Topo

Detetive Vê TV: Como a roupa do bebê mudou de cor em questão de segundos?

Mauricio Stycer

07/06/2017 15h37

Um erro, muito intrigante, chamou a atenção de inúmeros espectadores do último capítulo de "Rock Story", exibido na segunda-feira (05). Em questão de segundos, um mesmo bebê aparece em cena usando roupas de cores diferentes. Como é possível?

Deu-se na cena em que Nicolau (Danilo Mesquita) e Luana (Joana Borges) chegam em casa e encontram Haroldo (Paulo Betti) e Gilda (Suzy Rêgo) brincando com Maria Flor. Pelo menos duas câmeras foram usadas. Em um take, enquanto o público vê a reação de alegria do pai, o bebê está usando uma roupa de cor verde forte. Em seguida, quando enxergamos o avô ao fundo, a tonalidade da roupa é outra, bem mais clara.

Para atender a curiosidade dos muitos "detetives" que escreveram ao blog, procurei a Globo. O erro, segundo explicação da emissora, ocorreu na etapa de pós-produção. As imagens são "tratadas" com a ajuda do "baselight", um sistema de correção de cor e luz, que aumenta ou diminui contrastes. O objetivo é "melhorar" a imagem, mas nem sempre isso acontece. No caso, o operador tirou, sem querer, o contraste de um dos planos, provocando este efeito.

Veja também

Cena com Luan Santana em Rock Story lembra como é bom ver novela sem spoiler

Siga o blog no Facebook e no Twitter.

Sobre o autor

Mauricio Stycer, jornalista, nascido no Rio de Janeiro em 1961, mora em São Paulo há 30 anos. É repórter especial e crítico do UOL. Assina, aos domingos, uma coluna sobre televisão na "Folha de S.Paulo". Começou a carreira no "Jornal do Brasil", em 1986, passou pelo "Estadão", ficou dez anos na "Folha" (onde foi editor, repórter especial e correspondente internacional), participou das equipes que criaram o diário esportivo "Lance!" e a revista "Época", foi redator-chefe da "CartaCapital", diretor editorial da Glamurama Editora e repórter especial do iG. É autor dos livros "Topa Tudo por Dinheiro - As muitas faces do empresário Silvio Santos" (editora Todavia, 2018), "Adeus, Controle Remoto" (Arquipélago, 2016), “História do Lance! – Projeto e Prática do Jornalismo Esportivo” (Alameda, 2009) e "O Dia em que Me Tornei Botafoguense" (Panda Books, 2011).

Contato: mauriciostycer@uol.com.br

Sobre o blog

Um espaço para reflexões e troca de informações sobre os assuntos que interessam a este blogueiro, da alta à baixa cultura, do esporte à vida nas grandes cidades, sempre que possível com humor.

Mauricio Stycer