Blog do Mauricio Stycer http://mauriciostycer.blogosfera.uol.com.br Espaço para reflexões e troca de informações sobre os assuntos que interessam a este blogueiro, da alta à baixa cultura, do esporte à vida nas grandes cidades, sempre que possível com humor. Wed, 26 Sep 2018 13:39:59 +0000 pt-BR hourly 1 https://wordpress.org/?v=4.7.2 STF vai decidir sobre autorização para trabalho artístico infantil na TV http://mauriciostycer.blogosfera.uol.com.br/2018/09/26/stf-vai-decidir-sobre-autorizacao-para-trabalho-artistico-infantil-na-tv/ http://mauriciostycer.blogosfera.uol.com.br/2018/09/26/stf-vai-decidir-sobre-autorizacao-para-trabalho-artistico-infantil-na-tv/#respond Wed, 26 Sep 2018 09:01:32 +0000 http://mauriciostycer.blogosfera.uol.com.br/?p=43201

Matheus Ueta, então com 11 anos, e Ana Julia, 8, em 2015, quando foram impedidos pela Justiça do Trabalho de apresentar o “Bom Dia & Cia” no SBT


O STF (Supremo Tribunal Federal) deve decidir nesta quarta-feira (26) uma questão de muita importância para as emissoras de TV: a quem cabe autorizar o trabalho artístico de crianças? À Justiça da Infância e Juventude ou à Justiça do Trabalho?

A questão, no fundo, diz respeito às obrigações de proteção às crianças estabelecidas pela Justiça para as empresas que contratam este tipo específico de atividade profissional. A Justiça do Trabalho seria mais rígida que a da Infância e Juventude.

A Abert (Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão) tenta, desde 2015, convencer os juízes do STF que a competência, historicamente, é da Justiça da Infância e da Juventude. Em uma ADI (Ação Direta de Inconstitucionalidade) apresentada em maio daquele ano, a entidade busca no STF o reconhecimento de que decisões sobre o trabalho artístico infantil aplicadas pela Justiça do Trabalho com o apoio do Ministério Público do Trabalho são inconstitucionais.

Em julho de 2015, por exemplo, o juiz Flavio Bretas Soares, do Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região, impediu a participação de dois atores-mirins, de 10 e 13 anos, no espetáculo “Memórias de um Gigolô”, dirigido por Miguel Falabella. Na mesma época, o juiz também impediu que Matheus Ueta e Ana Julia apresentassem o programa “Bom Dia & Cia”, do SBT.

O relator da ADI é o ministro Marco Aurélio Mello. Em agosto de 2015, ele votou a favor da Abert, defendendo que cabe à Justiça da Infância e da Juventude, e não à do Trabalho, autorizar o trabalho artístico infantil. O ministro Edson Facchin acompanhou o voto, mas a ministra Rosa Weber pediu vistas. Só agora, mais de três anos depois, nesta quarta-feira, o assunto volta à pauta do Supremo.

“Historicamente, esta questão sempre foi da competência da Justiça da Infância e Juventude”, diz Gustavo Binenbojm, advogado da Abert. A entidade considera que o trabalho artístico infantil não configura trabalho, mas sim uma manifestação lúdica de expressão.

A Justiça da Infância e Juventude, ao autorizar a participação de crianças em programas de TV ou espetáculos artísticos, já estabelece uma série de medidas protetivas, incluindo o tempo de permanência no ambiente de trabalho e a obrigação de não atrapalhar compromissos escolares.

“O Ministério Público do Trabalho tem uma questão com esse fenômeno de participação de crianças em espetáculos artísticos”, critica Binenbojm. “Nós entendemos que a Justiça da Infância e da Juventude cumpre bem o papel protetivo”.

O MPT, por sua vez, considera a atividade artística infantil como uma forma de trabalho como outra qualquer. Logo, algo que, segundo Constituição, seria uma competência da Justiça do Trabalho. “É a Justiça vocacionada para isso”, diz Patricia Sanfelici, coordenadora nacional de Combate à Exploração do Trabalho da Criança e do Adolescente (Coordinfância) do MPT.

E o MPT considera que há necessidade de mais proteção: “É essencial que tais casos sejam julgados na Justiça do Trabalho, uma vez que o Direito do Trabalho é regido por princípios específicos, diretamente relacionados às relações de trabalho. No caso das crianças, esses princípios – além de outros que digam respeito às condições específica da infância – devem ser observados com ainda mais rigidez, considerando o princípio da proteção integral.”

Veja também
Justiça veta crianças e Silvia Abravanel apresenta o “Bom Dia & Cia”

Comentários são sempre muito bem-vindos, mas o autor do blog publica apenas os que dizem respeito aos assuntos tratados nos textos.

Siga o blog no Facebook e no Twitter.

