Blog do Mauricio Stycer http://mauriciostycer.blogosfera.uol.com.br Espaço para reflexões e troca de informações sobre os assuntos que interessam a este blogueiro, da alta à baixa cultura, do esporte à vida nas grandes cidades, sempre que possível com humor. Fri, 20 Jul 2018 08:01:23 +0000 pt-BR hourly 1 https://wordpress.org/?v=4.7.2 Com leveza, Mario/Mariana ajudou “Orgulho e Paixão” a falar de machismo http://mauriciostycer.blogosfera.uol.com.br/2018/07/20/com-leveza-mariomariana-ajudou-orgulho-e-paixao-a-falar-de-machismo/ http://mauriciostycer.blogosfera.uol.com.br/2018/07/20/com-leveza-mariomariana-ajudou-orgulho-e-paixao-a-falar-de-machismo/#respond Fri, 20 Jul 2018 08:01:23 +0000 http://mauriciostycer.blogosfera.uol.com.br/?p=42478
Com muito bom humor, “Orgulho e Paixão” finalmente mostrou aonde pretendia chegar com a simulação de Mariana (Chandelly Braz), que se fez passar por Mário, um homem. O seu objetivo era pilotar motocicletas, uma prática vetada às mulheres, e se aproximar mais de Brandão (Malvino Salvador). Involuntariamente, mexeu com o coração de Luccino (Juliano Laham).

Duas tramas que envolviam os três personagens tiveram desfechos esta semana. A primeira, tratada com toda a delicadeza, foi a descoberta do mecânico que sente atração por outros homens. Ele chegou a achar que havia se apaixonado por Mariana, mas se deu conta que, na verdade, gostava mesmo de Mário.

Já Brandão ficou transtornado após beijar Mário no capítulo de terça-feira (17). Nesta quinta (19), disse a ele: “Você tem sentimentos impróprios por mim. Eu já tive colegas que se pareciam com você. Eu não. Eu gosto de mulher”. Foi, então, que Mariana revelou-se para o coronel. Despiu-se diante dele e provou que é uma mulher.

Foi preciso muita boa vontade com “Orgulho e Paixão” para aceitar que nenhum personagem jamais tenha desconfiado que Mário, na verdade, era Mariana. Como observou Nilson Xavier, a caracterização da atriz deixou a desejar e pareceu inverossímil que até mesmo os pais da personagem não tenham notado o truque de Mariana.

A trama se arrastou por mais tempo que merecia, mas valeu a pena. Marcos Bernstein foi muito hábil ao usar a brincadeira para, com toda a leveza que o horário exige, falar um pouco sobre machismo, sexualidade e preconceito.

Cinco acertos e três detalhes que atrapalham um pouco “Orgulho e Paixão”

Veja também
Trama e vilões atraentes fazem de “Orgulho e Paixão” a melhor novela no ar

Comentários são sempre muito bem-vindos, mas o autor do blog publica apenas os que dizem respeito aos assuntos tratados nos textos.

Siga o blog no Facebook e no Twitter.

]]>
0
Pedindo para virar meme, Fátima debate a posição correta do papel higiênico http://mauriciostycer.blogosfera.uol.com.br/2018/07/19/pedindo-para-virar-meme-fatima-debate-a-posicao-correta-do-papel-higienico/ http://mauriciostycer.blogosfera.uol.com.br/2018/07/19/pedindo-para-virar-meme-fatima-debate-a-posicao-correta-do-papel-higienico/#respond Thu, 19 Jul 2018 15:50:42 +0000 http://mauriciostycer.blogosfera.uol.com.br/?p=42470
Um debate importante, que fervilha na internet, finalmente chegou à TV aberta: existe lado certo para colocar o papel higiênico no suporte? O “Encontro com Fátima Bernardes” dedicou cinco minutos ao assunto na manhã desta quinta-feira (19).

O pretexto, claro, foi uma piada nascida nas redes sociais – uma imagem compartilhada em um aplicativo de paquera na qual a posição do papel chamou mais a atenção do que a moça que se exibia no banheiro.

Ivete Sangalo foi categórica ao dizer que a única posição aceitável é a da esquerda na imagem acima. Fátima mostrou alguns memes sobre o assunto e, ao tropeçar no palco, observou: “O próximo sou eu”.

Sim, você conseguiu, Fátima.

Comentários são sempre muito bem-vindos, mas o autor do blog publica apenas os que dizem respeito aos assuntos tratados nos textos.

Siga o blog no Facebook e no Twitter.

