira no “Jornal do Brasil'', em 1986, passou pelo “Estadão'', ficou dez anos na “Folha'' (onde foi editor, repórter especial e correspondente internacional), participou das equipes que criaram o “Lance!'' e a “Época'', foi redator-chefe da “CartaCapital'', diretor editorial da Glamurama Editora e repórter especial do iG. É autor dos livros “Adeus, Controle Remoto'' (editora Arquipélago, 2016), “História do Lance! – Projeto e Prática do Jornalismo Esportivo” (Alameda, 2009) e “O Dia em que Me Tornei Botafoguense'' (Panda Books, 2011).
Contato: mauriciostycer@uol.com.br

Sobre o blog

Um espaço para reflexões e troca de informações sobre os assuntos que interessam a este blogueiro, da alta à baixa cultura, do esporte à vida nas grandes cidades, sempre que possível com humor.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está fechada

Não é possivel enviar comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Topo