Blog do Mauricio Stycer http://mauriciostycer.blogosfera.uol.com.br Espaço para reflexões e troca de informações sobre os assuntos que interessam a este blogueiro, da alta à baixa cultura, do esporte à vida nas grandes cidades, sempre que possível com humor. Thu, 24 Aug 2017 04:31:17 +0000 pt-BR hourly 1 https://wordpress.org/?v=4.7.2 Silvio Santos e Globo são o tema principal de Gugu no “Programa do Porchat” http://mauriciostycer.blogosfera.uol.com.br/2017/08/24/silvio-santos-e-globo-sao-o-tema-principal-de-gugu-no-programa-do-porchat/ http://mauriciostycer.blogosfera.uol.com.br/2017/08/24/silvio-santos-e-globo-sao-o-tema-principal-de-gugu-no-programa-do-porchat/#respond Thu, 24 Aug 2017 04:31:17 +0000 http://mauriciostycer.blogosfera.uol.com.br/?p=38509

.@GuguLiberato fala sobre sua relação com Silvio Santos #Porchat1Ano pic.twitter.com/pqGk9iRmjX

— Programa do Porchat (@PgmDoPorchat) 24 de agosto de 2017

Nas comemorações do primeiro ano de seu talk show na Record, Fábio Porchat recebeu Gugu Liberato para uma entrevista na qual o assunto principal foi um episódio histórico envolvendo os dois principais concorrentes da emissora – Globo e SBT.

Sobre Silvio Santos, em particular, Gugu falou com muito carinho (veja o vídeo acima). “Se eu ligar pra ele, ele me atende. No mundo empresarial e no mundo artístico, ninguém se compara ao Silvio Santos. Tudo que eu sei, foi ele que me ensinou”.

O apresentador contou detalhes pouco conhecidos da ida de Silvio Santos ao Rio, em 1987, para conversar com Roberto Marinho e desfazer a contratação de Gugu, que já havia até assinado contrato com a Globo. No vídeo abaixo, ele conta pormenores muito engraçados desta aventura.

A ida de Gugu ao “Programa do Porchat” teve direito, ainda, a uma encenação do famoso quadro da banheira com a ilustre presença de Luiza Ambiel.

Siga o blog no Facebook e no Twitter.

]]>
0
Mara vê mudança de personagem trans da novela e evoca Deus no Fofocalizando http://mauriciostycer.blogosfera.uol.com.br/2017/08/23/mara-ve-mudanca-de-personagem-trans-da-novela-e-evoca-deus-no-fofocalizando/ http://mauriciostycer.blogosfera.uol.com.br/2017/08/23/mara-ve-mudanca-de-personagem-trans-da-novela-e-evoca-deus-no-fofocalizando/#respond Wed, 23 Aug 2017 22:42:09 +0000 http://mauriciostycer.blogosfera.uol.com.br/?p=38500

Tema do “Fofocalizando” na tarde desta quarta-feira (23), a transformação da personagem Ivana de “A Força do Querer” provocou reações inesperadas dos integrantes do programa.

Ao ver a imagem da personagem de cabelos curtos, Mamma Bruschetta disse que Ivana (Carol Duarte) estava parecida com Dudu Camargo, provocando gargalhadas gerais. Foi quando Mara Maravilha fez a sua primeira observação de cunho religioso a respeito: “Deus fez Adão e Eva. Agora é Adão e Ivo”.

Em outro momento, Leão Lobo elogiou Gloria Perez pela forma como conduziu a trama, levando Mara a fazer um novo comentário sobre o assunto: “Tem que respeitar. Mas pra procriar ainda é homem com mulher e mulher com homem”.

O perfil da cantora no Instagram se tornou, em seguida, palco de um debate intenso entre os que concordaram com as observações de Mara e os que se sentiram ofendidos pelos comentários.

