PUBLICIDADE
Topo

Receba os novos posts desta coluna no seu e-mail

Email inválido
Seu cadastro foi concluído!
reinaldo-azevedo

Reinaldo Azevedo

mauricio-stycer

Mauricio Stycer

josias-de-souza

Josias de Souza

jamil-chade

Jamil Chade

Mauricio Stycer

Bastidores da crise entre Fernando Rocha e o coreógrafo Ivaldo Bertazzo

Mauricio Stycer

03/10/2017 11h53


O jornalista Fernando Rocha, apresentador do programa "Bem Estar", na Globo, está no centro de uma grande confusão desde a última sexta-feira (29). Naquele dia, ele informou ao vivo que desistiu de participar do espetáculo de dança "Próximo Passo", dirigido pelo coreógrafo Ivaldo Bertazzo dentro do projeto "Cidadão Dançante".

A participação no espetáculo foi oferecida a pessoas sem experiência com dança e que tivessem sintomas de depressão ou histórico com a doença. Entre 1.500 pessoas que se inscreveram, apenas 40 foram selecionadas. "Depressão é um tema delicado e será tratado por nós de um jeito leve e solto", prometeu Bertazzo ao divulgar o projeto.

Fernando Rocha transformou a sua participação no "Próximo Passo" em uma espécie de reality show do "Bem Estar", intitulado "Quem dança os males espanta", com exibição às terças e sextas. Ele vinha ensaiando havia quase quatro meses até desistir.

A gota d´água, como exibiu no programa, foi o fato de ter sido excluído de uma parte da coreografia, junto com outros participantes, por dificuldades em seguir os passos propostos pelo coreógrafo.

Como disse ao vivo, o objetivo de quem participou era "retomar a alegria de viver". E lembrou: "Afinal, esta era uma das prerrogativas para participar deste projeto: ter sentido na pele a depressão".

Rocha falou do "estresse" que tomou conta dos ensaios na reta final. "O processo ficou mais difícil do que muita gente poderia imaginar", disse. Cenas de Bertazzo criticando o desempenho de um aluno, puxando as pernas de outro de forma rude e mandando um terceiro ficar quieto ("cala a boca!") foram exibidas na sexta-feira, causando comoção e indignação.

Uma carta, assinada por 27 participantes do projeto, foi enviada à direção de jornalismo da Globo com críticas ao apresentador do "Bem Estar" por não ter ouvido a versão de Bertazzo. Rocha leu alguns trechos no ar no programa de segunda-feira (02). Mas deixou de ler outras passagens e reafirmou seu ponto de vista.

A íntegra da carta, como seria de se esperar, vazou. "Na matéria de sexta-feira, você disse que tinha responsabilidades com o grupo. Pois é, você tinha e deixou o grupo na mão. Quem contracenava com você agora não tem parceiro. Você tinha os textos mais longos entre os participantes. A menos de uma semana da estreia, outros colegas estão tentando decorá-los. Vamos conseguir."

E mais: "Por tudo isso a sua ausência já seria um enorme problema. Mas teríamos compreendido a sua desistência. O que não dá para entender é o uso do poder de um programa jornalístico na maior rede de televisão do país para depreciar a imagem de um grupo sério, unido, que sempre te acolheu bem".

"Até agora está difícil de acreditar que aquele Fernando doce, engraçado e carinhoso que nos acompanhou por quatro meses nos abandonou de uma forma tão desrespeitosa e irresponsável. Da mesma forma, achamos também irresponsável e manipuladora a matéria que foi ao ar no programa."

Procurado pelo blog, Rocha defende a edição das imagens exibidas no "Bem Estar" de sexta-feira: "É um retrato da realidade. Não destoa em nada do que aconteceu. Temos material fortíssimo do processo".

Em consequência do que ocorreu, também está sendo divulgada a informação de que Rocha teve sua participação como jurado do "Dança dos Famosos" cancelada no último domingo (01). Em seu lugar, teria sido chamado, de última hora, o apresentador André Marques, do programa "É de Casa". Bertazzo, como se sabe, é um convidado frequente do júri técnico do quadro exibido por Fausto Silva.

Rocha nega. "Vejo com espanto. Seria muito bom, mas não daria para ir no 'Domingão' por causa do ensaio. Para eu ser substituído, teria que ser convidado. Até entenderia. Mas não fui convidado", afirma.

O jornalista diz ainda: "Claro que não quis sair. Estava dando tudo de mim, todo dia, até meia-noite. Não deixei de fazer o programa nenhum dia, apesar dos ensaios". E lembra que não é a primeira vez que se expõe publicamente em reportagens deste tipo.

Ele já havia documentado para o "Bem Estar" a sua preparação para correr a São Silvestre, bem como o processo de emagrecimento que o levou a perder 20 quilos. Também participou da "Dança dos Famosos" em 2015.

Rocha lembra que o espetáculo ensaiado por Ivaldo Bertazzo contava com patrocínio de um laboratório médico, o Libbs, que comercializa um antidepressivo. E que estava sendo feito um DVD, documentando o processo de ensaios, para divulgação posterior.
Observa, também, que não houve acompanhamento psicológico ao longo dos ensaios.

"Foi muito difícil. Queria ter ido até o fim. As circunstâncias me levaram a isso", afirma. "Não me arrependo."

Veja também
Coreógrafo rebate críticas após expulsar Fernando Rocha de quadro na Globo
Fernando Rocha é criticado por bailarinos após polêmica e rebate
Blog do Arcanjo: Após polêmica com Fernando Rocha, espetáculo continua; leia carta do elenco

Siga o blog no Facebook e no Twitter.

Sobre o autor

Mauricio Stycer, jornalista, nascido no Rio de Janeiro em 1961, mora em São Paulo há 30 anos. É repórter especial e crítico do UOL. Assina, aos domingos, uma coluna sobre televisão na "Folha de S.Paulo". Começou a carreira no "Jornal do Brasil", em 1986, passou pelo "Estadão", ficou dez anos na "Folha" (onde foi editor, repórter especial e correspondente internacional), participou das equipes que criaram o diário esportivo "Lance!" e a revista "Época", foi redator-chefe da "CartaCapital", diretor editorial da Glamurama Editora e repórter especial do iG. É autor dos livros "Topa Tudo por Dinheiro - As muitas faces do empresário Silvio Santos" (editora Todavia, 2018), "Adeus, Controle Remoto" (Arquipélago, 2016), “História do Lance! – Projeto e Prática do Jornalismo Esportivo” (Alameda, 2009) e "O Dia em que Me Tornei Botafoguense" (Panda Books, 2011).

Contato: mauriciostycer@uol.com.br

Sobre o blog

Um espaço para reflexões e troca de informações sobre os assuntos que interessam a este blogueiro, da alta à baixa cultura, do esporte à vida nas grandes cidades, sempre que possível com humor.