Topo

Doria anuncia que sua equipe será “obrigada” a assistir noticiário da Globo

Mauricio Stycer

03/10/2016 11h23


Em sua primeira entrevista na condição de prefeito eleito de São Paulo, João Doria dedicou dois minutos a elogios ao "Bom Dia São Paulo". Ele informou ao jornalista Rodrigo Bocardi que todos os secretários do futuro governo serão "obrigados" a assistir ao noticiário matinal da Globo:

"Quero aqui assumir um compromisso: todos os nossos colaboradores, secretários, e aqueles que vão ter funções diretivas na Prefeitura de São Paulo, serão obrigados a assistir o 'Bom Dia São Paulo' todo dia, como eu já faço há muitos anos", disse Dória.

E explicou para o apresentador: "Porque vocês refletem ali o sentimento da cidade – os seus problemas, as dificuldades da população, os pequenos, médios e grandes problemas. Vai ter que assistir todo dia! E vai ter que tomar providências imediatas sobre qualquer ponto apresentado por vocês".

Surpreso com a declaração, Bocardi disse: "Eu agradeço. Vai facilitar demais". Dória acrescentou: "Nós não convidamos ninguém ainda, mas todos aqueles que se sentirem convidados, ou potencialmente convidados, já sabem que comigo vão ter que acordar cedo. E vão ter que assistir o 'Bom Dia São Paulo'."

Empolgado, o prefeito eleito prosseguiu com a publicidade gratuita ao noticiário da Globo: "Vocês são prestadores de serviço. É o único programa, talvez um dos únicos da televisão brasileira, onde quem faz a pauta é o telespectador".

Imagino a alegria dos concorrentes em outras emissoras.

Atualizado em 4/10: O "Bom Dia SP" registrou 12 pontos (e 55% de participação) na manhã de segunda-feira (3). Foi não apenas o recorde do telejornal em 2016, mas a mais alta desde 22 de agosto de 2008.

Siga o blog no Facebook e no Twitter.

Sobre o autor

Mauricio Stycer, jornalista, nascido no Rio de Janeiro em 1961, mora em São Paulo há 30 anos. É repórter especial e crítico do UOL. Assina, aos domingos, uma coluna sobre televisão na "Folha de S.Paulo". Começou a carreira no "Jornal do Brasil", em 1986, passou pelo "Estadão", ficou dez anos na "Folha" (onde foi editor, repórter especial e correspondente internacional), participou das equipes que criaram o diário esportivo "Lance!" e a revista "Época", foi redator-chefe da "CartaCapital", diretor editorial da Glamurama Editora e repórter especial do iG. É autor dos livros "Topa Tudo por Dinheiro - As muitas faces do empresário Silvio Santos" (editora Todavia, 2018), "Adeus, Controle Remoto" (Arquipélago, 2016), “História do Lance! – Projeto e Prática do Jornalismo Esportivo” (Alameda, 2009) e "O Dia em que Me Tornei Botafoguense" (Panda Books, 2011).

Contato: mauriciostycer@uol.com.br

Sobre o blog

Um espaço para reflexões e troca de informações sobre os assuntos que interessam a este blogueiro, da alta à baixa cultura, do esporte à vida nas grandes cidades, sempre que possível com humor.

Mauricio Stycer