“Me perdoem se ofendi”

Em mensagem postada por volta das 23h em sua conta no Instagram, Mara disse que não teve a intenção de ofender ninguém – numa alusão aos comentários que fez no “Fofocalizando”. Abaixo, o seu comentário:

“Aqui pensando, o que é intolerância para cada ser humano? muitas vezes o simples fato! Enquanto a mim, vivo em paz com o meu direito comum a todos: liberdade de expressão… e já que são Mara, sejam amor… no mais me perdoem se mesmo sem nenhuma intensão ofendi, vamos expandir literalmente tolerância!!!”

Veja também
Carol Duarte corta cabelos para transição de Ivana: “Resultado impactante”

Siga o blog no Facebook e no Twitter.

]]>
0
Alegria da Sessão Tarde, Jerry Lewis ganha homenagem da Globo na madrugada http://mauriciostycer.blogosfera.uol.com.br/2017/08/23/alegria-da-sessao-tarde-jerry-lewis-ganha-homenagem-da-globo-na-madrugada/ http://mauriciostycer.blogosfera.uol.com.br/2017/08/23/alegria-da-sessao-tarde-jerry-lewis-ganha-homenagem-da-globo-na-madrugada/#respond Wed, 23 Aug 2017 18:23:17 +0000 http://mauriciostycer.blogosfera.uol.com.br/?p=38494
Pelo menos duas gerações conheceram ou ampliaram seu conhecimento sobre a obra cinematográfica de Jerry Lewis (1926-2017) por meio da Sessão da Tarde. Lançada em março de 1974, esta faixa da Globo teve papel importante na divulgação dos filmes do comediante americano ao longo das décadas de 70 e 80.

Muita gente se recorda de programações especiais só com filmes de Jerry Lewis durante as férias escolares e várias das suas comédias estão entre as mais exibidas na história da sessão.

É por isso que causa espanto o anúncio da Globo, feito nesta quarta-feira (23), quatro dias depois da morte do ator, de uma “homenagem dupla” a Jerry Lewis. A emissora vai exibir “O Professor Aloprado”, um dos clássicos do comediante, no Corujão desta madrugada, por volta das 2h30. E no domingo (27), na Temperatura Máxima, às 14h30, reprisará “Até que a Sorte nos Separe 2”, protagonizado com Leandro Hassum, no qual Lewis faz uma breve participação especial.

Homenagem?


Veja também

Morre aos 91 anos o ator e comediante Jerry Lewis

Siga o blog no Facebook e no Twitter.

]]>
0
UOL Vê TV: Ninguém aparece mais na televisão que o padre Fabio de Melo http://mauriciostycer.blogosfera.uol.com.br/2017/08/23/uol-ve-tv-ninguem-aparece-mais-na-televisao-que-o-padre-fabio-de-melo/ http://mauriciostycer.blogosfera.uol.com.br/2017/08/23/uol-ve-tv-ninguem-aparece-mais-na-televisao-que-o-padre-fabio-de-melo/#respond Wed, 23 Aug 2017 07:01:16 +0000 http://mauriciostycer.blogosfera.uol.com.br/?p=38464

Lançando disco novo este ano, “Clareou”, o 20º de sua carreira, padre Fabio de Melo está em ritmo alucinante na televisão. É, seguramente, a celebridade que hoje mais aparece na tela, em todas as emissoras. Quer dizer, em quase todas. Nesta quarta-feira (23), o padre estreia como ator em “Carinha de Anjo”, a novela infantil do SBT. Vai levar as freiras à loucura (veja imagens inéditas da cena da novela). Mas nem tudo são flores neste excesso de exposição. Este é o tema do UOL Vê TV.

Siga o blog no Facebook e no Twitter.

