PUBLICIDADE
Topo

Mauricio Stycer

Ibope: “Dez Mandamentos” empata com a “A Regra do Jogo”

Mauricio Stycer

11/09/2015 23h10

Atualizado em 14/9: Dados do Ibope divulgados na manhã desta segunda-feira mostram que no período em que foram exibidas ao mesmo tempo, "Os Dez Mandamentos" e "A Regra do Jogo" registraram a mesma audiência, 22 pontos (arredondado). Ao longo de toda a sua exibição, na sexta-feira (11), a novela bíblica marcou 20,1 de média. Não foi, portanto, desta vez que a Record conseguiu superar a Globo em seu horário principal de novela. Este texto atualiza e corrige as informações da nota abaixo, publicada na noite de sexta.

Por 12 minutos nesta sexta-feira (11), entre 21h32 e 21h43, "Os Dez Mandamentos" ficou no ar ao mesmo tempo em que "A Regra do Jogo" — e conquistou uma vitória inédita, por 21,2 pontos contra 20,5 em São Paulo. Pela primeira vez, uma novela da Record bate um folhetim da sua concorrente no horário principal. Estes números, prévios, estão sujeitos a alterações. O Ibope consolidado só será conhecido na segunda-feira (14).

minutoaminutoConfiante na audiência de sua novela, a Record tem atrasado o início e estendido a duração dos capítulos justamente com o objetivo de enfrentar o folhetim da Globo. A tela ao lado, que mostra a medição minuto a minuto, foi reproduzida nas redes sociais e expõe os momentos em que as duas novelas "duelaram".

Em Recife, o confronto entre as duas novelas foi ainda mais favorável a "Os Dez Mandamentos": 25 a 16. Em Salvador houve empate em 21 pontos. Em Belo Horizonte "A Regra do Jogo" venceu por 20 a 18.

Cada ponto na Grande São Paulo equivale a 67 mil domicílios.

Em tempo: O título original deste texto (Ibope prévio: "Dez Mandamentos" supera pela primeira vez "A Regra do Jogo"), publicado na noite de sexta-feira, foi alterado na manhã de segunda-feira, depois do anúncio dos dados consolidados de audiência.

O blog está no Twitter e no Facebook.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Sobre o autor

Mauricio Stycer, jornalista, nascido no Rio de Janeiro em 1961, mora em São Paulo há 30 anos. É repórter especial e crítico do UOL. Assina, aos domingos, uma coluna sobre televisão na "Folha de S.Paulo". Começou a carreira no "Jornal do Brasil", em 1986, passou pelo "Estadão", ficou dez anos na "Folha" (onde foi editor, repórter especial e correspondente internacional), participou das equipes que criaram o diário esportivo "Lance!" e a revista "Época", foi redator-chefe da "CartaCapital", diretor editorial da Glamurama Editora e repórter especial do iG. É autor dos livros "Topa Tudo por Dinheiro - As muitas faces do empresário Silvio Santos" (editora Todavia, 2018), "Adeus, Controle Remoto" (Arquipélago, 2016), “História do Lance! – Projeto e Prática do Jornalismo Esportivo” (Alameda, 2009) e "O Dia em que Me Tornei Botafoguense" (Panda Books, 2011).

Contato: mauriciostycer@uol.com.br

Sobre o blog

Um espaço para reflexões e troca de informações sobre os assuntos que interessam a este blogueiro, da alta à baixa cultura, do esporte à vida nas grandes cidades, sempre que possível com humor.