]]>
0
Por que a Record demorou uma década até achar o apresentador da Fazenda http://mauriciostycer.blogosfera.uol.com.br/2018/09/26/por-que-a-record-demorou-uma-decada-ate-achar-o-apresentador-da-fazenda/ http://mauriciostycer.blogosfera.uol.com.br/2018/09/26/por-que-a-record-demorou-uma-decada-ate-achar-o-apresentador-da-fazenda/#respond Wed, 26 Sep 2018 08:01:31 +0000 http://mauriciostycer.blogosfera.uol.com.br/?p=43207

Ainda é cedo e arriscado para dizer que “A Fazenda” finalmente encontrou, depois de dez anos, um apresentador. Mas esta primeira semana de Marcos Mion à frente do reality sugere que a Record realmente desperdiçou uma década. Este é o tema do meu comentário da semana no “UOL Vê TV” (vídeo acima).

Veja também
Cinco sinais de que Nadja foi a grande contratação da “Fazenda 10”
Como Caíque Aguiar apareceu ao mesmo tempo na Record e no SBT
Novo apresentador, Mion parece comandar “A Fazenda” desde que nasceu

Comentários são sempre muito bem-vindos, mas o autor do blog publica apenas os que dizem respeito aos assuntos tratados nos textos.

Siga o blog no Facebook e no Twitter.

]]>
0
Fala racista de Rochelle justifica ausência de negros em “Segundo Sol” http://mauriciostycer.blogosfera.uol.com.br/2018/09/25/segundo-sol-nao-tem-preto-em-lugar-de-rico-nem-aqui-em-salvador/ http://mauriciostycer.blogosfera.uol.com.br/2018/09/25/segundo-sol-nao-tem-preto-em-lugar-de-rico-nem-aqui-em-salvador/#respond Tue, 25 Sep 2018 08:01:03 +0000 http://mauriciostycer.blogosfera.uol.com.br/?p=43192
“Segundo Sol” estreou em maio sob protestos por encenar uma história ambientada em Salvador, uma cidade com população em sua maioria negra ou parda, tendo um elenco majoritariamente branco. Na ocasião, a Globo reconheceu uma “representatividade menor do que gostaríamos”, mas defendeu as escolhas do autor da novela, João Emanuel Carneiro, dizendo que “não pauta as escalações de suas obras por cor de pele, mas pela adequação ao perfil do personagem, talento e disponibilidade do elenco”.

Quatro meses e uma centena de capítulos depois, a discussão sobre diversidade racial foi tratada pelo próprio autor em uma cena pesada. Em meio a uma refeição na mansão da família Athayde, Rochele (Giovanna Lancelotti) expôs um misto de racismo com pragmatismo ao discutir com Roberval (Fabrício Boliveira). Manoela (Luisa Arraes), Edgar (Caco Ciocler) e Karen (Maria Luisa Mendonça) também participaram. Em meio à briga, a fala principal da jovem faz referência à própria novela: “Não tem preto em lugar de rico nem aqui em Salvador”, diz ela. Veja abaixo:


Rochelle: Então, a gente finge que acredita que um homem como você chegou onde chegou sem nenhuma maracutaia.
Roberval: O que você tá querendo dizer com um homem como eu?
Manoela: Tá sendo racista, não é, Rochelle?
Roberval: Seja clara! Porque eu sou negro? Filho da empregada?
Rochelle: É, ué! Óbvio! Ah, Roberval, para, né? Vai ficar com hipocrisia agora, aqui? Vamos falar de realidade? Falar de verdade? Eu nasci em Salvador, que é o berço da negritude no Brasil, certo? Você sabe quantas crianças pretas tinham na minha escola? Nenhuma. Sabe por quê? Porque era uma escola de rico. E não tem preto em lugar de rico nem aqui em Salvador.
Karen: Chega, Rochelle.
Roberval: Chega, Rochelle. Eu estou cansado deste seu privilégio, deste seu mimimi. Saia da mesa agora!
Rochelle: Tá cansado? Problema é seu! Tô dentro da minha casa. A boca é minha e eu falo o que eu quiser.
Roberval: Pois eu vou te mostrar o poder que um negro pode ter. Levante dessa mesa e saia da minha casa agora.
Edgar: Você não precisa expulsar Rochelle de casa pra lhe dar uma lição.
Roberval: Você alguma vez já deu educação para a sua filha, Edgar? Não. Rochelle, vai embora dessa casa, agora.
Rochelle: Vocês são um bando de covardes, é isso que vocês são. Meu pai e minha mãe não abriram a boca enquanto esse preto me expulsava da casa onde nasci. Esse preto não vai me expulsar da casa onde nasci!
Karen: Eu tenho vergonha de você.

Veja também
Com ação contra a Globo, MP busca enfrentar o “racismo estrutural” no país
Elenco questiona falta de negros em “Segundo Sol” e Globo promete “evoluir”

Comentários são sempre muito bem-vindos, mas o autor do blog publica apenas os que dizem respeito aos assuntos tratados nos textos.

Siga o blog no Facebook e no Twitter.

