Blog do Mauricio Stycer

Sem ideias e desanimado, Gugu revisita quadro da banheira em versão “light”

Mauricio Stycer

29/05/2015 00h30

gugubanheiraoliverEm um programa que tem chamado a atenção pela falta de ideias originais, promover a volta do “quadro da banheira”, um clássico dos anos 90, chega a ser coerente. O problema é que o Gugu Liberato de 2015 está longe de ser o mesmo de 1995.

Naquela época o apresentador parecia se divertir, de verdade, com a atração, uma das mais toscas da história da televisão brasileira. Aquele erotismo vespertino, exibido pelo SBT, fazia a alegria de adolescentes e marmanjos.

gugubanheiraPara quem não se lembra, o quadro consistia no duelo entre modelos, de biquíni, ensaboadas, com convidados de Gugu dentro de uma banheira. Várias mulheres, com pouco a perder, como Luiza Ambiel, Nana Gouveia, Mari Alexandre e Solange Gomes, participaram e se consagraram graças ao quadro. Ao mostrar imagens antigas do SBT, a Record recorreu a um pintinho para cobrir partes dos corpos das modelos.

Nesta edição “comemorativa”, como disse Gugu, exibida na noite de quinta-feira (29), o primeiro estranhamento ocorreu por conta do visual. As modelos convidadas usavam shorts e não biquínis. Musculosas e fortes, as participantes não lembravam, nem de longe, as modelos de antigamente. O apresentador, igualmente, estava distante, pouco entusiasmado com o circo que foi armado em seu palco.

Em resumo, não deu para entender direito o motivo de revisitar um quadro, como disse corretamente Gugu, que “marcou uma época”. A volta da banheira serviu para mostrar apenas que os tempos são outros e um quadro deste, em versão “família”, não faz sentido nenhum.


O blog está no Twitter, Facebook e Google+.

Sobre o autor

Jornalista, nascido no Rio de Janeiro em 1961, mora em São Paulo há 29 anos. É repórter especial e crítico do UOL. Assina, aos domingos, uma coluna sobre televisão na “Folha de S.Paulo''. Começou a carreira no “Jornal do Brasil'', em 1986, passou pelo “Estadão'', ficou dez anos na “Folha'' (onde foi editor, repórter especial e correspondente internacional), participou das equipes que criaram o “Lance!'' e a “Época'', foi redator-chefe da “CartaCapital'', diretor editorial da Glamurama Editora e repórter especial do iG. É autor dos livros “Adeus, Controle Remoto'' (editora Arquipélago, 2016), “História do Lance! – Projeto e Prática do Jornalismo Esportivo” (Alameda, 2009) e “O Dia em que Me Tornei Botafoguense'' (Panda Books, 2011).
Contato: mauriciostycer@uol.com.br

Sobre o blog

Um espaço para reflexões e troca de informações sobre os assuntos que interessam a este blogueiro, da alta à baixa cultura, do esporte à vida nas grandes cidades, sempre que possível com humor.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Topo