]]>
0
Mudam os candidatos, mas o “MasterChef” continua igual… e fascinante http://mauriciostycer.blogosfera.uol.com.br/2017/08/23/mudam-os-candidatos-mas-o-masterchef-continua-igual-e-fascinante/ http://mauriciostycer.blogosfera.uol.com.br/2017/08/23/mudam-os-candidatos-mas-o-masterchef-continua-igual-e-fascinante/#respond Wed, 23 Aug 2017 03:58:27 +0000 http://mauriciostycer.blogosfera.uol.com.br/?p=38478
Melhor e mais rentável atração que a Band exibe desde 2014, o “MasterChef” chegou ao final mais uma vez nesta terça-feira (22) para recomeçar dentro de duas semanas. Entre o último episódio da quarta temporada e a estreia da segunda versão do Profissionais, a emissora exibirá um documentário sobre… o “MasterChef”.

O reality culinário se tornou, assim, inescapável na grade da emissora.

Acho surpreendente que, mesmo sem mudar nada, o programa permaneça fazendo sucesso e mobilizando o público. Reconheço que cheguei a imaginar que a Band estava queimando o formato com esta sua insistência em se agarrar ao “MasterChef” como tábua de salvação.

Em março de 2016, na estreia da terceira temporada, escrevi que os jurados estavam privilegiando o show, transformando suas performances em exibições teatrais e se arriscando a cansar o público. Minha previsão estava errada.

Há algo de fascinante nesta repetição. Mudam os candidatos, mas tudo continua igual e divertido. O trio de jurados, a mecânica do programa, os detalhes que irritam, o nervosismo forçado, a torcida por uns e a rejeição por outros. É tudo sempre como na semana anterior – e a gente continua vendo e achando bom.

Até quando? Não me arrisco mais a dizer. Está claro que o “MasterChef” é, por assim dizer, uma vítima do seu sucesso. E carrega esta responsabilidade por conta da dificuldade que a Band vem tendo para encontrar outras âncoras para a sua programação.

Mas enquanto Paola Carosella, Erick Jacquin e Henrique Fogaça continuarem nos entretendo com este teatro semanal e emitindo julgamentos severos com cacoetes que amamos odiar, está tudo bem.

Em tempo: A vencedora do programa foi a candidata Michele Crispim, superando a favorita Deborah Werneck em uma final emocionante. Mas o resultado, na prática, é o que menos importa. Daqui a duas semanas, já teremos nos esquecido disso – e tudo vai recomeçar.

Audiência: A final do “MasterChef” registrou média de 8 pontos em São Paulo, o melhor resultado da temporada. O programa chegou a ter pico de 10 pontos e deixou a Band na liderança do Ibope por 51 minutos.

Veja também
Deborah faz três farofas na final do “MasterChef” e vira meme
Michele bate Deborah e é campeã do “MasterChef”: “Prova da força da mulher”

Siga o blog no Facebook e no Twitter.

]]>
0
Além dos méritos de A Força do Querer, frio também explica recorde no Ibope http://mauriciostycer.blogosfera.uol.com.br/2017/08/22/alem-dos-meritos-de-a-forca-do-querer-frio-tambem-explica-recorde-no-ibope/ http://mauriciostycer.blogosfera.uol.com.br/2017/08/22/alem-dos-meritos-de-a-forca-do-querer-frio-tambem-explica-recorde-no-ibope/#respond Tue, 22 Aug 2017 20:23:35 +0000 http://mauriciostycer.blogosfera.uol.com.br/?p=38454
Com ótimos resultados de audiência desde a estreia, em abril, “A Força do Querer” alcançou um número impressionante nesta segunda-feira (21), em São Paulo. A média de 42,3 pontos, como registrou o site Notícias da TV, foi a mais alta de uma novela da Globo desde os 46,4 pontos do capítulo final de “Império”, em março de 2015.

É preciso registrar que, além de estar com curva crescente de audiência, por mérito de suas muitas qualidades, a novela de Gloria Perez se beneficiou nesta segunda-feira do clima frio. São Paulo teve a sua segunda tarde com mais baixa temperatura no ano – média de 12,8º por volta das 15h, com sensação térmica de 5º. A mais baixa havia sido registrada em 18 de julho – e naquele dia, não por acaso, “A Força do Querer” também bateu recorde de audiência (38,3 pontos na ocasião).