]]>
0
Mesmo com Gugu apático, “Canta Comigo” é um formato empolgante e divertido http://mauriciostycer.blogosfera.uol.com.br/2018/07/19/mesmo-com-gugu-apatico-canta-comigo-e-um-formato-empolgante-e-divertido/ http://mauriciostycer.blogosfera.uol.com.br/2018/07/19/mesmo-com-gugu-apatico-canta-comigo-e-um-formato-empolgante-e-divertido/#respond Thu, 19 Jul 2018 03:02:55 +0000 http://mauriciostycer.blogosfera.uol.com.br/?p=42456
Sem avaliar a qualidade dos candidatos nem a capacidade dos jurados, “Canta Comigo” é o formato de show de talentos mais legal que a TV brasileira importou nos últimos tempos. Exibido pela Record, com apresentação morna de Gugu Liberato, o programa estreou nesta quarta-feira (18) e promete um prêmio de R$ 300 mil ao vencedor.

Versão nacional de “All Together Now”, formato original da Endemol Shine Group, “Canta Comigo” tem como maior originalidade o fato de o júri ser formado por 100 pessoas, que manifestam aprovação aos candidatos se levantando. Vence quem conseguir tirar o maior número de jurados da cadeira.

Visualmente, o programa produz ótimo impacto ao criar uma espécie de paredão para os 100 jurados, que assistem os números musicais espalhados em seis “andares”. Uma plateia animada ajuda a dar temperatura às apresentações.

No chão, Gugu Liberato é uma figura com pouco destaque, até apática. Um desperdício, na verdade, lembrando dos talentos do apresentador em auditórios. Faz breves anúncios, explica as regras e, eventualmente, entrevista alguns jurados sobre as suas escolhas. No instante mais instrutivo, avisou: “Não é importante avaliar técnica, o importante é o júri se emocionar”.

Somente no momento da apresentação de Naheda Beydoum, única a alcançar aprovação unânime, Gugu se empolgou: “Cem! Cem! Ela conseguiu cem!”, gritou. Já a cantora, modesta, observou: “Minha primeira preocupação era: será que o Gugu vai acertar o meu nome?” Outro candidato mandou um abraço da avó para o apresentador.

Com o seu resultado, Naheda se classificou diretamente para a final. Outros dois candidatos bem votados passaram à semifinal.

Reunir 100 pessoas com conhecimento musical para participar do júri de um show de talentos não deve ser tarefa fácil. E, vê-se, a Record penou. O júri do “Canta Comigo” reúne músicos conhecidos, outros no ostracismo, ex-participantes da “Fazenda” e do “Power Couple”, muita gente desconhecida, cantores de covers e, até, uma figura apresentada como “assessor administrativo e cantor”. Um júri bem eclético, para não dizer doido.

Teve jurado que não entendeu a dinâmica do programa, outro disse não tinha palavras para expressar o seu contentamento com uma apresentação, uma que elogiou o “timbrão” de uma candidata e um que falou em italiano. Bem engraçado, em resumo.

Veja também
Unânime, Naheda levanta todos os 100 jurados em estreia de “Canta Comigo”

Comentários são sempre muito bem-vindos, mas o autor do blog publica apenas os que dizem respeito aos assuntos tratados nos textos.

Siga o blog no Facebook e no Twitter.

]]>
0
Para a trama de Segundo Sol avançar, personagens ignoram pesquisa no Google http://mauriciostycer.blogosfera.uol.com.br/2018/07/18/para-a-trama-de-segundo-sol-avancar-personagens-ignoram-pesquisa-no-google/ http://mauriciostycer.blogosfera.uol.com.br/2018/07/18/para-a-trama-de-segundo-sol-avancar-personagens-ignoram-pesquisa-no-google/#respond Wed, 18 Jul 2018 22:08:22 +0000 http://mauriciostycer.blogosfera.uol.com.br/?p=42449
Demorou três anos para João Emanuel Carneiro descobrir que fotos ou documentos importantes podem ser guardados, para efeito de proteção, em pen drives ou na “nuvem”. O vacilo de Nina (Debora Falabella), em trama essencial de “Avenida Brasil”, em setembro de 2012, foi corrigido por um personagem secundário de “A Regra do Jogo”, em setembro de 2015.

Naquela ocasião, o jornalista Dário (Alcemar Vieira) gravou as provas que obteve contra a facção criminosa em um pen drive e o entregou a Romero Romulo (Alexandre Nero). O único problema é que o seu “amigo” também era da organização e acabou matando-o.

