Blog do Mauricio Stycer

Há três anos blog vem revelando talentos como o da figurante Maria Andréia

Mauricio Stycer

30/01/2015 05h01

MariaAndreiaLonge de mim ambicionar o lugar dos olheiros e descobridores de talentos da televisão brasileiro. Mas não é sem uma ponta de orgulho que vejo as qualidades de uma atriz apontadas pelo blog ganharem, finalmente, reconhecimento.

No início deste mês contei a história de Maria Andréia, que no intervalo de um ano se apresentou duas vezes no programa “Casos de Família”, do SBT, cada vez com um nome, contando histórias absolutamente diferentes – e convincentes.

Primeiro como Andreia, depois como Maria, ela brilhou no auditório de Christina Rocha, falando sobre como um filho do marido, com quem era casada havia dois anos, atrapalhava o seu relacionamento e, posteriormente, sobre como seu namorado de dois anos a trocou por outra.

Entrevistada esta semana pela repórter Amanda Serra, Maria Andréia contou que recebeu R$ 100 de cachê por cada apresentação. Tudo inventado:

“Criei uma história com um amigo e resolvemos participar do ‘Casos de Família’. Ligamos para o produtor e contamos todo o caso. Ele acreditou, chamou a gente para a entrevista com o psicólogo e fomos aprovados. Ninguém foi à minha casa checar. As histórias são reais, mas no meu caso, a gente inventou. E criamos tão bem que o psicólogo não desconfiou”.

A reportagem é imperdível. Além da história de Andreia, vários outros casos são relatados, em detalhes, e entende-se melhor como funciona este mercado. Leia aqui: Com cachê de até R$ 200, figurantes alimentam programas de entretenimento.

Há três anos, com a ajuda de espectadores atentos, os “detetives” do blog, tenho contado histórias semelhantes a esta protagonizada por Maria Andreia. A lista abaixo dá uma ideia da variedade dos casos vividos por figurantes pagos, muitos deles especializados em percorrer o circuito de programas populares de auditório.

VcNaTVeCasosFamilia
2015
Mãe estraga casamento da filha na RedeTV! e pega 3 ex-namorados dela no SBT
“Casos de Família” usa a mesma figurante para contar dois dramas diferentes
Figurante versátil aparece em três emissoras em quatro meses

2014
Operador de câmera aparece no “Teste de Fidelidade”; RedeTV! nega farsa
A dupla vida de Iranete nos programas populares
Repetição de figurantes levanta dúvidas sobre programas
João Kleber e Marcos Mion compartilham figurante

2013
Casal briga no “Teste de Fidelidade” e se reconcilia no “Ratinho”
RedeTV! recorre mais uma vez a figurantes já usados pelo SBT
“Teste de Fidelidade” repete participante de programa do SBT

Sobre o autor

Jornalista, nascido no Rio de Janeiro em 1961, mora em São Paulo há 29 anos. É repórter especial e crítico do UOL. Assina, aos domingos, uma coluna sobre televisão na “Folha de S.Paulo''. Começou a carreira no “Jornal do Brasil'', em 1986, passou pelo “Estadão'', ficou dez anos na “Folha'' (onde foi editor, repórter especial e correspondente internacional), participou das equipes que criaram o “Lance!'' e a “Época'', foi redator-chefe da “CartaCapital'', diretor editorial da Glamurama Editora e repórter especial do iG. É autor dos livros “Adeus, Controle Remoto'' (editora Arquipélago, 2016), “História do Lance! – Projeto e Prática do Jornalismo Esportivo” (Alameda, 2009) e “O Dia em que Me Tornei Botafoguense'' (Panda Books, 2011).
Contato: mauriciostycer@uol.com.br

Sobre o blog

Um espaço para reflexões e troca de informações sobre os assuntos que interessam a este blogueiro, da alta à baixa cultura, do esporte à vida nas grandes cidades, sempre que possível com humor.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Topo