Blog do Mauricio Stycer

Silvio Santos exibe paródia de filme que trata Roberto Marinho como Hitler

Mauricio Stycer

19/03/2017 21h34


Exibido em 2004, o filme “A Queda”, de Oliver Hirschbiegel, mostra os últimos dias de Hitler em um bunker, em Berlim, em abril de 1945. Em uma das cenas mais famosas, o ditador alemão, vivido pelo ator Bruno Ganz, recebe más notícias de seus generais e tem um ataque de cólera.

Esta cena, de pouco mais de quatro minutos, foi reproduzida em centenas, talvez milhares, de memes – em cada um, a fúria de Hitler ganha novas legendas, de acordo com a situação. Entre as muitas paródias, uma transforma o ditador alemão em Roberto Marinho (1904-2003), furioso com o crescimento da audiência da Record.

Pois foi justamente esta versão que Silvio Santos, de volta das férias, de cabelos brancos, pediu para ser exibida em seu programa neste domingo (19). “Eu vi esse negócio na internet”, explicou, sabendo que é um vídeo bem antigo (circula, no mínimo, há cinco anos). “Muita gente já deve ter visto, mas faz tantos anos… É muito interessante. Quem já viu, vai ver de novo.”

Ao final da exibição, Silvio comentou: “É engraçado. O criador deste clipe é muito bom. Deve trabalhar com humor. Deve ser da Globo, do SBT… É muito engraçado”. O apresentador perguntou se havia mais versões e foi informado que seria possível ver uma referente à derrota do Brasil para a Alemanha, na Copa de 2014, por 7 a 1.

Após mostrar também este vídeo, Silvio prometeu exibir outras versões toda semana.

Procurada, a Globo não quis comentar o assunto.

Novo look

O programa deste domingo foi gravado na véspera. Mal começou, Silvio fez piada com o seu visual, totalmente grisalho. “Esqueci de comprar a tinta e o Jassa passou a tinta do Temer no meu cabelo. Meu cabelo está modelo Temer“, brincou, referindo-se ao seu cabeleireiro de décadas e ao presidente da República, que é cliente do mesmo salão.

Essa não é a primeira vez que Silvio assumiu os fios grisalhos. Em 2012, após voltar de férias, o apresentador foi visto com os cabelos naturais e decidiu manter o visual, que durou apenas três meses.

Veja também
Com novo visual, Silvio brinca e diz que cabelo branco está “modelo Temer”
Silvio assume cabelo branco e grava seu programa com o novo visual

Siga o blog no Facebook e no Twitter.

Sobre o autor

Jornalista, nascido no Rio de Janeiro em 1961, mora em São Paulo há 29 anos. É repórter especial e crítico do UOL. Assina, aos domingos, uma coluna sobre televisão na “Folha de S.Paulo''. Começou a carreira no “Jornal do Brasil'', em 1986, passou pelo “Estadão'', ficou dez anos na “Folha'' (onde foi editor, repórter especial e correspondente internacional), participou das equipes que criaram o “Lance!'' e a “Época'', foi redator-chefe da “CartaCapital'', diretor editorial da Glamurama Editora e repórter especial do iG. É autor dos livros “Adeus, Controle Remoto'' (editora Arquipélago, 2016), “História do Lance! – Projeto e Prática do Jornalismo Esportivo” (Alameda, 2009) e “O Dia em que Me Tornei Botafoguense'' (Panda Books, 2011).
Contato: mauriciostycer@uol.com.br

Sobre o blog

Um espaço para reflexões e troca de informações sobre os assuntos que interessam a este blogueiro, da alta à baixa cultura, do esporte à vida nas grandes cidades, sempre que possível com humor.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Topo