Topo
Blog do Mauricio Stycer

Blog do Mauricio Stycer

Novelas derrubam audiência do jogo da seleção no Brasil e na Argentina

Mauricio Stycer

11/11/2016 12h29

Depois de quatro vitórias seguidas da seleção brasileira sob o comando de Tite, a partida contra a Argentina, nesta quinta-feira (10) tinha tudo para ser um fenômeno de audiência. Mas não foi. O jogo registrou em São Paulo 33,6 pontos, um bom resultado, mas inferior ao alcançado em setembro por Brasil x Colômbia, que marcou 34,7.

O que explica isso? Um fator a considerar é a audiência da novela das 21h, que antecede o futebol na Globo. No dia 6 de setembro, "Velho Chico" marcou 26,5 pontos; nesta quinta-feira, "A Lei do Amor" registrou 23,6 – três pontos a menos.

Outro aspecto a considerar é a possibilidade de o número de aparelhos ligados ter sido menor em função do clima. Também resta averiguar se a audiência do SporTV, que também transmitiu a partida, foi maior do que o normal (foi a estreia de Muricy Ramalho como comentarista do canal), "roubando" público da Globo.

A maior audiência com futebol em 2016 pertence à transmissão da final da Rio-2016, entre Brasil e Alemanha. A conquista do inédito ouro rendeu 37 pontos à Globo.

Na Argentina, segundo dados divulgados pela Record, a partida entre as duas seleções teve menos audiência que "Os Dez Mandamentos". Exibida pela Telefe, a novela bíblica está em seu auge, apresentando as pragas envidas por Deus ao Egito. O capítulo desta quinta-feira marcou média de 24,3 pontos, contra 18,9 da transmissão do jogo entre Brasil e Argentina.

Siga o blog no Facebook e no Twitter.

Sobre o autor

Jornalista, nascido no Rio de Janeiro em 1961, mora em São Paulo há 29 anos. É repórter especial e crítico do UOL. Assina, aos domingos, uma coluna sobre televisão na “Folha de S.Paulo''. Começou a carreira no “Jornal do Brasil'', em 1986, passou pelo “Estadão'', ficou dez anos na “Folha'' (onde foi editor, repórter especial e correspondente internacional), participou das equipes que criaram o “Lance!'' e a “Época'', foi redator-chefe da “CartaCapital'', diretor editorial da Glamurama Editora e repórter especial do iG. É autor dos livros “Adeus, Controle Remoto'' (editora Arquipélago, 2016), “História do Lance! – Projeto e Prática do Jornalismo Esportivo” (Alameda, 2009) e “O Dia em que Me Tornei Botafoguense'' (Panda Books, 2011).
Contato: mauriciostycer@uol.com.br

Sobre o blog

Um espaço para reflexões e troca de informações sobre os assuntos que interessam a este blogueiro, da alta à baixa cultura, do esporte à vida nas grandes cidades, sempre que possível com humor.