“Foi um escorregão, tive muita vergonha. Fiz um curso e na novela vai ter hacker, nuvem”, disse o autor em entrevista à “Folha” no dia estreia de “A Regra do Jogo”.

Mais três anos se passaram e, agora, os personagens de João Emanuel demonstram ignorar uma ferramenta ainda mais elementar que os pen drives – o Google. Esta semana, em “Segundo Sol”, Beto Falcão (Emílio Dantas) e Karola (Deborah Secco) descobriram, espantados, que a DJ Ariela (Giovanna Antonelli) não quer receber direitos autorais pela música que compôs.

“Quero conhecer essa Ariela”, diz Beto a Valentim (Danilo Mesquita). “Deve ser interessante mesmo essa Ariela”, acrescenta. Enciumada, Karola ironiza: “Interessante essa Ariela? Agora é interessante abrir mão de dinheiro? Isso é hipocrisia!” Beto ri: “É ciumeira agora?” Ao que Karola acrescenta: “Não tenho ciúme, não, que eu sei que essa Ariela não chega aos meus pés”. Beto responde: “A gente tem que saber. Como é, Valentim?” Ao que o jovem diz: “Rapaz, ela é gata!”. E Beto acrescenta: “Eu imaginei”.

Muito bem, como já observei, Beto é um tipo lesado, devagar, e não deve ter tido curiosidade de pesquisar sobre Ariela na internet. Mas e a esperta Karola? Também nunca ocorreu a ela dar uma pesquisada?

DJ famosa, Ariela deve ser uma figura bastante fotografada. Imagens suas devem existir aos montes na internet. É verdade que ela se apresenta com uma espécie de máscara, mas não será difícil para Karola desconfiar que a DJ, na verdade, é a sua inimiga Luzia.

UOL Vê TV: Quem é o personagem mais burro de “Segundo Sol”


Comentários são sempre muito bem-vindos, mas o autor do blog publica apenas os que dizem respeito aos assuntos tratados nos textos.

Siga o blog no Facebook e no Twitter.

]]>
0
Serviços de streaming superam TV paga na Inglaterra pela primeira vez http://mauriciostycer.blogosfera.uol.com.br/2018/07/18/servicos-de-streaming-superam-tv-paga-na-inglaterra-pela-primeira-vez/ http://mauriciostycer.blogosfera.uol.com.br/2018/07/18/servicos-de-streaming-superam-tv-paga-na-inglaterra-pela-primeira-vez/#respond Wed, 18 Jul 2018 13:44:55 +0000 http://mauriciostycer.blogosfera.uol.com.br/?p=42443
Relatório anual do Office of Communications, ou Ofcom, o órgão regulador do mercado de comunicações no Reino Unido, chama a atenção para uma drástica mudança de hábitos no consumo audiovisual dos britânicos. Pela primeira vez na história, o número de assinantes de serviços de streaming (Netflix, Amazon e Sky Now TV), 15,4 milhões, superou o total de assinantes de pacotes de TV por assinatura, que está em 15,1 milhões. Os números, divulgados nesta quarta-feira (18), se referem a 2017.

A pesquisa do órgão indica ainda outros dois sinais preocupantes. Primeiro, o investimento feito pelos canais BBC, ITV, Channel 4 and Channel 5 em novos programas, de 2,5 bilhões de libras (cerca de R$ 12,5 bilhões), foi o mais baixo nos últimos 20 anos. O pico, ocorrido em 2004, foi de 3,4 bilhões (cerca de R$ 17 bilhões).

E, segundo, o tempo médio diário de consumo de televisão nos canais tradicionais, três horas e 22 minutos, caiu nove minutos em relação ao ano anterior – e 38 minutos desde 2012. O tempo total de consumo de TV, incluindo cabo e streaming, está estável em cinco horas e um minuto.

Entre as pessoas de 16 a 34 anos, no entanto, o consumo médio diário de televisão foi de quatro horas e 48 minutos – e menos da metade, duas horas e 11 minutos, nos tradicionais canais de TV.

Um resumo da pesquisa do Ofcom pode ser lido aqui (em inglês).


Comentários são sempre muito bem-vindos, mas o autor do blog publica apenas os que dizem respeito aos assuntos tratados nos textos.

Siga o blog no Facebook e no Twitter.

