PUBLICIDADE
Topo

Condenado, “Programa do Ratinho” exibe sentença judicial na tela

Mauricio Stycer

13/07/2017 01h02


O "Programa do Ratinho" terminou de forma inusitada nesta quarta-feira (12) exibindo, num canto da tela, uma sentença judicial em que o apresentador e o SBT foram condenados por críticas a um procurador do Distrito Federal.

O caso remonta a 2009, quando o procurador José Luciano Arantes se envolveu em um acidente de trânsito e teria desacatado e ameaçado policiais militares.

A reação do procurador motivou críticas de Ratinho, que o chamou, segundo a sentença, de "cidadão despreparado", "descarado", "tarado", "machão", "brabão" e "beudão".

A Justiça condenou o apresentador a pagar R$ 50 mil por "extrapolar dos limites impostos pela razoabilidade e proporcionalidade na veiculação de informações jornalísticas" e exigiu que o SBT veiculasse a sentença, o que ocorreu nesta quinta-feira.

Quem estava assistindo ao programa se assustou e teve dificuldades de entender o texto da sentença, que passou rápido pela tela.

Para o SBT, a sentença judicial "abriu um precedente sério contra a liberdade de expressão".

Siga o blog no Facebook e no Twitter.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Sobre o autor

Mauricio Stycer, jornalista, nascido no Rio de Janeiro em 1961, mora em São Paulo há 30 anos. É repórter especial e crítico do UOL. Assina, aos domingos, uma coluna sobre televisão na "Folha de S.Paulo". Começou a carreira no "Jornal do Brasil", em 1986, passou pelo "Estadão", ficou dez anos na "Folha" (onde foi editor, repórter especial e correspondente internacional), participou das equipes que criaram o diário esportivo "Lance!" e a revista "Época", foi redator-chefe da "CartaCapital", diretor editorial da Glamurama Editora e repórter especial do iG. É autor dos livros "Topa Tudo por Dinheiro - As muitas faces do empresário Silvio Santos" (editora Todavia, 2018), "Adeus, Controle Remoto" (Arquipélago, 2016), “História do Lance! – Projeto e Prática do Jornalismo Esportivo” (Alameda, 2009) e "O Dia em que Me Tornei Botafoguense" (Panda Books, 2011).

Contato: mauriciostycer@uol.com.br

Sobre o blog

Um espaço para reflexões e troca de informações sobre os assuntos que interessam a este blogueiro, da alta à baixa cultura, do esporte à vida nas grandes cidades, sempre que possível com humor.