Blog do Mauricio Stycer

Decisão de afastar José Mayer inclui pressão de funcionários da Globo

Mauricio Stycer

04/04/2017 01h05

Anunciada na noite de segunda-feira (03), a decisão de afastar José Mayer de qualquer trabalho na Globo ocorreu depois que funcionários organizaram um encontro para discutir o assunto no final de semana. Um representante da emissora participou da reunião na condição de convidado.

Também houve, nesta segunda-feira, uma reunião extraordinária nos Estúdios Globo (ex-Projac) com os principais líderes da área de Entretenimento para uma conversa classificada como “franca e aberta” sobre o caso.

Ao longo do dia, circulou a informação que funcionárias planejavam um protesto para esta terça-feira (04) dentro da emissora – o que ocorreu, como relata o UOL. Artistas e apresentadoras, como Fernanda Lima e Drica Moraes, estão postando a mensagem “mexeu com uma, mexeu com todas #Chegadeassédio” (imagem ao lado) em suas redes sociais. Veja aqui.

Em relato publicado no blog #AgoraÉqueSãoElas, da Folha, na madrugada de sexta-feira (31), a figurinista Susllem Tonani, 28, afirmou que Mayer colocou a mão esquerda na genitália dela em fevereiro deste ano, “na presença de outras duas mulheres”. O ator nega.

Procurada pelo blog, a Globo informou: “É importante que se diga que reuniões de trabalho acontecem e acontecerão sempre que forem necessárias, principalmente quando disserem respeito a fatos contrários aos valores da Globo”.

E mais: “Não compactuamos com atitudes que contrariam o respeito que defendemos. Essa acabou sendo mais uma oportunidade para que a Globo reforce crenças de respeito à diversidade, ao ser humano, que existem na emissora há tempos”.

A nota divulgada à noite pela Globo à imprensa garantindo que Mayer não atuará na próxima novela de Aguinaldo Silva, prevista para ir ao ar em 2018, também é bem dura: “Essa é uma atitude isenta e responsável da Globo de não dar visibilidade a uma das partes envolvidas numa questão que é visceralmente contra tudo que a Globo acredita.”

A emissora diz ainda: “E não é uma atitude isolada. A atitude da Globo será sempre essa. A de defender que casos como esse devem ser apurados, ouvindo e oferecendo todo apoio às duas partes, dando possibilidade para que a verdade aflore e criando condições para que não se repitam”.

Silvio de Abreu, diretor de Teledramaturgia da emissora, chegou a informar, na manhã de segunda-feira, que José Mayer iria, sim, participar da novela de Aguinaldo. O executivo estava em São Paulo e não participou das reuniões que ocorreram ao longo do dia no Rio.

Veja também
Após acusação a José Mayer, atrizes usam web para protestar contra assédio
Funcionárias da Globo fazem ato em apoio à figurinista que relatou assédio
José Mayer admite que “passou dos limites” em carta aberta

Siga o blog no Facebook e no Twitter.

Sobre o autor

Jornalista, nascido no Rio de Janeiro em 1961, mora em São Paulo há 29 anos. É repórter especial e crítico do UOL. Assina, aos domingos, uma coluna sobre televisão na “Folha de S.Paulo''. Começou a carreira no “Jornal do Brasil'', em 1986, passou pelo “Estadão'', ficou dez anos na “Folha'' (onde foi editor, repórter especial e correspondente internacional), participou das equipes que criaram o “Lance!'' e a “Época'', foi redator-chefe da “CartaCapital'', diretor editorial da Glamurama Editora e repórter especial do iG. É autor dos livros “Adeus, Controle Remoto'' (editora Arquipélago, 2016), “História do Lance! – Projeto e Prática do Jornalismo Esportivo” (Alameda, 2009) e “O Dia em que Me Tornei Botafoguense'' (Panda Books, 2011).
Contato: mauriciostycer@uol.com.br

Sobre o blog

Um espaço para reflexões e troca de informações sobre os assuntos que interessam a este blogueiro, da alta à baixa cultura, do esporte à vida nas grandes cidades, sempre que possível com humor.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Topo