]]>
0
UOL Vê TV: 10 mudanças em 10 anos: a luta da Globo para salvar o Vídeo Show http://mauriciostycer.blogosfera.uol.com.br/2018/07/18/uol-ve-tv-10-mudancas-em-10-anos-a-luta-da-globo-para-salvar-o-video-show/ http://mauriciostycer.blogosfera.uol.com.br/2018/07/18/uol-ve-tv-10-mudancas-em-10-anos-a-luta-da-globo-para-salvar-o-video-show/#respond Wed, 18 Jul 2018 08:01:25 +0000 http://mauriciostycer.blogosfera.uol.com.br/?p=42428

No ar desde 1983, o “Vídeo Show” promoveu uma nova reformulação esta semana. Sem conseguir cativar a audiência, virou rotina mudar o time de apresentadores e repórteres na esperança que isso possa salvar o programa. Desde 2009, quando o diretor Boninho reassumiu o comando da atração, já foram pelo menos dez mudanças drásticas. Este é o tema do “UOL Vê TV desta semana (vídeo acima).

Veja também
Com três ex-BBBs, “Vídeo Show” se renova e aposta em virar um “Meme Show”
Sem função na TV, “Vídeo Show” poderia virar websérie ou terminar


Comentários são sempre muito bem-vindos, mas o autor do blog publica apenas os que dizem respeito aos assuntos tratados nos textos.

Siga o blog no Facebook e no Twitter.

]]>
0
Tá faltando apresentador? Leifert estreia no comando do 4º programa em 2018 http://mauriciostycer.blogosfera.uol.com.br/2018/07/17/ta-faltando-apresentador-leifert-estreia-no-comando-do-4o-programa-em-2018/ http://mauriciostycer.blogosfera.uol.com.br/2018/07/17/ta-faltando-apresentador-leifert-estreia-no-comando-do-4o-programa-em-2018/#respond Wed, 18 Jul 2018 02:31:08 +0000 http://mauriciostycer.blogosfera.uol.com.br/?p=42430
A Globo anunciou algumas novidades para a sétima temporada do “The Voice Brasil”, que estreou nesta terça-feira (17), mas o que chamou mais a atenção foi ver, novamente, Tiago Leifert no comando de um programa. É o quarto que ele apresenta em 2018 – e ainda estamos em meados de julho.

Sem medo de cansar a imagem do seu “menino de ouro”, a Globo conta com Leifert de forma intensa desde 22 de janeiro, quando estreou o “BBB18”. Pela segunda vez à frente do reality, ele se esbaldou este ano, numa edição bem mais leve e divertida que a anterior.

Leifert ainda estava nos entretendo com as peripécias de Gleici, Kaysar e Ana Clara quando estreou, em 3 de março, a terceira temporada de “Zero1”, que apresenta aos sábados, de madrugada. O “BBB” foi até 19 de abril e o programa sobre cultura nerd se estendeu até 26 de maio.

Praticamente sem descanso, em 14 de junho Leifert reapareceu à frente do “Central da Copa”. Foram 23 programas, até 11 de julho, na companhia de Caio Ribeiro, Barbara Coelho e o ex-goleiro Júlio César. A baixa audiência e o fracasso da seleção brasileira levaram a Globo a interromper a atração alguns dias antes do final da Copa – o que deve ter sido motivo de festa para o apresentador.

Para complicar, o “The Voice” em 2018 será exibido duas vezes por semana, às terças e quintas, e tem previsão de 22 episódios, em vez dos 14 da edição passada. Deve ir até o final de setembro. Ou seja, Leifert vai trabalhar ainda mais. E em 4 de agosto, o apresentador retoma a terceira temporada do “Zero1”, com previsão de encerramento em novembro.

Como brincou a Lorena, no Twitter, “você abre a geladeira e tá lá o Leifert”. Deve estar faltando apresentador na Globo, só pode ser. Aliás, deve ser um recorde mundial uma mesma pessoa apresentar quatro programas diferentes de TV num único ano. No mínimo, o garoto merece o prêmio de “operário padrão”.


Comentários são sempre muito bem-vindos, mas o autor do blog publica apenas os que dizem respeito aos assuntos tratados nos textos.

Siga o blog no Facebook e no Twitter.

