Blog do Mauricio Stycer

RedeTV! se despede da TV paga ensinando espectador a cancelar assinatura

Mauricio Stycer

30/03/2017 01h14


Apesar da seriedade da situação, o fim do sinal analógico da televisão em São Paulo proporcionou momentos cômicos para quem sintonizou nos canais Record, SBT e RedeTV!.

As três emissoras decidiram desligar os seus sinais do cardápio das principais operadoras de TV por assinatura no exato instante – às 23h59 desta quarta-feira (29) – em que o padrão digital se tornava o único na televisão em São Paulo.

Record, SBT e RedeTV! entendem que devem ser remuneradas por Net, Sky, Claro, Vivo e Oi, mas as operadoras, que nunca pagaram nada para carregá-las em seus pacotes, não estão dispostas a abrir o bolso (a Vivo seria uma exceção, no momento).

Na tentativa de pressionar as operadoras, os canais escalaram suas maiores estrelas para tratar do assunto na noite de quarta-feira. No “Superpop”, Luciana Gimenez ensinou o espectador a cancelar o seu pacote de TV paga. Um repórter da RedeTV! mostrou, passo a passo, como fazer isso – o cancelamento ocorreu após 47 minutos ao telefone e expôs as várias dificuldades (e artimanhas) colocadas no caminho pelos atendentes da operadora.

Ratinho e Gugu Liberato não ousaram tanto, mas não deixaram de anunciar o apocalipse.

O apresentador do SBT reuniu a nata do canal, incluindo Celso Portiolli, Christina Rocha, Raul Gil, Otavio Mesquita e Danilo Gentili, para debater o assunto, mas o único que, de fato, sabia explicar o que está acontecendo era Marcelo de Carvalho, vice-presidente da RedeTV!

A certa altura da mesa-redonda, Raul Gil expressou a sua maior preocupação: “E como é que fica merchandising agora?” Já passava da meia-noite, quando seu Raul disse a Otavio Mesquita que não adiantava ele falar mais nada. “Tá fora do ar”.

Na Record, Gugu fez uma espécie de telecurso sobre sinal digital. Mostrou aparelhos antigos e procurou explicar até o que vai acontecer na casa de quem possui TV em preto e branco.

Por volta de 0h08, assinantes da Net já não tinham mais os sinais de nenhum dos três canais, mas pelo menos puderam rir um pouco da noitada apocalíptica.

Veja também
Record, SBT e RedeTV cortam sinal para 20 milhões de pessoas na Grande

Siga o blog no Facebook e no Twitter.

Sobre o autor

Jornalista, nascido no Rio de Janeiro em 1961, mora em São Paulo há 29 anos. É repórter especial e crítico do UOL. Assina, aos domingos, uma coluna sobre televisão na “Folha de S.Paulo''. Começou a carreira no “Jornal do Brasil'', em 1986, passou pelo “Estadão'', ficou dez anos na “Folha'' (onde foi editor, repórter especial e correspondente internacional), participou das equipes que criaram o “Lance!'' e a “Época'', foi redator-chefe da “CartaCapital'', diretor editorial da Glamurama Editora e repórter especial do iG. É autor dos livros “Adeus, Controle Remoto'' (editora Arquipélago, 2016), “História do Lance! – Projeto e Prática do Jornalismo Esportivo” (Alameda, 2009) e “O Dia em que Me Tornei Botafoguense'' (Panda Books, 2011).
Contato: mauriciostycer@uol.com.br

Sobre o blog

Um espaço para reflexões e troca de informações sobre os assuntos que interessam a este blogueiro, da alta à baixa cultura, do esporte à vida nas grandes cidades, sempre que possível com humor.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Topo