Topo
Blog do Mauricio Stycer

Blog do Mauricio Stycer

Moré pede capacete personalizado e ganha camisa de Neymar em “entrevista"

Mauricio Stycer

25/05/2014 13h28

NeymarMore2Muito treinado, Neymar é péssimo em entrevistas. Especialista em repostas vagas e evasivas, raramente diz algo interessante ao ser confrontado com jornalistas. A situação piora quando a missão de entrevista-lo é confiada a Ivan Moré, apresentador do “Esporte Espetacular” e coautor de uma biografia do jogador, “Neymar – Conversa entre pai e filho''.

Fazendo o estilo “amigo”, Moré decepcionou mais uma vez quem esperava ouvir algo significativo de Neymar – dessa vez, às vésperas de uma Copa do Mundo. Em março de 2013, a intimidade entre os dois já havia produzido um momento constrangedor – o jogador deu entrevista com o pé na cadeira do jornalista.

Neste domingo, Moré se superou. Visitando a obra do instituto que Neymar está construindo na Praia Grande, o jornalista reclamou mais de uma vez que o capacete que foi obrigado a usar não tinha o seu nome. Tanto falou no assunto, que finalmente ganhou um personalizado.

Mais do que perguntas, Moré levantou bolas e fez elogios a Neymar. O entrevistador, a rigor, fez duas perguntas “difíceis”. Na primeira, questionou a decepcionante primeira temporada de Neymar no Barcelona, recebendo a resposta de que “foi um ano difícil”. Na segunda, quis saber a opinião do jogador sobre o escândalo envolvendo a sua negociação para o time espanhol. Nesta aceitou a resposta-padrão do craque: “Confio no meu pai”.

Ao final, como uma espécie de cereja do bolo, Moré exibiu orgulhoso a camisa autografada que ganhou de Neymar. Um prêmio pelo serviço prestado.

Sobre o autor

Jornalista, nascido no Rio de Janeiro em 1961, mora em São Paulo há 29 anos. É repórter especial e crítico do UOL. Assina, aos domingos, uma coluna sobre televisão na “Folha de S.Paulo''. Começou a carreira no “Jornal do Brasil'', em 1986, passou pelo “Estadão'', ficou dez anos na “Folha'' (onde foi editor, repórter especial e correspondente internacional), participou das equipes que criaram o “Lance!'' e a “Época'', foi redator-chefe da “CartaCapital'', diretor editorial da Glamurama Editora e repórter especial do iG. É autor dos livros “Adeus, Controle Remoto'' (editora Arquipélago, 2016), “História do Lance! – Projeto e Prática do Jornalismo Esportivo” (Alameda, 2009) e “O Dia em que Me Tornei Botafoguense'' (Panda Books, 2011).
Contato: mauriciostycer@uol.com.br

Sobre o blog

Um espaço para reflexões e troca de informações sobre os assuntos que interessam a este blogueiro, da alta à baixa cultura, do esporte à vida nas grandes cidades, sempre que possível com humor.