Blog do Mauricio Stycer

Salto no Ibope de A Força do Querer não acontecia no horário desde 2003

Mauricio Stycer

20/10/2017 05h01


Depois de 29 semanas, “A Força do Querer” chega nesta sexta-feira ao capítulo 173 com números de audiência excepcionais. A trama de Glória Perez vai terminar com uma média em torno de 35,7 pontos em São Paulo. Isso significa que superou as últimas oito novelas do horário, incluindo “Salve Jorge”, da mesma autora (veja abaixo a lista).

Desde os primeiros capítulos, como apontei aqui, “A Força do Querer” exibiu números comparáveis aos de “Amor à Vida”, de Walcyr Carrasco. Exibida entre maio de 2013 e janeiro do ano seguinte, o drama ambientado em um hospital, cujo maior destaque foi o beijo do ex-vilão Felix em Niko, registrou média final de 35,51 pontos.

“A Força do Querer”, assim, superou “Amor à Vida” por décimos e ficou bem distante, ainda, de “Avenida Brasil” (2012), que teve média geral de 38,9 pontos.

Em termos absolutos, a novela de Gloria Perez pode dizer que foi a mais vista entre as últimas dez. Considerando que um ponto no Ibope hoje equivale a 70.599 domicílios, em São Paulo, a novela alcançou, em média, cerca de 2,52 milhões de lares. Em 2012, o ponto no Ibope correspondia a 60 mil domicílios, o que significa dizer que “Avenida Brasil” chegou, em média, a 2,33 milhões de casas.

Mas o grande mérito de “A Força do Querer” foi outro. A novela recuperou a audiência do horário como não ocorria desde 2003. Naquele ano, “Mulheres Apaixonadas”, de Manoel Carlos, registrou média final de 47 pontos, nove a mais que a novela anterior, “Esperança” (2002-03), de Benedito Ruy Barbosa, que foi mal de audiência e terminou com média de 38 .

Gloria Perez elevou a audiência em mais de oito pontos em relação à “A Lei do Amor”. A novela de Maria Adelaide Amaral e Vincent Villari, encerrada em 31 de março de 2017, registrou média de 27,16 pontos. E antes dela, as três novelas anteriores também haviam ficado abaixo dos 30 pontos de média.

Em julho, observei que, na análise dos números da novela, não era possível ignorar o “fator Simba”. Entre 29 de março e 31 de agosto, Record, SBT e RedeTV! ficaram de fora dos pacotes das operadoras de TV paga. O impacto em matéria de audiência foi terrível para as três emissoras.

“A Força do Querer” estreou em 3 de abril, justamente no pior momento das concorrentes. E, evidentemente, aproveitou a oportunidade. Com base nas perdas de Record e SBT, o pesquisador Fabio Dias, especialista em audiência de novelas, estimou que a trama da Globo “ganhou” 2 pontos, em média, graças ao Simba.

Em resumo, “A Força do Querer” recolocou o horário mais nobre da Globo em um ótimo patamar, acima dos 30 pontos, o que não ocorria desde 2014, com “Império”. Foi um grande feito de Gloria Perez, que passa o bastão – e a responsabilidade – para Walcyr Carrasco, com “O Outro Lado do Paraíso”.

Média final de audiência em São Paulo
A Força do Querer: 35,7 pontos
A Lei do Amor: 27,16
Velho Chico: 28,97
A Regra do Jogo: 28,48
Babilônia: 25,45
Império: 32,71
Em Família: 29,63
Amor à Vida: 35,51
Salve Jorge: 33,96
Avenida Brasil: 38,9
Fina Estampa: 39,2

Veja também
Novela sobre mulheres fortes, A Força do Querer tem melhor início desde 2013
Até onde pode chegar a audiência de “A Força do Querer” em São Paulo?

Siga o blog no Facebook e no Twitter.

Sobre o autor

Jornalista, nascido no Rio de Janeiro em 1961, mora em São Paulo há 29 anos. É repórter especial e crítico do UOL. Assina, aos domingos, uma coluna sobre televisão na “Folha de S.Paulo''. Começou a carreira no “Jornal do Brasil'', em 1986, passou pelo “Estadão'', ficou dez anos na “Folha'' (onde foi editor, repórter especial e correspondente internacional), participou das equipes que criaram o “Lance!'' e a “Época'', foi redator-chefe da “CartaCapital'', diretor editorial da Glamurama Editora e repórter especial do iG. É autor dos livros “Adeus, Controle Remoto'' (editora Arquipélago, 2016), “História do Lance! – Projeto e Prática do Jornalismo Esportivo” (Alameda, 2009) e “O Dia em que Me Tornei Botafoguense'' (Panda Books, 2011).
Contato: mauriciostycer@uol.com.br

Sobre o blog

Um espaço para reflexões e troca de informações sobre os assuntos que interessam a este blogueiro, da alta à baixa cultura, do esporte à vida nas grandes cidades, sempre que possível com humor.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Topo