Blog do Mauricio Stycer

Arquivo : SBT

O dia em que Silvio Santos foi hipnotizado e “viu” Helen Ganzarolli pelada
Comentários Comente

Mauricio Stycer

Em outubro de 2015, em meio à guerra de audiência com Rodrigo Faro, Eliana apelou a um “show de hipnose” para tentar reverter os números do Ibope a seu favor. Por 30 minutos, o hipnólogo Rafael Baltresca, aparentando a maior seriedade, fez sete cobaias passarem por diferentes experiências no palco. Foi um espetáculo patético e constrangedor, sem nenhum efeito prático – o SBT perdeu da Record por 8 a 11 naquele domingo.

Quase um ano depois, neste domingo (25), Silvio Santos recorreu ao mesmo hipnólogo para um show em seu programa. Mas Silvio não é Eliana. O dono do SBT transformou o número de hipnose numa palhaçada completa, das mais engraçadas.

No vídeo acima, é possível ver o momento em que o próprio Silvio foi hipnotizado e viu Helen Ganzarolli totalmente nua. O apresentador ri de tudo, até mesmo quando está “dormindo”. Mais tarado do que nunca, Silvio se divertiu demais. Depois, “apaixonado” por Cabrito Tevez, saiu correndo atrás do humorista pelo palco. Imperdível.

Veja também
Em “guerra” com Faro, Eliana recorre a “show de hipnose” constrangedor

Siga o blog no Facebook e no Twitter.


Atitude de Silvio Santos no palco lembra quadro “os velhinhos se divertem”
Comentários Comente

Mauricio Stycer

silviossantosstrip
Como o próprio SBT divulgou antecipadamente para a mídia, Silvio Santos ameaçou fazer um strip-tease no palco de seu programa neste domingo (11). Fingindo surpresa com o efeito que estava causando de paletó branco e calça creme, o apresentador começou a tirar a roupa em cena.

“Que roupa feia. Escolhi muito mal. Porcaria de roupa. Olha aí, branco com creme. Não fica bem essa roupa. Não pode mudar? Pode tirar? Não gostei dessa roupa”, disse.

No momento mais engraçado, Silvio atirou a sua gravata para o auditório, como se estivesse jogando um aviãozinho de dinheiro. Quando ameaçou tirar a calça, uma produtora o impediu. Na volta do intervalo, ele estava vestindo um terno escuro e uma gravata borboleta.

Difícil saber se a brincadeira foi planejada, ou não, mas teve a cara de Silvio Santos. Cada vez mais à vontade, o apresentador não tem mais vergonha de nada e parece se divertir como nunca no palco do programa.

Perto de fazer 86 anos, o dono do SBT aperfeiçoou o personagem que se apresenta toda semana na televisão. Está no mesmo embalo dos figurantes do quadro de pegadinhas “Os velhinhos se divertem”.

Pouco depois da ameaça de strip-tease, Silvio disse, brincando, como sempre: “Tô perdendo a memória, tô perdendo a libido… O que eu tô fazendo aqui? Devia morrer”. Como todo fã do programa, só posso dizer: espero que isso nunca ocorra.

Siga o blog no Facebook e no Twitter.


No confronto de talk shows, briga de Porchat no Ibope é com Gentili
Comentários Comente

Mauricio Stycer

talkshwosdeizdiasporchat
Exibidos dez episódios do “Programa do Porchat”, os dados do Ibope em São Paulo mostram que o principal concorrente do talk show da Record é o “The Noite”, de Danilo Gentili, no SBT. O “Programa do Jô”, na Globo, se mantém na liderança com uma certa distância dos dois.
porchatsasha2

gentilibelagiljosoaresfaustaoOs dados acima, coletados pelo blog, mostram a audiência dos três talk shows desde a estreia do “Programa do Porchat” em 24 de agosto. Como a atração da Record vai ao ar de segunda a quinta, não estão incluídos os números de sexta-feira (26 de agosto e 2 de setembro) dos programas do SBT e da Globo.

Porchat registrou média de 5,19 pontos nestes primeiros dez programas, enquanto Gentili marcou 5,13 e Jô Soares ficou com 5,97. Se incluirmos as duas sextas-feiras, a média do talk show da Globo sobe para 6,40 (a entrevista com Faustão marcou 10 pontos) e o do SBT cai para 5,01.

É verdade também que o “Programa do Porchat” registrou audiências fora da curva nos dois primeiros dias (9,2 e 6). Excluindo estes dois resultados, a média cai para 4,58 – talvez um número mais próximo da realidade.

Dos três, o talk show da Record é o único que vai ao ar sempre no mesmo horário, à 0h15, por conta de obrigações da emissora com a Igreja Universal de madrugada. Os programas da Globo e do SBT oscilam muito na grade e raramente tem ocorrido confronto dos três ao mesmo tempo.