]]>
0
Autor explica “final aberto” de Onde Nascem os Fortes: “uma provocação” http://mauriciostycer.blogosfera.uol.com.br/2018/07/17/autor-rebate-as-criticas-e-defende-final-aberto-de-onde-nascem-os-fortes/ http://mauriciostycer.blogosfera.uol.com.br/2018/07/17/autor-rebate-as-criticas-e-defende-final-aberto-de-onde-nascem-os-fortes/#respond Tue, 17 Jul 2018 14:38:14 +0000 http://mauriciostycer.blogosfera.uol.com.br/?p=42416

O que aconteceu com Valquíria (Carla Salle)? E com Joana (Maeve Jinkings)? E Rosinete (Débora Bloch)? Qual foi o destino do delegado Plínio (Enrique Diaz) e do juiz Ramiro (Fábio Assunção)? E de Ramirinho (Jesuíta Barbosa), que foi obrigado a apertar do gatilho do revólver que matou Nonato (Marco Pigossi)? E Pedro (Alexandre Nero), não terá que responder pelo crime que cometeu (a morte de Mudinho)?

Essas e outras perguntas ficaram no ar, sem resposta objetiva, no episódio final de “Onde Nascem os Fortes”. A supersérie de George Moura e Sérgio Goldenberg, dirigida por José Luiz Villamarin, terminou nesta segunda-feira (16) de forma emocionante, mas sem satisfazer a curiosidade de muitos espectadores.

Ainda no Twitter, assim que o episódio final foi exibido, vários “detetives” notaram furos na conclusão da supersérie. Também recebi mensagens por email de outros espectadores.

O blog procurou um dos autores para falar a respeito. “Nossa ideia foi essa mesma. Um final que o espectador pode também construir”, diz George Moura. “A ideia de um final em aberto me agrada como provocação”.

Moura cita uma frase que ele diz ter ouvido do cineasta israelense Amos Gitai: “Os bons filmes não são aqueles que começam quando a luz do cinema apaga. Mas aqueles que começam quando a luz acende e você vai para casa com ele dentro de você.”

Ainda assim, Moura acredita que algumas cenas exibidas nos últimos capítulos dão conta de explicar o destino de todos os personagens, incluindo as últimas cenas de Valquíria, Joana e Rosinete, nas quais são deixadas pistas. A fala final de Simplício (Lee Taylor), ao ser assassinado por Ramiro, explica o destino do juiz e do delegado: “Eu vou morrer, mas você vai ficar vivo e atormentado”.

Moura chama a atenção, no episódio final, para o gesto de Ramirinho, que leva o pai para o hospital. “É uma história de amor, ódio e perdão também”, diz. “Uma alternativa ao clima de intolerância e intransigência”.

Por fim, o autor esclarece que o “final aberto” de “Onde Nascem os Fortes” não significa que haverá uma continuação. “Não é o truque do cinema americano, prevendo a parte 2. É uma coisa mais profunda.”

Veja também
Em meio a veteranos, Alice Wegmann se destaca
“Onde Nascem os Fortes” é um oásis no deserto atual de novelas na televisão
Mais curta e melhor (coluna na Folha)
“Onde Nascem os Fortes” ensinou a olhar de outro jeito para a ficção na TV


Comentários são sempre muito bem-vindos, mas o autor do blog publica apenas os que dizem respeito aos assuntos tratados nos textos.

Siga o blog no Facebook e no Twitter.

]]>
0
Com três ex-BBBs, “Vídeo Show” se renova e aposta em virar um “Meme Show” http://mauriciostycer.blogosfera.uol.com.br/2018/07/16/com-tres-ex-bbbs-video-show-se-renova-e-aposta-em-virar-um-meme-show/ http://mauriciostycer.blogosfera.uol.com.br/2018/07/16/com-tres-ex-bbbs-video-show-se-renova-e-aposta-em-virar-um-meme-show/#respond Mon, 16 Jul 2018 18:08:00 +0000 http://mauriciostycer.blogosfera.uol.com.br/?p=42407
Em sua enésima renovação, o “Vídeo Show” estreou nesta segunda-feira (16) um trio de apresentadoras e dois novos integrantes. Ao lado da atriz Sophia Abrahão, agora brilham Fernanda Keulla (campeã do BBB13) e Vivian Amorim (vice-campeã do BBB17), além de Ana Clara (3º lugar no BBB18) e Felipe Titto.

“Eu tô até de caganeira”, disse Fernanda em sua primeira participação, dando a dica que um dos objetivos da nova equipe é gerar memes para as redes sociais. Animadíssima, a nova apresentadora chegou a ser cortada ao vivo ao tentar dizer algo depois que Sophia chamou uma matéria.

Diante de um laptop, em posição lateral no estúdio, Ana Clara teve a função de reproduzir os comentários elogiosos feitos nas redes sociais, além de mostrar os memes nascidos durante a exibição. Um desperdício para quem esperava ver a animada ex-BBB em ação.