O frio deixa mais gente em casa, elevando o número de aparelhos ligados e, em consequência, a audiência de alguns programas. A Globo foi a maior beneficiada da friaca desta segunda-feira. Além do recorde em “A Força do Querer”, a emissora também festejou o melhor resultado de “Pega Pega” (33 pontos), o melhor número do “Jornal Nacional” em três meses (34,4) e a segunda melhor audiência de “Os Dias Eram Assim” (29,9).

O que é real e o que é inventado na história de Bibi em A Força do Querer?

Veja também
Novela sobre mulheres fortes, A Força do Querer tem melhor início desde 2013
Super Jeiza: 9 habilidades da heroína de “A Força do Querer”
Até onde pode chegar a audiência de “A Força do Querer” em São Paulo?
São Paulo tem segunda tarde mais fria do ano; sensação térmica chega a 5°C

Siga o blog no Facebook e no Twitter.

]]>
0
Com 10 indicações ao Emmy, a popular “This Is Us” chega à TV paga no Brasil http://mauriciostycer.blogosfera.uol.com.br/2017/08/22/com-10-indicacoes-ao-emmy-a-popular-this-is-us-chega-a-tv-paga-no-brasil/ http://mauriciostycer.blogosfera.uol.com.br/2017/08/22/com-10-indicacoes-ao-emmy-a-popular-this-is-us-chega-a-tv-paga-no-brasil/#respond Tue, 22 Aug 2017 08:01:54 +0000 http://mauriciostycer.blogosfera.uol.com.br/?p=38447
Exibida entre setembro de 2016 e março de 2017 pela NBC, “This Is Us” fez tanto sucesso que a rede americana encomendou duas novas temporadas depois de levar ao ar apenas 13 dos 18 episódios da primeira leva.

A partir desta terça (22), às 22h45, o canal pago Fox Life passa a oferecer a série ao público brasileiro. A estreia, com um episódio duplo, ocorre quase um mês antes da cerimônia de entrega do Emmy, que poderá confirmar, ou não, o entusiasmo pela criação de Dan Fogelman.

São dez indicações – melhor série dramática, ator (Sterling K. Brown e Milo Ventimiglia), atriz coadjuvante (Chrissy Metz), ator coadjuvante (Ron Cephas Jones), ator convidado (Denis O’Hare, Brian Tyree Henry e Gerald McRaney), diretor de casting e make-up.

“This Is Us” é ambientada em dois tempos. Em meados da década de 1980, conta a história de Jack (Milo Ventimiglia) e Rebeca Pearson (Mandy Moore), um casal apaixonado que espera o nascimento de trigêmeos. E, 36 anos depois, acompanha as trajetórias dos seus três filhos (imagem no alto).

Kevin (Justin Hartley) é um ator em conflito com a carreira, protagonista de uma série bem idiota. Kate (Chrissy Metz) vive às voltas com problemas por conta de sua obesidade. E Randall (Sterling K. Brown) é um executivo bem-sucedido, casado e com dois filhos.

“This Is Us” é uma típica série sobre família, feita para produzir gargalhadas e lágrimas com piadas e dramas previsíveis. É daqueles programas que provocam suspiros, mas não esquecem de reconfortar o espectador.

Assisti ao primeiro episódio apenas. Não dá para fazer um julgamento muito rigoroso, mas é visível o tom sentimental, para não dizer apelativo, da narrativa. Tem o perfil claro de programa destinado ao grande público, da TV aberta. No Brasil, porém, com a grade dominada por novelas, o destino de séries como esta é mesmo a TV paga.

Em tempo: Todos os 18 episódios da primeira temporada serão disponibilizados no dia 23 de agosto para os assinantes do serviço premium da Fox.

Siga o blog no Facebook e no Twitter.

