Blog do Mauricio Stycer

Fernanda Lima pede mais crítica e menos elogios dos jurados do “Popstar”

Mauricio Stycer

16/07/2017 14h13


Depois de uma estreia marcada por excesso de elogios e bajulação dos chamados “especialistas”, a apresentadora Fernanda Lima pediu, no segundo episódio do “Popstar”, exibido neste domingo (16), uma postura mais crítica aos profissionais convidados a avaliar os candidatos.

Curiosamente, este episódio foi gravado antes do que foi exibido como o primeiro, no domingo passado (dia 9).

O recado de Fernanda foi dado logo depois da primeira apresentação, de Eduardo Sterblitch. Festejado por Sidney Magal, o humorista teve a sua performance criticada por Pitty, que a considerou muito “teatral”. A plateia no estúdio vaiou a cantora.

Foi quando Fernanda Lima pediu: “Também se todo mundo vier aqui e ficar elogiando o tempo inteiro, aí não tem graça a brincadeira. Cada um tem que colocar a sua opinião e é muito importante a opinião dos técnicos”.

O concurso, que promete um prêmio de R$ 250 mil ao vencedor, coloca no palco do estúdio celebridades que não têm a música como atividade principal. É um show de calouros incrementado, em que os candidatos são avaliados pelo time de “especialistas” e pelo público, via internet.

Os especialistas neste segundo episódio foram Tony Belloto, Paulo Ricardo, Xande de Pilares, Artur Xexéo, Liminha, Sandra de Sá, Sidney Magal, Paula Toller, Pitty e Lucy Alves.

O pedido de Fernanda Lima causou algum efeito. O segundo episódio teve mais opiniões divergentes e menos aprovação automática aos candidatos. Não perdeu a cara de “karaokê da firma” em versão superproduzida, mas a bajulação não foi tão explícita quanto na estreia.

A ex-vocalista do Kid Abelha foi, de longe, a presença mais interessante do júri com avaliações críticas e bem explicadas em tom sempre cordial. Fernanda Lima a classificou como “muito criteriosa”, o que, de fato, ela foi.

A partir do próximo domingo (23), o “Popstar” passa a ser ao vivo, o que deve deixar o programa mais divertido e menos previsível.

Veja também
Em clima de festa entre amigos, “Popstar” esbanja bajulação na estreia

Siga o blog no Facebook e no Twitter.

Sobre o autor

Jornalista, nascido no Rio de Janeiro em 1961, mora em São Paulo há 29 anos. É repórter especial e crítico do UOL. Assina, aos domingos, uma coluna sobre televisão na “Folha de S.Paulo''. Começou a carreira no “Jornal do Brasil'', em 1986, passou pelo “Estadão'', ficou dez anos na “Folha'' (onde foi editor, repórter especial e correspondente internacional), participou das equipes que criaram o “Lance!'' e a “Época'', foi redator-chefe da “CartaCapital'', diretor editorial da Glamurama Editora e repórter especial do iG. É autor dos livros “Adeus, Controle Remoto'' (editora Arquipélago, 2016), “História do Lance! – Projeto e Prática do Jornalismo Esportivo” (Alameda, 2009) e “O Dia em que Me Tornei Botafoguense'' (Panda Books, 2011).
Contato: mauriciostycer@uol.com.br

Sobre o blog

Um espaço para reflexões e troca de informações sobre os assuntos que interessam a este blogueiro, da alta à baixa cultura, do esporte à vida nas grandes cidades, sempre que possível com humor.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Topo