Topo
Blog do Mauricio Stycer

Blog do Mauricio Stycer

Séria, ex-paquita diz que Xuxa mandou queimar disco com “voz de Satanás”

Mauricio Stycer

14/07/2015 05h01

superopopexpaquita

Uma velha lenda a respeito da apresentadora Xuxa voltou à tona no programa "Superpop", apresentado por Luciana Gimenez, na RedeTV!. Segundo a ex-paquita Ana Paula Almeida, uma música de um disco da rainha dos baixinhos, se rodado de trás para frente, reproduzia "uma voz assim… como se fosse Satanás".

A "revelação", feita com a maior seriedade, ocorreu em meio a um programa com a participação exclusivamente de artistas evangélicos convertidos – além da ex-paquita, compareceram Rafael Ilha, Mara Maravilha e um ex-ator pornô, hoje pastor. Também foram exibidos depoimentos de Andressa Urach e de Vivi Brunieri, ex-Ronaldinha, ambas pregadoras.

Exibido originalmente no final de março, o programa foi reapresentado nesta segunda-feira (13). A certa altura do debate, um assistente de Luciana se vira para Ana Paula e a questiona: "Uma das grandes polêmicas entre os evangélicos com a apresentadora Xuxa, com quem você trabalhou por muito tempo, é que se rodasse o disco da Xuxa (ao contrário) você tinha mensagens satanistas".

A ex-paquita responde: "Isso. Aconteceu isso. A Xuxa perguntou: 'De onde está vindo esse boato?' Aí a Marlene (Mattos, então produtora e empresária da artista) trouxe o disco na gravadora e tinha uma música com uma voz assim… como se fosse Satanás. Ela mandou queimar toda aquela edição."

Sensato, Rafael Ilha até tentou esclarecer, observando: "Qualquer disco de vinil que você rodar ao contrário vai fazer esse ruído…" Mas ninguém deu bola para ele e a história da aparição do diabo ficou por isso mesmo.

O assunto já rendeu muita polêmica e um processo rumoroso, movido por Xuxa contra a "Folha Universal", jornal da Igreja Universal do Reino de Deus, cujo líder, Edir Macedo, é dono da Record.

Em agosto de 2008, o jornal noticiou que um pastor norte-americano possuía "provas" de que Xuxa teria vendido a alma para o diabo por US$ 100 milhões. Processada pela apresentadora, a empresa que edita o jornal foi condenada, em janeiro de 2011, por danos morais a pagar R$ 150 mil de indenização para Xuxa.

Veja no vídeo abaixo (a partir do terceiro minuto), o comentário da ex-paquita:

Veja também
Relação de Xuxa e Record tem 'pacto com diabo', nu proibido e 'idiotas'

O blog está no Twitter, Facebook e Google+.

Sobre o autor

Jornalista, nascido no Rio de Janeiro em 1961, mora em São Paulo há 29 anos. É repórter especial e crítico do UOL. Assina, aos domingos, uma coluna sobre televisão na “Folha de S.Paulo''. Começou a carreira no “Jornal do Brasil'', em 1986, passou pelo “Estadão'', ficou dez anos na “Folha'' (onde foi editor, repórter especial e correspondente internacional), participou das equipes que criaram o “Lance!'' e a “Época'', foi redator-chefe da “CartaCapital'', diretor editorial da Glamurama Editora e repórter especial do iG. É autor dos livros “Adeus, Controle Remoto'' (editora Arquipélago, 2016), “História do Lance! – Projeto e Prática do Jornalismo Esportivo” (Alameda, 2009) e “O Dia em que Me Tornei Botafoguense'' (Panda Books, 2011).
Contato: mauriciostycer@uol.com.br

Sobre o blog

Um espaço para reflexões e troca de informações sobre os assuntos que interessam a este blogueiro, da alta à baixa cultura, do esporte à vida nas grandes cidades, sempre que possível com humor.