PUBLICIDADE
Topo

Com casal gay de protagonista, “Amor à Vida” deixa a Globo numa enrascada

Mauricio Stycer

08/01/2014 19h53

amoravidanikofelix

Em julho, a leitora Andrea Freitas enviou ao blog um texto muito bom, no qual analisava o perfil dos médicos do Hospital San Magno, de "Amor à Vida". Esta semana, Andrea me enviou um novo texto, no qual defende que o principal casal de mocinhos da novela não é formado por Bruno e Paloma, mas por Felix e Niko. Como no último capítulo sempre se espera um beijo do casal de mocinhos, a leitora observa que Walcyr Carrasco deixou a Globo "numa tremenda enrascada": haverá o esperado "beijo gay"  em "Amor à Vida"? Leia abaixo o texto de Andrea:

Em todas as novelas, os capítulos finais reservam sempre a grande virada, com a queda da máscara dos "vilões" e o "viveram felizes para sempre" da mocinha e do galã. Em "Amor à Vida", Aline (Vanessa Giácomo) em breve terá sua máscara retirada e, fora algumas 'vilanices' que ainda devem ocorrer, será devidamente desmascarada. Mas, e o grande casal da novela?

amoravidapalomabrunoO casal formado por Bruno, o bobo (Malvino Salvador sempre fazendo papel de "tolo") e Paloma, a bela e tonta, (Paola Oliveira, que chorando é de uma falta de expressão absurda) já está bem encaminhado, mas não consegue, por absoluta falta de talento e empatia, mobilizar o público – os dois conseguiram, inclusive, a façanha de anular o talento da fofa Klara Castanho.

Por outro lado, o talento, a sensibilidade e o carisma de Mateus Solano e Thiago Fragoso (que vem surpreendendo e muito nos últimos capítulos), fizeram crescer o casal mais autêntico, sensível e verossímil de "Amor à Vida".

Mesmo com tantos preconceitos ainda tão pungentes em nossa sociedade, fica difícil não se enternecer com os dois. Walcyr Carrasco já justificou a virada de Félix, já comprovou que na literatura universal outros casos existiram e já nos convenceu que ele realmente mudou.

Niko é o mocinho que a novela precisava. Lindo, menino de coração "bão", mas sem aquele ar de "rapaz bobão", tão característico de Malvino. Como não torcer para esse romance acontecer, como não querer ver os dois se acertando, como não olhar e encarar um beijo entre os dois como o desfecho tão esperado?

Não é isso que esperamos de todas as novelas, o beijo final entre o casal de mocinhos? E agora? Será que Walcyr vai conseguir abrir os caminhos para Manoel Carlos, que vem com um casal de lésbicas como protagonista na próxima novela? Walcyr foi quietinho, comendo pelas beiradas, e deixa a Globo agora numa tremenda enrascada: o único casal verdadeiro e verossímil da novela vai conseguir ter o tão esperado "final feliz"?

Para Mateus e Thiago apenas os parabéns, por terem se doado tanto e dado a Felix e Niko o melhor do melhor. Pena que só Mateus poderá ganhar o prêmio de melhor ator (sem dúvidas Thiago merece ser lembrado por ter dado a Niko tanta sensibilidade e nuances).

Vamos torcer para que o preconceito perca feio para a sensibilidade e que o tão esperado primeiro beijo gay da Globo aconteça, premiando o trabalho dos três: Mateus, Thiago e, sem dúvidas, Walcyr, que mesmo errando na maioria do texto, acertou com esses dois.

Sobre o autor

Mauricio Stycer, jornalista, nascido no Rio de Janeiro em 1961, mora em São Paulo há 30 anos. É repórter especial e crítico do UOL. Assina, aos domingos, uma coluna sobre televisão na "Folha de S.Paulo". Começou a carreira no "Jornal do Brasil", em 1986, passou pelo "Estadão", ficou dez anos na "Folha" (onde foi editor, repórter especial e correspondente internacional), participou das equipes que criaram o diário esportivo "Lance!" e a revista "Época", foi redator-chefe da "CartaCapital", diretor editorial da Glamurama Editora e repórter especial do iG. É autor dos livros "Topa Tudo por Dinheiro - As muitas faces do empresário Silvio Santos" (editora Todavia, 2018), "Adeus, Controle Remoto" (Arquipélago, 2016), “História do Lance! – Projeto e Prática do Jornalismo Esportivo” (Alameda, 2009) e "O Dia em que Me Tornei Botafoguense" (Panda Books, 2011).

Contato: mauriciostycer@uol.com.br

Sobre o blog

Um espaço para reflexões e troca de informações sobre os assuntos que interessam a este blogueiro, da alta à baixa cultura, do esporte à vida nas grandes cidades, sempre que possível com humor.

Mauricio Stycer