Porchat x Gentili

O SBT tem monitorado os confrontos entre os dois programas. Neste período, Porchat e Gentili ficaram no ar ao mesmo tempo em nove dias – com vitórias para o talk show do SBT em sete ocasiões. O tempo de confronto varia de três a 49 minutos, dependendo do dia.

A principal vitória de Porchat ocorreu na estreia: 8,89 contra 4,99; a outra foi no dia 29 (3,95 a 3,68). Em todos os demais “choques” entre os dois talk shows, Gentili se saiu melhor. No mais recente, na noite desta quinta-feira (8), ao longo dos 20 minutos em que se enfrentaram, o SBT superou a Record por 4,84 a 3,79.

UOL Vê TV: Quem vai substituir Jô Soares?

Veja também
Jô Soares: “Não sou eu que está deixando a TV; é a TV que está me deixando”
Falando da Globo, Porchat testa limites e vê até onde pode ir na Record
Na defensiva, Gentili volta dizendo que querem tirar o “The Noite” do ar

Siga o blog no Facebook e no Twitter.


Sem acompanhar Olimpíada, SBT é vice com melhor resultado em SP desde 2006
Comentários Comente

Mauricio Stycer

rio2016festaencerra
O balanço dos números de audiência em agosto, mês marcado pelos Jogos Olímpicos, teve dois grandes vencedores em matéria de audiência em São Paulo – a Globo, com cobertura intensiva do evento, e o SBT, que ignorou a Rio-2016.

De uma audiência média de 12,4 pontos em julho, a Globo saltou para 13,9 em agosto – um crescimento de 12%. Já o SBT foi de 5,8 para 6,1 (mais 5%). Esta média mensal não era alcançada pela emissora de Silvio Santos desde agosto de 2006.

Já a Record registrou perda de audiência no período, caindo de 5,8 em julho para 5,3 em agosto. A Band manteve a média de 2 pontos do mês anterior. Estas duas emissoras alteraram suas programações por causa dos Jogos Olímpicos.

O SBT observa que o seu crescimento não se deu apenas pela opção de não cobrir a Rio 2016, realizada entre 5 e 21 de agosto. A emissora conquistou o segundo lugar na média/dia durante 29 dias do mês (25 isolados e 4 dias empatados). Esse é o segundo mês consecutivo que a emissora de Silvio Santos apresenta crescimento. Em junho marcou 5,7 pontos de média, em julho subiu para 5,8 e fechou agosto com 6,1 de média.

No horário nobre, das 18h às 24h, a Globo marcou 26,8 de média. O SBT manteve a vice-liderança com 9,8. A Record marcou 8,9, uma perda de 13% em relação a julho. E a Band ficou com 3,3.

Na média/tarde, das 12h às 18h, a Globo liderou com 13,8 pontos de média, seguida pelo SBT (7,2), Record (6,5) e Band (2,7).

Na média/manhã, das 6h às 12h, a Globo liderou com 8,8 pontos de média. A Record ficou em segundo com 4,4, à frente do SBT (4) e Band (1,1).

Na média/madrugada, das 24h às 6h, a Globo fechou em primeiro lugar com 6,3 pontos de média, seguida pelo SBT (3,5), Record (1,4) e Band (0,8).

Siga o blog no Facebook e no Twitter.


Em seu programa, Jô Soares deseja boa sorte e “merda” a Porchat na Record
Comentários Comente

Mauricio Stycer

josoaresporchat
Jô Soares abriu o programa de terça-feira (23) com uma mensagem para Fábio Porchat, que estreia nesta quarta (24) um talk show na Record. Sem citar o nome da emissora concorrente, o Gordo saudou:

“Antes de começar qualquer coisa, eu quero desejar toda sorte do mundo ao Fabio Porchat, que está estreando amanhã o seu programa. ‘Fabio, minha benção para você, meu beijo do Gordo e, como se diz no teatro, no cinema, enfim, na classe artística: merda!’.”

Fábio Porchat e Jô Soares têm uma relação de longa data. Em 2002, ainda estudante de administração, Porchat estava na plateia do programa de Jô e pediu para fazer uma imitação dos personagens Rui e Vani de “Os Normais. Foi o passo inicial de sua carreira artística.

Ao fechar com a Record, em 2015, para fazer o seu talk show, Porchat disse que “Jô Soares é tão forte que precisa de três para substituir”, referindo-se também a Danilo Gentili e Marcelo Adnet.

Recentemente, Porchat revelou que recebeu um telefonema de Jô, desejando-lhe boa sorte na nova empreitada.

Adnet
Na manhã desta quarta, Marcelo Adnet, que estreia amanhã um programa de entrevistas na Globo, também desejou sucesso ao concorrente. Em sua conta no Twitter, ele escreveu: “Desejo ao querido amigo Fabio Porchat sucesso e felicidade em mais essa jornada que se inicia hoje”.

