Blog do Mauricio Stycer

"Surpreso", diz youtuber ao ver quadro de Eliana com o nome do seu canal

Mauricio Stycer

13/11/2016 19h56

elianatemgracaounao2A estreia do quadro “Tem graça ou não?” no programa “Eliana” no SBT tumultuou a tarde de Eder Nascimento, que mantém um canal de humor no You Tube com este mesmo nome.

“Estou aqui num casamento e está todo mundo me procurando”, contou Eder, ainda “surpreso” não apenas com o uso do nome, mas também da mesma música-tema (“Super Polka”) que aparece em todos os seus vídeos. “Tô confuso. Um dia alguém vai dizer que copiei o nome do quadro da Eliana”, disse ao blog.

temgracaounaoyt
Os vídeos de Eder frequentam a internet desde 2011. Ele protagoniza quadros com piadas infames, de duplo sentido e trocadilhos para rir ou trolar, como prefere, o próprio espectador. Daí o “Tem graça ou não?” do nome do canal.

Eder é analista de sistemas e trabalha como consultor. O canal “Tem graça ou não?”, com 21 mil inscritos, é tratado como um hobby e feito com a ajuda da mulher. Nunca lhe passou pela cabeça registrar o nome, o que o SBT já fez, inclusive.

Em 2012, por conta do sucesso, Eder foi convidado a participar do quadro “Famosos da internet”, no programa de Eliana. Foi duas vezes lá, no mesmo ano. Desde então, sempre que querem trolar alguém no programa, a música “Super Polka” é usada. “Já utilizamos muitas vezes no quadro ‘Rola ou Enrola’, por exemplo”, lembra o diretor Ariel Jacobowitz.

“Jamais poderia imaginar que o Eder pudesse ficar chateado”, acrescenta o diretor, prometendo fazer uma homenagem ao youtuber em um próximo programa.

elianatemgracaounaoApesar de copiar o nome do canal e a música que Eder usa, o formato do quadro do SBT é totalmente diferente. Desenvolvido na própria emissora, é uma espécie de show de calouros da piada – o candidato só ganha algum dinheiro se fizer os jurados rirem com as suas graças. Na estreia, neste domingo, o time de jurados era formado por Matheus Ceará, Marlei Cevada, Micheli Machado e Rudy Landucci.

Antes, o programa estreou um outro quadro, também criado na emissora, “Guerra das Tesouras”, uma competição que ao fim premiará o melhor cabeleireiro com R$ 50 mil. “Em vez de fazer o velho e bom drama, estamos tentando outra coisa”, diz Jacobowitz.

Audiência

Apesar de ter passado o ano todo em terceiro lugar, atrás da Globo e da Record, o diretor festeja o fato de o programa de “Eliana” estar perto de fechar 2016 com a maior audiência média de sua história.

Em 2014, a atração registrou média de 7,6 pontos, resultado repetido em 2015. Este ano, até o momento, ainda faltando seis domingos para acabar 2016, a média está em 8,2 pontos.

“Acaba matando o meu sonho de levar isso a outras emissoras”, lamenta Eder

No início da tarde desta segunda-feira (14), Eder Nascimento publicou um vídeo intitulado “Desabafo” em seu canal. Ele comenta a repercussão da estreia do quadro “Tem graça ou não?” no programa “Eliana” e diz: “Fiquei bem chateado mesmo, a ponto de não saber o que fazer”.

Eder observa que a cópia do nome e o uso da mesma música podem ter um efeito negativo sobre o seu canal. “Acaba me limitando até onde eu posso ir”. Ele cita outros programas, de outras emissoras, que poderiam um dia convidá-lo, mas que deixarão de fazer isso agora que o programa de Eliana está apresentando o quadro com o título “Tem graça ou não?” “Acaba matando um pouco esse meu sonho de levar isso a outras emissoras”. Veja abaixo o “Desabafo” do youtuber:

Atualizado em 14/11, às 16h.

Siga o blog no Facebook e no Twitter.

Sobre o autor

Jornalista, nascido no Rio de Janeiro em 1961, mora em São Paulo há 29 anos. É repórter especial e crítico do UOL. Assina, aos domingos, uma coluna sobre televisão na “Folha de S.Paulo''. Começou a carreira no “Jornal do Brasil'', em 1986, passou pelo “Estadão'', ficou dez anos na “Folha'' (onde foi editor, repórter especial e correspondente internacional), participou das equipes que criaram o “Lance!'' e a “Época'', foi redator-chefe da “CartaCapital'', diretor editorial da Glamurama Editora e repórter especial do iG. É autor dos livros “Adeus, Controle Remoto'' (editora Arquipélago, 2016), “História do Lance! – Projeto e Prática do Jornalismo Esportivo” (Alameda, 2009) e “O Dia em que Me Tornei Botafoguense'' (Panda Books, 2011).
Contato: mauriciostycer@uol.com.br

Sobre o blog

Um espaço para reflexões e troca de informações sobre os assuntos que interessam a este blogueiro, da alta à baixa cultura, do esporte à vida nas grandes cidades, sempre que possível com humor.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Topo