]]>
0
Com Larissa Manoela e Dudu Camargo, Silvio Santos dá pico de 19 pontos no Rio http://mauriciostycer.blogosfera.uol.com.br/2017/08/21/com-larissa-manoela-e-dudu-camargo-silvio-santos-da-pico-de-19-pontos-no-rio/ http://mauriciostycer.blogosfera.uol.com.br/2017/08/21/com-larissa-manoela-e-dudu-camargo-silvio-santos-da-pico-de-19-pontos-no-rio/#respond Mon, 21 Aug 2017 15:10:53 +0000 http://mauriciostycer.blogosfera.uol.com.br/?p=38439
O encontro entre a atriz Larissa Manoela e o apresentador Dudu Camargo no “Jogo das Três Pistas” rendeu um recorde que Silvio Santos não alcançava desde dezembro de 2012 – pico de 18,8 pontos no Rio de Janeiro.

O programa teve média de 13,4 e deixou Silvio na vice-liderança. No 30 minutos de confronto com “O Vingador do Futuro 2”, exibido pela Globo, o SBT ficou na liderança, com 14,8 contra 13.

Em São Paulo, a audiência foi mais modesta. O programa registrou média de 11, 1 pontos e deixou o SBT em segundo lugar, atrás da Globo.

Veja também
“Dudu Camargo não se encaixa no padrão que eu gosto”, diz Larissa Manoela

Siga o blog no Facebook e no Twitter.

]]>
0
Sem o violento Pablo Escobar, Narcos foca no Cartel de Cali e perde impacto http://mauriciostycer.blogosfera.uol.com.br/2017/08/20/sem-o-violento-pablo-escobar-narcos-foca-no-cartel-de-cali-e-perde-impacto/ http://mauriciostycer.blogosfera.uol.com.br/2017/08/20/sem-o-violento-pablo-escobar-narcos-foca-no-cartel-de-cali-e-perde-impacto/#respond Sun, 20 Aug 2017 03:01:37 +0000 http://mauriciostycer.blogosfera.uol.com.br/?p=38426
O reinado de Pablo Escobar (1949-1993), da ascensão à queda do traficante colombiano, rendeu assunto para duas temporadas, ou 20 episódios de “Narcos”, entre 2015 e 16. Não foi a primeira vez que esta história ganhou as telas, mas a qualidade da produção, o didatismo do roteiro, o elenco multinacional e, em especial, o talento de Wagner Moura deram à série da Netflix uma repercussão extraordinária.

O fato de se intitular “Narcos” e não “Escobar”, ou algo do gênero, já mostrava a intenção de continuar com a série depois da detenção e morte do violento e carismático traficante de Medellín. Outras pistas foram dadas ao longo da segunda temporada, em especial, a ênfase a um grupo de traficantes rival, conhecido como o cartel de Cali.

No próximo dia 1º de setembro, a Netflix lança a terceira temporada de “Narcos”. O UOL assistiu aos primeiros seis episódios e pode dizer, sem dar nenhum spoiler maior, que a história do cartel de Cali é até mais interessante que a de Escobar, mas muito menos emocionante e cinematográfica.

Inspirada em fatos reais, como as duas primeiras temporadas, essa nova leva de episódios foca basicamente nos quatro traficantes que criaram esta organização criminosa – ainda mais poderosa que a de Escobar. Três deles já apareceram antes na série, os irmãos Rodríguez Orejuela – Gilberto (Damián Alcáza) e Miguel (Francisco Denis) – e Hélmer “Pacho” Herrera (Alberto Ammann). O quarto é José Santacruz Londoño, o “Chepe” (vivido pelo ator português Pêpê Rapazote).

Diferentemente do rival de Medellín, o quarteto de Cali evitava atos espetaculares de violência. O cartel investiu pesado num sistema de informação e escuta – chegou a ser comparado à KGB, o serviço secreto soviético. E montou um esquema de propina horizontal e vertical na cidade, abrangendo todos os poderes. “E depois dizem que os criminosos somos nós”, diz um dos irmãos Rodriguez.