Siga o blog no Facebook e no Twitter.


Em Olimpíada sem exclusividade, só a Globo cresceu com transmissão
Comentários Comente

Mauricio Stycer

Em um arranjo pouco comum, o COI (Comitê Olímpico Internacional) negociou os direitos de transmissão da Rio-2016 com três emissoras de TV aberta brasileiras. O negócio não foi dos mais positivos, porém, para Record e Band. Só a Globo viu a sua audiência crescer no período.

Ao longo de todo o período da Olimpíada, a Record ficou em terceiro lugar no Ibope, atrás do SBT, que manteve a sua programação normal.

Segundo dados do Ibope, entre 3 e 21 de agosto, a Globo registrou crescimento de audiência em todas as faixas horárias, na comparação com seus números de junho e julho. Em São Paulo, entre 7h e 0h, a emissora teve média de 17 pontos (com 37% de participação), um crescimento de 2 pontos (13%) em relação à média. Na mesma faixa, a Record registrou perda de 2 pontos, enquanto SBT e Band se mantiveram com a mesma média.

No Rio, a média das 7h à 0h da Globo foi de 21 pontos (44% de share), um aumento de 3 pontos em relação à média. A Record perdeu, na média, 1 ponto, enquanto SBT e Band não tiveram alteração na média.

Detalhando os dados em duas das faixas principais, a Globo também festeja bons números. Em São Paulo, das 12h às 18h, alcançou 15 pontos (33% de share), um crescimento de 3 pontos (25%) em relação à média. E das 18h às 24h, o chamado horário nobre, marcou 27 (42 % de participação), um crescimento de 3 pontos (13%).

No Rio, das 12h às 18h, a emissora teve durante os Jogos média de 20 pontos (41% de participação), quatro a mais que o normal. E das 18h às 24h, registrou 30 pontos (48% de share), um crescimento de 3 pontos.

A transmissão da cerimônia de encerramento rendeu à Globo, em São Paulo, média de 27 pontos (39% de participação), um crescimento de 8 pontos em relação à média no horário. E, no Rio, 30 (com 49% de share), também um crescimento 8 pontos (36%) sobre a média. A audiência da cerimônia, nas duas cidades, superou o encerramento das cinco Olimpíadas anteriores.

Siga o blog no Facebook e no Twitter.


Patrícia aparece com mais destaque do que Silvio na foto dos 35 anos do SBT
Comentários Comente

Mauricio Stycer

sbtcampanha

Em meio às comemorações pelos seus 35 anos, o SBT está lançando uma campanha institucional, estrelada por figuras do seu elenco atual e do passado junto com a mensagem: “Há 35 anos colorindo os seus dias”.

A foto presta homenagem, ainda que discreta, a figuras que tiveram passagem importante pela emissora, como Hebe Camargo (1929-2012), Jô Soares e Marília Gabriela. Também aparece Manoel de Nóbrega (1913-1976), amigo e sócio de Silvio Santos muito antes de o SBT existir. Várias outros ex-SBT célebres não são lembrados — Gugu Liberato é o nome mais evidente, mas há muitos outros.

O que mais chama a atenção na imagem, porém, é a posição de Patricia Abravanel, no centro, em lugar de mais destaque que o próprio pai. A apresentadora do “Máquina da Fama” é tratada como mais importante do que Ratinho, Celso Portiolli, Eliana e Carlos Alberto de Nóbrega.

Uma curiosidade sobre Eliana é a reprodução de outras duas imagens dela mais jovem, ao redor do rosto da apresentadora. Ratinho e Portiolli ganharam homenagem parecida (uma foto extra de cada um mais jovem). Danilo Gentili, os apresentadores do “Esquadrão da Moda” (Isabella Fiorentino e Arlindo Grund”) e Cris Poli (“Supernanny”) também aparecem com destaque na campanha.

Veja o especial SBT 35 Anos AQUI.

Siga o blog no Facebook e no Twitter.


Sem exclusividade na Rio-2016, Record perde Ibope, e SBT se dá bem
Comentários Comente

Mauricio Stycer

RecordequipeolimpicaEm 2012, com direitos exclusivos sobre os Jogos de Londres, a Record deitou e rolou. Não apenas assegurou a vice-liderança, com alguma folga sobre o SBT, como ainda venceu, em alguns momentos a líder Globo.

Quatro anos depois, com os direitos da Rio-2016 divididos com a Globo e a Band, a Record se vê em uma situação incômoda. Depois de cinco dias, a emissora coleciona apenas derrotas para o SBT, em todas as faixas horárias. Com a sua programação normal, a emissora de Silvio Santos se tornou a melhor alternativa para quem não quer saber de esportes.

