Blog do Mauricio Stycer

Entregando a vingança que o público quer ver, novela bate recordes seguidos

Mauricio Stycer

14/12/2017 23h06


Na semana da volta de Clara (Bianca Bin) a Palmas, para dar início ao seu plano de vingança, “O Outro Lado do Paraíso” ultrapassou pela primeira vez a barreira dos 40 pontos no Ibope em São Paulo.

A novela de Walcyr Carrasco bateu recorde no capítulo de segunda-feira (11) ao atingir 40,2 pontos de média. No dia seguinte (12), superou o número anterior, alcançando 42 pontos. Como sempre ocorre, houve uma queda no capítulo de quarta-feira (13), indo para 35,9 pontos.

Nesta quinta (14), que terminou com a entrada triunfal de Clara na festa beneficente, diante de toda a “sociedade” de Palmas, a novela voltou a registrar média acima de 40 pontos. Segundo o Ibope, 42,2 pontos – novo recorde.

O segredo deste crescimento parece claro. Depois de uma primeira fase pesada e lúgubre, Walcyr Carrasco injetou ação na trama e está oferecendo, com rapidez, chance de a mocinha da história dar a volta por cima. É exatamente o que o espectador deseja ver.

O texto segue com os mesmos problemas da primeira fase – duro, abrupto, sem qualquer sutileza. Mas oferecendo, ao menos, alívio para quem estava cansado de tanto sofrimento.

Como já havia ocorrido em “Verdades Secretas”, a direção sofisticada de Mauro Mendonça Filho compensa os sustos que o espectador leva com os diálogos eventualmente até grosseiros.

Que venha a vingança de Clara! E mais recordes…

Veja também
Guinada na novela é a chance de Walcyr corrigir os muitos erros da 1ª fase
Trama de O Outro Lado do Paraíso lembra filme americano; Globo nega plágio
Por que a saga de Clara na novela lembra tanto “O Conde de Monte Cristo”?
“O Outro Lado do Paraíso” bateu um recorde de audiência inédito desde 2000

Comentários são sempre muito bem-vindos, mas o autor do blog publica apenas os que dizem respeito aos assuntos tratados nos textos.

Siga o blog no Facebook e no Twitter.

Sobre o autor

Jornalista, nascido no Rio de Janeiro em 1961, mora em São Paulo há 29 anos. É repórter especial e crítico do UOL. Assina, aos domingos, uma coluna sobre televisão na “Folha de S.Paulo''. Começou a carreira no “Jornal do Brasil'', em 1986, passou pelo “Estadão'', ficou dez anos na “Folha'' (onde foi editor, repórter especial e correspondente internacional), participou das equipes que criaram o “Lance!'' e a “Época'', foi redator-chefe da “CartaCapital'', diretor editorial da Glamurama Editora e repórter especial do iG. É autor dos livros “Adeus, Controle Remoto'' (editora Arquipélago, 2016), “História do Lance! – Projeto e Prática do Jornalismo Esportivo” (Alameda, 2009) e “O Dia em que Me Tornei Botafoguense'' (Panda Books, 2011).
Contato: mauriciostycer@uol.com.br

Sobre o blog

Um espaço para reflexões e troca de informações sobre os assuntos que interessam a este blogueiro, da alta à baixa cultura, do esporte à vida nas grandes cidades, sempre que possível com humor.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está fechada

Não é possivel enviar comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Topo