Blog do Mauricio Stycer

Top 10: Histeria no velório de Rezende, celular em 1821 e outros absurdos

Mauricio Stycer

20/12/2017 05h01

Dando prosseguimento aos festejos de fim de ano do blog, publico uma retrospectiva dedicada a situações absurdas, inesperadas ou simplesmente engraçadas exibidas na TV em 2017. Como de hábito, esta é uma lista muito pessoal, sem a pretensão de encerrar o assunto. Convido os leitores a comentarem, criticarem e apresentarem outras sugestões.

1. Gritos de “gostoso” para Faro e selfies no caixão no adeus a Rezende

Cenas de histeria de fãs durante o velório de Marcelo Rezende causaram espanto. A luta para conseguir uma selfie junto ao caixão, os gritos de “gostoso” para Rodrigo Faro e o coro em homenagem ao Luiz Bacci (“lindo, bonito e gostosão”) marcaram a cerimônia, em setembro.

2. Celular de Isabelle Drummond em cena de “Novo Mundo”, em 1821

Novela de época com produção caprichada, “Novo Mundo” cometeu um vacilo em um capítulo em abril. O telefone celular de Isabelle Drummond, uma das protagonistas da trama, apareceu brevemente em cena, quando d. Pedro (Caio Castro) entra numa sala.

3. “Porcaria por porcaria, fiquem no SBT”, pede Silvio Santos

Em um momento de sinceridade completa, em um domingo de outubro, Silvio Santos rogou aos espectadores: “Vocês que estão em casa, não troquem de canal. Porcaria por porcaria, fiquem aqui no SBT”.

4. Repórter da GloboNews confunde Vesgo com um americano

“Tem até americano brincando de ser Donald Trump aqui perto de mim”, disse a correspondente Carolina Cimenti, da GloboNews, sem se dar conta que estava, na verdade, entrevistando Rodrigo Scarpa, o Vesgo do “Pânico”. A entrevista foi ao ar, ao vivo, em janeiro, na véspera da posse do presidente americano. Uma posse com direito a trollada!

5. Zileide Silva é interrompida por ela mesma em plantão da Globo

Um pronunciamento do presidente Michel Temer em maio produziu um fato curioso. Exibido no meio da tarde, ele foi precedido por um alerta de plantão da Globo, apresentado por Zileide Silva. No Acre, com duas horas de diferença em relação ao horário de Brasília, o plantão ocorreu justamente no momento em que a Globo local exibia o jornal “Hoje”. E quem estava apresentando o telejornal? A mesma Zileide Silva.

6. Filho revela à mãe que fará cirurgia para virar sereia

O programa de João Kleber na RedeTV! hoje basicamente exibe pegadinhas. Mas no início do ano tentou reviver os tempos surreais do “Você na TV”, que o humorista apresentava durante a semana. Num destes domingos, aconteceu a revelação deste segredo incrível.

7. “Na Record um monte de coisa não presta”, diz bispo da IURD

Um dos desabafos mais surpreendentes do ano ocorreu no “Fala Que Eu Te Escuto”, exibido nas madrugadas da Record. Foi protagonizado pelo bispo Marcio Carotti: “Um monte de desgraça que passa na Record. É o dia inteiro passando desgraça. Agora, é só você não assistir. É só você não ver. E não é só na Record, não. Qualquer canal passa desgraça o dia inteiro. Desgraça dá audiência”.

8. Zeca foi demitido, mas rescisão saiu em nome de Cibele

Falta de atenção total. Em cena da novela “A Força do Querer”, Zeca (Marco Pigossi) foi demitido da empresa de transportes em que trabalhava. Perplexo, ele olhou o documento da rescisão, recebido no RH da empresa. Em seguida, uma câmera aproximou o espectador da folha de papel. E ali foi possível ler que a demissão foi de Cibele Dantas (Bruna Linzmeyer), sem justa causa e com direito a R$ 15 mil de indenização. Demitiram o personagem errado!

9. De Mara para Décio: “Pede pra sair!” E ele: “Pediram pra eu entrar”

Em março, o público testemunhou uma troca de “gentilezas” inacreditável entre Mara Maravilha e Décio Piccinini, apresentadores do “Fofocalizando”, no SBT. Épico, só que não.

10. “Deixa eu falar, diretor!”, pede Xuxa durante o Dancing Brasil

Num dos vários momentos em que se sentiu tolhida durante a apresentação do “Dancing Brasil”, Xuxa deixou escapar um comovente pedido ao diretor da atração.


Comentários são sempre muito bem-vindos, mas o autor do blog publica apenas os que dizem respeito aos assuntos tratados nos textos.

Siga o blog no Facebook e no Twitter.

Sobre o autor

Jornalista, nascido no Rio de Janeiro em 1961, mora em São Paulo há 29 anos. É repórter especial e crítico do UOL. Assina, aos domingos, uma coluna sobre televisão na “Folha de S.Paulo''. Começou a carreira no “Jornal do Brasil'', em 1986, passou pelo “Estadão'', ficou dez anos na “Folha'' (onde foi editor, repórter especial e correspondente internacional), participou das equipes que criaram o “Lance!'' e a “Época'', foi redator-chefe da “CartaCapital'', diretor editorial da Glamurama Editora e repórter especial do iG. É autor dos livros “Adeus, Controle Remoto'' (editora Arquipélago, 2016), “História do Lance! – Projeto e Prática do Jornalismo Esportivo” (Alameda, 2009) e “O Dia em que Me Tornei Botafoguense'' (Panda Books, 2011).
Contato: mauriciostycer@uol.com.br

Sobre o blog

Um espaço para reflexões e troca de informações sobre os assuntos que interessam a este blogueiro, da alta à baixa cultura, do esporte à vida nas grandes cidades, sempre que possível com humor.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Topo