Blog do Mauricio Stycer

Com preço alto, serviço de streaming da HBO é para quem não assina TV paga

Mauricio Stycer

01/12/2017 11h55


Demorou, mas finalmente a HBO anunciou a chegada ao Brasil do seu serviço de streaming independente de assinatura na TV paga. Era algo esperado há muito tempo por fãs da programação do canal, um dos melhores do mundo.

Como nos Estados Unidos, ao lançar no Brasil o seu serviço de streaming, a HBO teve o cuidado de não entrar em confronto com as operadoras de TV paga, que já oferecem os seus canais em pacotes “premium”.

Por este motivo, o preço do serviço é, relativamente, muito alto. Os R$ 34,90 que o HBO Go vai custar para quem assinar diretamente é praticamente o mesmo valor que assinantes da Net ou Sky já pagam para ter acesso aos seis canais com o selo HBO.

O preço do serviço também é pouco competitivo com um de seus principais rivais, a Netflix, cuja assinatura básica é R$ 19,90 (a que permite acesso em até dois dispositivos simultaneamente é R$ 27,90).

Assim, o novo serviço se destina basicamente a quem não tem pacote de TV paga e se interessa pelo catálogo de alto nível da HBO – tanto de séries quanto filmes. Para citar algumas famosas, entre dramas e comédias: “Sopranos” (imagem no alto), “The Wire”, “Veep”, “Silicon Valley”, “The Leftovers”, “Sex and the City”, “Curb Your Entusiasm”, “Six Feet Under”, além das brasileiras “Magnífica 70”, “O Negócio”, “Alice”, “Psi” etc…

Também pode ser útil para quem quiser assistir a programas específicos, durante curtos períodos de tempo, como “Game of Thrones” ou “Westworld”, por exemplo.

Lançado nos Estados Unidos em abril de 2015, o HBO Go tem cerca de 2 milhões de assinantes no país. Se somados aos que usam o serviço por meio de outras plataformas, como a Amazon, por exemplo, o número de assinantes chega a 3,5 milhões.

Veja também

Finalmente! HBO lança no Brasil streaming independente da TV

Comentários são sempre muito bem-vindos, mas o autor do blog publica apenas os que dizem respeito aos assuntos tratados nos textos.

Siga o blog no Facebook e no Twitter.

Sobre o autor

Jornalista, nascido no Rio de Janeiro em 1961, mora em São Paulo há 29 anos. É repórter especial e crítico do UOL. Assina, aos domingos, uma coluna sobre televisão na “Folha de S.Paulo''. Começou a carreira no “Jornal do Brasil'', em 1986, passou pelo “Estadão'', ficou dez anos na “Folha'' (onde foi editor, repórter especial e correspondente internacional), participou das equipes que criaram o “Lance!'' e a “Época'', foi redator-chefe da “CartaCapital'', diretor editorial da Glamurama Editora e repórter especial do iG. É autor dos livros “Adeus, Controle Remoto'' (editora Arquipélago, 2016), “História do Lance! – Projeto e Prática do Jornalismo Esportivo” (Alameda, 2009) e “O Dia em que Me Tornei Botafoguense'' (Panda Books, 2011).
Contato: mauriciostycer@uol.com.br

Sobre o blog

Um espaço para reflexões e troca de informações sobre os assuntos que interessam a este blogueiro, da alta à baixa cultura, do esporte à vida nas grandes cidades, sempre que possível com humor.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Topo