PUBLICIDADE
Topo

Mauricio Stycer

Gloria Pires curte os memes e diz: “Sou sincera e vi a maioria dos filmes"

Mauricio Stycer

29/02/2016 15h11

Em vídeo postado na tarde desta segunda-feira (29) em sua página no Facebook, Gloria Pires comentou a enorme repercussão de sua noite como comentarista do Oscar. A atriz afirma que achou os "memes" feitos em sua homenagem "superinteressantes e supercriativos", mas se assustou com a proporção tomada pelo evento.

oscar2016gloriapiresmemePara "esclarecer algumas coisas", segundo ela, a mensagem foi gravada. "Sou uma pessoa bastante séria e uma pessoa muito sincera", diz. "Claro que eu vi a maioria dos filmes. Eu não poderia assistir a uma festa como aquela sem ter visto os filmes. É claro que eu vi, a maioria", repete.

Gloria diz ainda que participou da cobertura da Globo "a convite de amigos, de pessoas que trabalham comigo". E acrescentou: "Aceitei com o maior prazer, rodeada por pessoas que realmente entendem disso, que são comentaristas (os jornalistas Artur Xexéo e Maria Beltrão). O que não é o meu caso. Eu sou uma atriz, dando a minha opinião, como se eu estivesse na minha casa, com os meus amigos".

Por fim, a atriz agradeceu a "todos que tomaram o meu partido". E disse: "Também quero tranquilizá-los. Está tudo bem, eu não estou doente. Ao contrário, estou muito bem. Alive and kicking. Cheia de planos".

Segundo o site Noticias da TV, Gloria recebeu cachê de R$ 10 mil por sua participação e ganhou a equipe de transmissão do evento um dossiê completo sobre os concorrentes e todos os DVDs disponíveis dos longas na disputa.

Veja também
Em meio a polêmicas, Oscar 2016 consagra "Mad Max", "Spotlight" e DiCaprio
GNT dá vexame em sua estreia no tapete vermelho do Oscar
A vergonha da noite: Gloria Pires comenta o Oscar sem ter visto os filmes
Gloria Pires foi a terceira opção da Globo para o Oscar

Siga o blog no Twitter e no Facebook.

Sobre o autor

Mauricio Stycer, jornalista, nascido no Rio de Janeiro em 1961, mora em São Paulo há 30 anos. É repórter especial e crítico do UOL. Assina, aos domingos, uma coluna sobre televisão na "Folha de S.Paulo". Começou a carreira no "Jornal do Brasil", em 1986, passou pelo "Estadão", ficou dez anos na "Folha" (onde foi editor, repórter especial e correspondente internacional), participou das equipes que criaram o diário esportivo "Lance!" e a revista "Época", foi redator-chefe da "CartaCapital", diretor editorial da Glamurama Editora e repórter especial do iG. É autor dos livros "Topa Tudo por Dinheiro - As muitas faces do empresário Silvio Santos" (editora Todavia, 2018), "Adeus, Controle Remoto" (Arquipélago, 2016), “História do Lance! – Projeto e Prática do Jornalismo Esportivo” (Alameda, 2009) e "O Dia em que Me Tornei Botafoguense" (Panda Books, 2011).

Contato: mauriciostycer@uol.com.br

Sobre o blog

Um espaço para reflexões e troca de informações sobre os assuntos que interessam a este blogueiro, da alta à baixa cultura, do esporte à vida nas grandes cidades, sempre que possível com humor.