O novo trio compensou o nervosismo da estreia falando muito e ao mesmo tempo. Em alguns momentos não deu para entender o que diziam. Ponto positivo: por alguns instantes, Sophia Abrahão se viu obrigada a improvisar um pouco e fugir do teleprompter.

Excluídos estes poucos momentos de descontração, o trio leu obedientemente, em tom de jogral, o texto preparado. As três apresentadoras foram colocadas sentadas em um ambiente mais informal que a bancada, com Sophia, quase sempre, em primeiro plano.

Em uma opção difícil de entender, Felipe Titto estreou com uma reportagem sobre o “Central da Copa”, programa que não existe mais (o derradeiro episódio foi ao ar na última quarta-feira, 11).

Para falar do “Show dos Famosos”, cuja competição foi encerrada há uma semana, Helga Nemeczyk entrou ao vivo trazendo pizza para as apresentadoras. Foi uma alusão ao especial, com os melhores momentos da disputa, exibido neste domingo (15) por Faustão.

O melhor momento da estreia foi a exibição do quadro “Falha nossa”, um dos mais tradicionais do “Vídeo Show”, exibindo erros engraçados na novela “Deus Salve o Rei”.

O “Vídeo Show” vem passando por sucessivas mudanças nos últimos cinco anos. No esforço de renovar um formato cansado e superado, a Globo tem feito apostas bem radicais, mudando apresentadores e repórteres quase todo ano.

Contrariando a ideia de que televisão é hábito, a emissora justifica este ritmo de alterações como uma marca do programa. “Se renovar e se reinventar está no DNA do Vídeo Show”, disse a diretora geral da atração, Kizzy Magalhães, em março de 2016, ao anunciar a estreia de Maíra Charken.

Com a difícil missão de substituir Mônica Iozzi, Maíra ficou apenas alguns meses no programa. Kizzy deixou a atração em 2017 e foi substituída por Aída Silva, que disse sobre a nova fase, lançada nesta segunda-feira: “Se renovar e se reinventar está em seu DNA desde que nasceu”.

Veja também
Sem função na TV, “Vídeo Show” poderia virar websérie ou terminar


Comentários são sempre muito bem-vindos, mas o autor do blog publica apenas os que dizem respeito aos assuntos tratados nos textos.

Siga o blog no Facebook e no Twitter.

]]>
0
“Só Toca Top” busca falar com novo público e atrair negócios da internet http://mauriciostycer.blogosfera.uol.com.br/2018/07/14/so-toca-top-busca-falar-com-novo-publico-e-atrair-negocios-da-internet/ http://mauriciostycer.blogosfera.uol.com.br/2018/07/14/so-toca-top-busca-falar-com-novo-publico-e-atrair-negocios-da-internet/#respond Sat, 14 Jul 2018 19:21:21 +0000 http://mauriciostycer.blogosfera.uol.com.br/?p=42399
Não foi apenas uma mudança de nome. Ao rebatizar uma de suas marcas mais tradicionais, o “Globo de Ouro”, como “Só Toca Top”, a Globo buscou se aproximar de um novo público e de novos negócios.

Embora anunciado como uma parada de sucessos do rádio, da TV e da internet, o foco principal do programa que estreou neste sábado (14) foi a música popular consumida por streaming. E, não por acaso, um dos três patrocinadores da atração é um serviço de música por streaming.

Luan Santana e Fernanda Souza comandam o “Só Toca Pop” de olho justamente neste público que já não precisa da televisão para ouvir música, mas eventualmente ficará diante do aparelho para ouvir os seus ídolos.

Digo “ouvir” e não “ver” porque a tela da TV está tão poluída com informações (nome do programa, do cantor, posição da música e legenda com a letra, além da marca da emissora) que é difícil ver algo com nitidez.

“Aqui quem faz o programa é você”, disse Luan, sonhando que alguém acredite nisso. Na estreia, foram três sucessos do rádio e seis da internet. Música sertaneja, samba e funk, basicamente. Na plateia, gente que sabia cantar junto com os artistas todas as músicas, até mesmo a canção que “Só Toca Top” chamou “aposta da semana”, do grupo Melim.

Enfim, assim como era o “Globo de Ouro”, “Só Toca Top” chega para fazer a festa da indústria musical. Não espere por surpresas ou novidades.


Comentários são sempre muito bem-vindos, mas o autor do blog publica apenas os que dizem respeito aos assuntos tratados nos textos.

Siga o blog no Facebook e no Twitter.

]]>
0