Blog do Mauricio Stycer

Globo inclui público do digital para chegar a “100 milhões de uns” por dia

Mauricio Stycer

23/10/2017 11h26


Divulgada na noite de domingo (22), no “Fantástico”, a nova campanha institucional da Globo celebra o alcance da emissora em todo o país – “100 milhões de pessoas todos os dias”, diz o texto da mensagem.

Um vídeo, em três versões, lido pelos atores Eliane Giardini, Débora Falabella e Danton Mell, divulga a ideia de que a emissora busca falar com cada um destes 100 milhões: “Uns diferentes dos outros. E a gente se movimenta para conquistar cada um. Porque a gente sabe que um desses 100 milhões é você.”

A mensagem faz referência, de forma irônica, às críticas que a Globo recebe. “Uns gostam da gente. Uns dizem que não”, diz ela, sugerindo que parte do público assiste à programação da emissora mesmo dizendo que não aprecia o que vê (a mensagem pode ser vista no vídeo abaixo).

Em texto enviado à mídia na manhã desta segunda-feira (23), a Globo esclarece como chegou a este número de 100 milhões e informa que está incluindo na conta o seu público nas plataformas digitais.

Com base em dados do Ibope, a emissora afirma que, de janeiro a setembro deste ano, teve um alcance médio diário de 98 milhões de pessoas, o maior índice desde 2011. “A marca de 100 milhões de pessoas foi ultrapassada algumas vezes”, diz o comunicado.

E, citando números da comScore, a Globo afirma alcançar uma média de 14 milhões de pessoas por dia nos seus ambientes digitais (o que inclui G1, globoesporte.com, GShow e Globo Play).

De volta ao Ibope, segundo a emissora, no acumulado do mês, são 190 milhões de indivíduos alcançados – “ou 95% das pessoas com TV em casa no Brasil”. Já nos ambientes digitais, o grupo “impactou 64 milhões de brasileiros por mês, entre janeiro e agosto deste ano”.

A campanha é uma criação de Sergio Valente, Waldemar França e Monica Tommasi. Valente é diretor de Comunicação da Globo.

Veja um dos vídeos:

Veja também
“Uns gostam da gente, uns dizem que não”, ironiza a Globo em nova campanha

Siga o blog no Facebook e no Twitter.

Sobre o autor

Jornalista, nascido no Rio de Janeiro em 1961, mora em São Paulo há 29 anos. É repórter especial e crítico do UOL. Assina, aos domingos, uma coluna sobre televisão na “Folha de S.Paulo''. Começou a carreira no “Jornal do Brasil'', em 1986, passou pelo “Estadão'', ficou dez anos na “Folha'' (onde foi editor, repórter especial e correspondente internacional), participou das equipes que criaram o “Lance!'' e a “Época'', foi redator-chefe da “CartaCapital'', diretor editorial da Glamurama Editora e repórter especial do iG. É autor dos livros “Adeus, Controle Remoto'' (editora Arquipélago, 2016), “História do Lance! – Projeto e Prática do Jornalismo Esportivo” (Alameda, 2009) e “O Dia em que Me Tornei Botafoguense'' (Panda Books, 2011).
Contato: mauriciostycer@uol.com.br

Sobre o blog

Um espaço para reflexões e troca de informações sobre os assuntos que interessam a este blogueiro, da alta à baixa cultura, do esporte à vida nas grandes cidades, sempre que possível com humor.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Topo