Blog do Mauricio Stycer

Talk show de Danilo Gentili podia se chamar “Agora É Muito Tarde”

Mauricio Stycer

17/08/2012 12h22

Programado para meia-noite, o talk show de Danilo Gentili na Band tem começado cada vez mais tarde. Nesta quinta-feira, por conta da participação de Luciana Gimenez, o atraso do programa chegou a incomodar o próprio apresentador.

Por volta de 0h30, Gentili fez um comentário no Twitter, rindo do responsável pela programação da emissora, mas pouco depois o apagou. O “Agora É Tarde” começou à 0h40. Já dá para chamá-lo de “Agora É Muito Tarde”.

Usando um microvestido, que tirou a atenção não apenas do entrevistador como do público, Luciana entrou no palco ao som de “Start Me Up”, dos Rolling Stones. Muito à vontade, encarou todos os temas e provocações de Gentili, inclusive uma referência ao pai de seu filho Lucas, Mick Jagger. “Ele acha o pai meio famoso”, contou.

Depois de lembrar que Luciana apresenta o “SuperPop!” desde 2001, Gentili perguntou: “Como é aguentar o Bolsonaro desde 2001?”. Nesta ironia ao sem-número de participações do deputado no programa, o  apresentador poderia ter lembrado que o “CQC” também adora entrevistar Bolsonaro.

Num dos momentos mais engraçados, Luciana contou que sofreu muito na adolescência, porque as amigas de colégio a chamavam de saracura – uma ave de pescoço comprido e pernas longas. “Chorava muito”, disse.

A apresentadora da RedeTV! falou com desembaraço de seu caso com o cantor Rod Stewart. “Pegou ou não pegou?”, perguntou Gentili. “Peguei”, respondeu, objetiva. E negou outros, com Van Damme e Mike Tyson.

Luciana contou que quase não assiste televisão, mas gosta de seriados e programas do canal Discovery. Meio sem assunto, Gentili perguntou se é verdade, como leu, que ela e o marido, Marcelo de Carvalho, vice-presidente da RedeTV!, dormem em quartos separados. Luciana confirmou.

Ao final da entrevista, a apresentadora deixou claro o “preço” por sua participação no “Agora É Tarde”: “Vou tirar seu couro lá no ‘SuperPop!’”, disse, anunciando que Gentili irá ao seu programa.

Luciana participou, ainda, do segundo bloco do talk show, saindo-se muito bem no papel de mediadora das piadas de Gentili, Murilo Couto e Leo Lins na “Mesa vermelha”.

Sobre o autor

Jornalista, nascido no Rio de Janeiro em 1961, mora em São Paulo há 29 anos. É repórter especial e crítico do UOL. Assina, aos domingos, uma coluna sobre televisão na “Folha de S.Paulo''. Começou a carreira no “Jornal do Brasil'', em 1986, passou pelo “Estadão'', ficou dez anos na “Folha'' (onde foi editor, repórter especial e correspondente internacional), participou das equipes que criaram o “Lance!'' e a “Época'', foi redator-chefe da “CartaCapital'', diretor editorial da Glamurama Editora e repórter especial do iG. É autor dos livros “Adeus, Controle Remoto'' (editora Arquipélago, 2016), “História do Lance! – Projeto e Prática do Jornalismo Esportivo” (Alameda, 2009) e “O Dia em que Me Tornei Botafoguense'' (Panda Books, 2011).
Contato: mauriciostycer@uol.com.br

Sobre o blog

Um espaço para reflexões e troca de informações sobre os assuntos que interessam a este blogueiro, da alta à baixa cultura, do esporte à vida nas grandes cidades, sempre que possível com humor.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Topo