Topo
Blog do Mauricio Stycer

Blog do Mauricio Stycer

Encontro entre Silvio Santos e Edir Macedo sugere amizade que não existe

Mauricio Stycer

03/08/2015 09h01


Apresentado pela repórter Adriana Araujo como "um encontro de amigos", o "tour" de Silvio Santos pelo Templo de Salomão na companhia de Edir Macedo mostrou, mais uma vez, a admiração do dono do SBT pelo líder da Igreja Universal. Mas não pela Record.

Há muito anos, Silvio tem feito manifestações de respeito pele trabalho religioso e social de Macedo. Em fevereiro de 2014, questionado pelo repórter João Batista Jr., da "Veja São Paulo", se eram amigos, disse que "não", mas repetiu os elogios. "Acho que o Edir fez uma bela obra. Ele ajudou mesmo, tirou muita gente do álcool e das drogas. Pode ter defeitos, mas as qualidades dele são mais importantes."

Ao abrir a reportagem do "Domingo Espetacular" sobre a visita de Silvio Santos ao Templo de Salomão, Adriana Araujo disse: "O apresentador de milhões de fãs recebido pelo bispo de milhões de fieis. Como nunca vistos antes. O que eles têm a dizer um para o outro? E por que decidiram se encontrar?" Ou seja, a própria repórter frisou se tratar do encontro entre o dono de uma emissora de televisão e o líder de uma igreja.

Todas as referências de Macedo a Silvio foram de cunho religioso. Uma delas até um pouco agressiva: "Silvio, você não foi um sortudo.Você é fruto da promessa que Deus fez a Abraão. Eu vou abençoar aqueles que te abençoam. E vou amaldiçoar os que te amaldiçoam." A reportagem não mostrou o que Silvio respondeu.

Silvio, por sua parte, elogiou a igreja e o trabalho do bispo várias vezes: "Ser contra isso é um disparate", observou. "Foi uma iluminação de Deus", disse o dono do SBT sobre a ideia de construir o Templo de Salomão. Macedo respondeu, a certa altura: "Eu sou a prova viva de que Deus existe." Daquele seu jeitão, Silvio apenas disse: "Okay."

Em dois breves momentos da reportagem de 35 minutos que documentou a visita, Silvio tomou a iniciativa de se dirigir a Macedo como dono da Record. Na primeira vez, disse: "Todos deveríamos nos unir para que nós pudéssemos alcançar melhores resultados. Seria muito melhor do que um ficar se digladiando com o outro. Besteira isso". Edir apenas respondeu: "Ah, sim. Ah, sim."

SilvioedirComMulheresNa segunda vez, depois de Adriana Araujo insistir na ideia de que aquele era "um encontro de amigos", Silvio esclareceu: "Está no mesmo ramo que eu e nós estamos tendo as alegrias e as tristezas que o ramo oferece. Nós devemos puxar o barco juntos. E não cada um ficar puxando numa corda.". Edir respondeu: "Ele tá certo. É isso mesmo".

Ambos também falaram rapidamente sobre a compra da Record, ocorrida em 1989. É um episódio rumoroso, a respeito do qual existem várias versões. Já tentei resumir o que Silvio, a família Machado de Carvalho e Macedo dizem sobre o assunto num texto no blog (leia aqui). Neste domingo, Silvio apresentou uma versão colorida ("eu fiz questão de vender", disse), bem diferente da que é relatada em três livros.

Record e SBT têm duelado de forma muito dura há mais de 15 anos. O último encontro entre os dois empresários havia ocorrido em 1998, justamente por conta da disputa entre as duas emissoras. Silvio tirou Ratinho da Record e foi ao encontro de Macedo negociar a multa rescisória. Não deve ter sido um encontro de amigos. "Fui pagar uma nota que fiquei devendo pra ele", contou neste domingo.

Em 2007, a Record superou, pela primeira vez, a rival na média geral de audiência, tornando-se vice-líder. Em 2014, o SBT recuperou a posição, empurrando a emissora de Macedo para o terceiro lugar.

Desde então, recuperar a vice-liderança tem sido uma obsessão para a Record. A emissora contratou novos apresentadores (Sabrina Sato), criou novos programas ("Domingo Show"), recontratou Gugu Liberato, investiu na sua primeira novela bíblica ("Os Dez Mandamentos"), mudou e cancelou atrações com baixo Ibope – até agora sem sucesso. A emissora ainda conta com duas armas poderosas para 2015 – a estreia de Xuxa e o reality "Cake Boss".

Em abril de 2014, a Record chegou a anunciar a contratação de Jean Paulo Campos, o menino que interpretava Cirilo na novela infantil "Carrossel". "A Record me roubou ele! Seu Edir, isso não é coisa que se faça", reclamou Silvio durante o seu programa (veja aqui). Dias depois, o ator foi convencido a ficar no SBT.

Neste domingo, Silvio deu uma mãozinha para Macedo. Com o encontro entre os dois, segundo dados prévios do Ibope, a Record registrou 17 pontos de média , contra 18 da Globo, que exibia o "Fantástico", e 8 do SBT , que apresentava o … "Programa Silvio Santos".

Veja também
. Edir Macedo diz que foi consultado sobre contratação de Xuxa e não se opôs
. As versões de Silvio Santos e de Edir Macedo para a venda da Record
. Silvio Santos elogia líder da Igreja Universal, mas não o dono da Record
. "Seu Edir, isso não é coisa que se faça"
. Em encontro com Macedo, Silvio elogia templo e brinca com a própria morte

O blog está no Twitter e no Facebook.

Sobre o autor

Jornalista, nascido no Rio de Janeiro em 1961, mora em São Paulo há 29 anos. É repórter especial e crítico do UOL. Assina, aos domingos, uma coluna sobre televisão na “Folha de S.Paulo''. Começou a carreira no “Jornal do Brasil'', em 1986, passou pelo “Estadão'', ficou dez anos na “Folha'' (onde foi editor, repórter especial e correspondente internacional), participou das equipes que criaram o “Lance!'' e a “Época'', foi redator-chefe da “CartaCapital'', diretor editorial da Glamurama Editora e repórter especial do iG. É autor dos livros “Adeus, Controle Remoto'' (editora Arquipélago, 2016), “História do Lance! – Projeto e Prática do Jornalismo Esportivo” (Alameda, 2009) e “O Dia em que Me Tornei Botafoguense'' (Panda Books, 2011).
Contato: mauriciostycer@uol.com.br

Sobre o blog

Um espaço para reflexões e troca de informações sobre os assuntos que interessam a este blogueiro, da alta à baixa cultura, do esporte à vida nas grandes cidades, sempre que possível com humor.