PUBLICIDADE
Topo

Mauricio Stycer

GNT dá vexame em sua estreia no tapete vermelho do Oscar

Mauricio Stycer

28/02/2016 22h13

oscargntequipe
Pela primeira vez, o GNT mostrou ao vivo o chamado "tapete vermelho" do Oscar, aquele momento em que os atores e as celebridades chegam para a cerimônia. A transmissão pareceu amadora, improvisada e resultou involuntariamente cômica.

oscargnthugogloss2Em Los Angeles, o blogueiro Hugo Gloss foi colocado em uma posição bem distante do centro dos acontecimentos. Por isso, ele basicamente gritava para quem passava, pedindo um "alô" para o Brasil. Ficou muito feliz quando Matt Damon acenou para ele. Constrangedor.

No estúdio, Astrid Fontenelle, Lilian Pacce e Flavio Marinho estavam totalmente perdidos. "Produção, ajuda aí que a gente não consegue reconhecer", pediu Astrid, a certa altura. Com o seu telefone na mão, Lilian buscava informações sobre os modelos usados pelas atrizes.

oscargntastrid2Os três trocaram nomes, deram informações confusas e passaram muita vergonha ao vivo. Não foi um bom cartão de visitas para a Globosat que, segundo a coluna Outro Canal, na Folha, está empenhada em ter novamente os direitos de exibição do Oscar no país.

A programadora de TV por assinatura do Grupo Globo ofereceu o dobro do que a Turner, do canal TNT, pagou para veicular com exclusividade a premiação do cinema até 2018. Os direitos pertencem ao grupo Disney.

Veja também
A vergonha da noite: Gloria Pires comenta o Oscar sem ter visto os filmes

Siga o blog no Twitter e no Facebook.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Sobre o autor

Mauricio Stycer, jornalista, nascido no Rio de Janeiro em 1961, mora em São Paulo há 30 anos. É repórter especial e crítico do UOL. Assina, aos domingos, uma coluna sobre televisão na "Folha de S.Paulo". Começou a carreira no "Jornal do Brasil", em 1986, passou pelo "Estadão", ficou dez anos na "Folha" (onde foi editor, repórter especial e correspondente internacional), participou das equipes que criaram o diário esportivo "Lance!" e a revista "Época", foi redator-chefe da "CartaCapital", diretor editorial da Glamurama Editora e repórter especial do iG. É autor dos livros "Topa Tudo por Dinheiro - As muitas faces do empresário Silvio Santos" (editora Todavia, 2018), "Adeus, Controle Remoto" (Arquipélago, 2016), “História do Lance! – Projeto e Prática do Jornalismo Esportivo” (Alameda, 2009) e "O Dia em que Me Tornei Botafoguense" (Panda Books, 2011).

Contato: mauriciostycer@uol.com.br

Sobre o blog

Um espaço para reflexões e troca de informações sobre os assuntos que interessam a este blogueiro, da alta à baixa cultura, do esporte à vida nas grandes cidades, sempre que possível com humor.