Um detalhe curioso sobre a organização é que um dos quatro líderes, Hélmer “Pacho” Herrera, era homossexual assumido. A série explora bastante este tema, mostrando a tolerância dos seus sócios e o preconceito de alguns associados.

Numa liberdade da ficção, o agente Javier Peña (Pedro Pascal), da DEA, que participou da captura de Escobar, está de volta à série, agora como chefe da agência antidrogas americana, baseado em Bogotá. É ele quem vai chefiar o novo time de agentes que luta contra o cartel de Cali.

Ao se lembrar que tanto a DEA quanto o cartel de Cali enxergaram Escobar como inimigos, Peña diz: “O inimigo do meu inimigo é meu amigo, até que ele volte a ser inimigo”.

A música “Tuyo”, de Rodrigo Amarante, segue como trilha de abertura de “Narcos”. Mas, se na primeira temporada aparecia uma imagem de Ronald Reagan e na segunda de George Bush pai, agora é Bill Clinton que faz breve aparição nos créditos iniciais.

É a dica de que a série continuará discutindo e questionando a eficácia da política antidrogas do governo americano. O conflito entre as visões da DEA e da CIA, já visto nas temporadas anteriores, reaparece também – a agência de inteligência americana enxerga o problema apenas como uma peça de uma questão geopolítica maior.

A terceira temporada, enfim, é menos surpreendente e impactante que as duas primeiras. O Escobar de Wagner Moura faz falta. Mas acredito que, por tratar de um assunto ainda tão atual como esse, e com qualidade, vai conseguir manter o interesse do espectador.

Veja um trailer

Siga o blog no Facebook e no Twitter.

]]>
0
O botão da discórdia: cena de “A Força do Querer” causa debate com a autora http://mauriciostycer.blogosfera.uol.com.br/2017/08/19/o-botao-da-discordia-cena-de-a-forca-do-querer-causa-debate-com-a-autora/ http://mauriciostycer.blogosfera.uol.com.br/2017/08/19/o-botao-da-discordia-cena-de-a-forca-do-querer-causa-debate-com-a-autora/#respond Sat, 19 Aug 2017 18:19:49 +0000 http://mauriciostycer.blogosfera.uol.com.br/?p=38421
Exibido no capítulo de sexta-feira (18) de “A Força do Querer”, o encontro entre Ritinha (Isis Valverde) e Zeca (Marco Pigossi) dentro da cadeia foi uma cena forte, com direito a tudo que se espera de uma novela – briga, emoção, beijo e troca de ofensas. Mas acabou chamando a atenção por um detalhe menos importante – o botão que a sereia achou no chão, depois que o caminhoneiro deixou o local.

Ainda abalada com as palavras de Zeca, Ritinha viu no chão da sala de visitas da cadeia um botão. “É dele”, disse. Em uma cena posterior, ela contou para Abel (Tonico Pereira), Cândida (Gisele Froés), Almerinda (Fafá de Belém) e Nazaré (Luci Pereira) que esteve com Zeca. E, para provar, mostrou o botão. “E não é mesmo! Fui eu que costurei”, confirma Nazaré.

O que causou espanto durante a exibição da cena é que Zeca estava usando uma camiseta verde, dada aos presos, sem botão algum. Como deixou cair um botão? Foi a pergunta que vários espectadores fizeram nas redes sociais.

Gloria Perez, em sua conta no Twitter, se apressou em explicar: “Para os que perguntam: o botão é da camisa que Zeca chegou no presídio, estava no bolso da calça”. Eu observei, então: “Mas o que o botão da camisa estava fazendo no bolso da calça?” A autora respondeu: “Quando ele se trocou o botão caiu e ele guardou no bolso! Quem nunca? 😉

Explicado.

Siga o blog no Facebook e no Twitter.

]]>
0