Blog do Mauricio Stycer

Minissérie sobre Dercy evita a responsabilidade de contar “a verdade” sobre a atriz

Mauricio Stycer

11/01/2012 06h01

 

101 anos em quatro capítulos

Veja Álbum de fotos

Cantora, atriz e comediante, Dercy Gonçalves (1907-2008) deixou para os mais jovens a imagem da velha desbocada e irreverente, que falava palavrão no almoço de família ou, ao vivo, na televisão. A sua história, porém, é muito mais interessante e complexa, como ela própria contou no palco ou em muitos depoimentos.

Coube a Maria Adelaide Amaral, autora de uma biografia da atriz, a tarefa complicada de resumir esta longa e fascinante trajetória numa minissérie de quatro capítulos. Em entrevista ao UOL Televisão, ela revelou uma de suas dificuldades: “Muitas vezes ela me contou o mesmo acontecimento de maneiras diferentes. Aí eu ligava para ela e perguntava qual era a versão verdadeira e ela dizia: “Você escolhe, porra!’.”

Não à toa, o diretor Jorge Fernando fez uma boa aposta, logo na cena de abertura, ao revelar ao público os bastidores da produção. Mostrou a chegada de objetos de cena e exibiu o elenco, ainda sem figurinos, lendo o texto da minissérie. “Não se enganem”, o diretor parece ter dito. “O que vocês vão ver aqui é uma encenação”.

É estranho, por isso, que o título escolhido para a minissérie tenha sido justamente “Dercy de Verdade”. O primeiro dos quatro capítulos, exibido pela Globo nesta terça-feira, deu uma boa ideia das dificuldades que Maria Adelaide deve ter enfrentado para resumir a história, separar fatos de lendas e dar algum sentido à vida e à carreira de Dercy.

O programa deixou vontade de entender melhor, por exemplo, tanto a infância sofrida quanto o primeiro casamento da atriz, com Eugenio Pascoal, integrante de uma trupe teatral. Viveram juntos alguns anos, sem sexo, mas foram amigos íntimos. É uma relação misteriosa, suficiente para ocupar um episódio inteiro, mas que foi apresentada com uma certa pressa.

A minissérie anterior de Maria Adelaide Amaral na Globo, “Dalva e Herivelto” (2010), foi objeto de uma direção bem convencional, a cargo de Denis Carvalho. Agora, com Jorge Fernando à frente de “Dercy de Verdade”, houve espaço para alguma (não muita) ousadia.

Sem exageros, ele recorreu ao contraste de cenas em preto-e-branco com imagens em cor. Fez bom uso, igualmente, de áudios da própria atriz relatando historias de sua vida. Ajudado por um ótimo elenco, imprimiu um tom cômico a muitas cenas dramáticas, contribuindo para esvaziar o caráter documental que o título da minissérie sugere.

Heloisa Perissé, no papel da jovem Dercy, está muito convincente e, mais que isso, à vontade. Fafy Siqueira, como a velha Dercy, pontua a narrativa contando alguns episódios da vida da atriz, mas ainda não apareceu muito.

O ator Marcelo Médici fez uma observação curiosa ao elogiar as duas atrizes no Twiiter: “Fafy Siqueira e Heloisa Perissé mostrando mais uma vez que nem todo ator é comediante, mas que todo comediante é ator…”

As qualidades da boa minissérie são realçadas, ainda, por conta do contraste com o “BBB12”. Exibida imediatamente depois do reality show, “Dercy de Verdade” parece uma obra-prima.

Sobre o autor

Jornalista, nascido no Rio de Janeiro em 1961, mora em São Paulo há 29 anos. É repórter especial e crítico do UOL. Assina, aos domingos, uma coluna sobre televisão na “Folha de S.Paulo''. Começou a carreira no “Jornal do Brasil'', em 1986, passou pelo “Estadão'', ficou dez anos na “Folha'' (onde foi editor, repórter especial e correspondente internacional), participou das equipes que criaram o “Lance!'' e a “Época'', foi redator-chefe da “CartaCapital'', diretor editorial da Glamurama Editora e repórter especial do iG. É autor dos livros “Adeus, Controle Remoto'' (editora Arquipélago, 2016), “História do Lance! – Projeto e Prática do Jornalismo Esportivo” (Alameda, 2009) e “O Dia em que Me Tornei Botafoguense'' (Panda Books, 2011).
Contato: mauriciostycer@uol.com.br

Sobre o blog

Um espaço para reflexões e troca de informações sobre os assuntos que interessam a este blogueiro, da alta à baixa cultura, do esporte à vida nas grandes cidades, sempre que possível com humor.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Topo