Os problemas da Record começaram na quarta-feira (3), quando exibiu a estreia da seleção brasileira de futebol feminino. E se agravaram no dia seguinte, quando mostrou a estreia do time masculino e ficou em quarto lugar, atrás até da Band. Na sexta, ao mostrar a festa de abertura, a emissora retomou o terceiro lugar, atrás da Globo e do SBT.

Os números do Kantar Ibope referentes ao final de semana repetem este padrão. A Globo cresceu em praticamente todas as suas exibições olímpicas comparando-as com as audiências dos últimos dois meses. E o SBT superou a Record em todas as faixas do dia.

Considerando o horário nobre de sexta (5), sábado (6) e domingo (7), das 18h à 0h, a Globo liderou em São Paulo com média de 27,6 pontos, seguido pelo SBT com 8,7, depois Record com 6,2 e Band com 3,6.

O padrão se repete no horário vespertino (12h às 18h) nestes três dias: Globo em primeiro (15,8), seguida por SBT (6,7), Record (5) e Band (2,8). Pela manhã, com menos transmissões olímpicas, a diferença entre a segunda e terceira colocadas é menor: Globo (11), SBT (5,7), Record (5) e Band (1).

Ao apresentarem suas propostas de cobertura dos Jogos Olímpicos de 2016, cada emissora estimou o número de horas que dedicaria ao assunto. Segundo dados divulgados pelo COI (Comitê Olímpico Internacional), a cobertura da Record será a menor, em número de horas.

A Globo prometeu exibir 1.000 horas em todas as suas plataformas (TV, móvel e online), mais 7.500 horas pelo SporTV. Já Band disse que iria transmitir 270 horas, mais 539 pela BandSports. A Record, por fim, falou em um total de 335 horas divididas entre a emissora e a Record News.

Resta ver se, em busca de melhores números de audiência, a emissora vai diminuir ainda mais a cobertura olímpica na TV aberta e voltar à programação normal.

Este texto foi publicado originalmente no UOL Esporte.

Siga o blog no Facebook e no Twitter.


Cerimônia de abertura tem maior Ibope desde Atlanta, em 1996
Comentários Comente

UOL Interação

Veja em 90 segundos como foi a abertura da Rio-2016

Não foi à toa que Galvão Bueno, ainda durante a transmissão, agradeceu o público pela audiência. Dados prévios do Ibope indicam que a Globo bateu um recorde na noite de sexta-feira (5) com a exibição da festa de abertura da Rio-2016. A média de 30 pontos em São Paulo não era alcançada havia 20 anos, ou cinco Olimpíadas, desde Atlanta-96.

Segundo a emissora, este índice registrado entre 20h e 0h05 representa um crescimento de 25% (ou 6 pontos) em relação à média desta faixa nas últimas oito semanas.

O SBT foi vice-líder no horário com 9 pontos. Exibindo, igualmente, a abertura, Record (7 pontos) e Band (3) ficaram em terceiro e quarto lugares, respectivamente.

Em 2012, exibindo com exclusividade a abertura dos Jogos de Londres, em outro horário, a Record registrou média de 9 pontos.

Os dados consolidados só serão divulgados na segunda-feira (8). Cada ponto no Ibope em São Paulo corresponde a 69 mil residências.

No Rio, a Globo registrou média de 38 pontos, um crescimento de 46% (mais 12 pontos) em relação à faixa horária das sextas de junho e julho. A Record foi vice com 8 pontos, seguido por SBT com 7 e Band com 2.

Siga o blog no Facebook e no Twitter.


Globo cresce e Band bate a Record com jogo de estreia do Brasil na Rio-2016
Comentários Comente

Mauricio Stycer

Neymar

A transmissão de Brasil e África do Sul, pela primeira rodada do futebol masculino na Rio-2016, teve resultado semelhante ao registrado na véspera, durante a exibição de Brasil e China no futebol feminino.

Segundo dados prévios do Ibope, em São Paulo, a Globo marcou 19 pontos, um crescimento de 36% (ou 5 pontos) em relação à média de junho e julho no horário (cada ponto equivale a 69 mil residências). O SBT, sem mostrar futebol, marcou 7 pontos. A surpresa foi o resultado do jogo na Record (3 pontos), ficando em quarto lugar, atrás da Band (5 pontos).

No Rio, a Globo registrou média de 25 pontos, um crescimento de 47% (ou 8 pontos) em relação à média das últimas oito semanas no horário. O SBT ficou em segundo (9), seguido por Record (5) e Band (2).

Estes números podem sofrer alteração quando o Ibope divulgar os dados consolidados, na manhã desta sexta-feira (05).

Foto: Ueslei Marcelino/Reuters

Veja também
Sem jogo bonito. Brasil emperra com Neymar ‘fominha’ e só empata em estreia

Siga o blog no Facebook e no Twitter.