]]>
0
Cinco meses depois de perder a final, Kaysar continua participando do “BBB” http://mauriciostycer.blogosfera.uol.com.br/2018/09/24/cinco-meses-depois-de-perder-a-final-kaysar-continua-participando-do-bbb/ http://mauriciostycer.blogosfera.uol.com.br/2018/09/24/cinco-meses-depois-de-perder-a-final-kaysar-continua-participando-do-bbb/#respond Mon, 24 Sep 2018 14:05:13 +0000 http://mauriciostycer.blogosfera.uol.com.br/?p=43180
Muita gente torce o nariz para reality show, em particular para o “Big Brother Brasil”, mas o impacto deste tipo de programa no imaginário dos espectadores é impressionante e merece ser estudado com mais atenção.

O sírio Kaysar Dadour, vice-campeão do “BBB18”, encerrado em abril, é um belo exemplo. Ao longo dos três meses de confinamento, o público foi apresentado a alguns fios de sua história e se comoveu. E segue acompanhando a sua história cinco meses depois da final, na qual foi derrotado. É como se o reality ainda não tivesse terminado para o participante.

Ciente desde o início do potencial dramatúrgico que o drama de Kaysar teria ao ser exposto em um reality show, a Globo o apresentou assim ao público:

“Kaysar, de 28 anos, é protagonista de uma daquelas histórias difíceis de acompanhar: em 2011, viu a Guerra da Síria com seus próprios olhos e precisou dar adeus à sua família, sua casa em Alepo e tudo o que sabia do mundo até então. Seguindo seu caminho, tentou fazer uma vida na Ucrânia – ‘uma época bem pesada, mas em que aprendi coisas importantes. Depois de lá, vi como transformar as coisas ruins em positivas’ -, mas a Guerra pareceu seguir seus passos e cruzar de novo seu rumo. Mais uma vez, chegou a hora de dar adeus: ‘Fugir não é fácil’. Com o mundo em suas mãos, abriu o mapa e mudou. De continente, de hemisfério e, sem saber até então, de vida: ‘Não sei de onde tirei essa ideia, o destino me colocou no melhor lugar do mundo. O que o Brasil fez comigo mudou minha vida inteira’. Aqui, ele fez seu lar: um pedaço da Síria no meio de Curitiba.”

Dois detalhes importantes foram sublinhados pela Globo ao retratar o candidato. Primeiro, a sua sensibilidade: “Eu olho nos olhos do passarinho e converso com ele. As pessoas me acham louco quando falo isso, mas quem não é louco? Sem passarinho, a minha vida é difícil. Ele está sempre solto, livre, no céu. E eu sou assim também, um espírito livre. Eu fico olhando para o espelho, me vejo lá, e vejo um pássaro”.

Segundo, o seu objetivo: “O reencontro com a família, inclusive, é o objetivo principal para o prêmio de 1,5 milhão do BBB18. ‘Eles estão lá, debaixo das bombas, debaixo da guerra. Eu evito falar sobre esse assunto. Perdi muitos amigos, perdi uma namorada, meu tio, minha avó… Perdi muita coisa. Eu saí em 2011 e disse que ia voltar, mas não consegui. Dei a minha palavra e não cumpri. Mas não fui eu que não quis, foi o destino’, explica quando começa a se sentir um pouco mais confortável em dividir o passado.”

Com uma história destas, Kaysar já entrou no “BBB18” como favorito ao título – e é bem possível que tivesse sido o campeão não fosse por um deslize: a certa altura, atendeu a um pedido da “vilã” do programa, Patrícia, e votou contra Gleici, vista pelos muitos fãs como “a fada”.

Ainda assim, protegido pela edição e confortado pelo apresentador Tiago Leifert, Kaysar conseguiu chegar à final e ficar com o segundo prêmio (ganhou R$ 150 mil, além de dois carros 0 KM faturados durante o confinamento). E saiu do Projac, em 19 de abril, com a promessa de que a Globo iria pedir para a ONU ajudá-lo no sonho de trazer os pais da Síria.

Não se sabe o destino desta promessa. Mas Kaysar não ficou de braços cruzados. Ao se tornar ex-BBB, ele começou a fazer alguns trabalhos típicos – a chamada “presença vip” em eventos variados, no qual faturou uns bons trocados.

Fãs do sírio também promoveram uma vaquinha virtual com o objetivo de compensar a derrota no “BBB” organizando uma “vaquinha virtual”. O objetivo de arrecadar R$ 500 mil não foi alcançado (conseguiram cerca de R$ 50 mil), mas o carinho pelo ex-participante ficou registrado.

Neste final de semana, acompanhado por uma equipe do “Fantástico”, Kaysar foi ao aeroporto de Curitiba receber os pais e a irmã. Eles vieram da Síria para se encontrar com o filho. Por meio das redes sociais e do programa da Globo, os fãs acompanharam alguns instantes da saga – o apartamento novo, decorado para receber a família, a chegada no aeroporto, depois em casa.

Ainda há muitos detalhes desta história a explicar e compartilhar. Com certeza, a participação de Kaysar no “BBB” vai prosseguir pelos próximos meses. Pelo menos até janeiro de 2019, quando começa uma nova temporada do reality da Globo

Veja também
Ex-BBB Kaysar comemora reunião de sua família no Brasil e se declara
“Job” de Kaysar com Miss Bumbum revive guerra de torcidas do “BBB18”
Campanha para trazer família de Kaysar arrecada apenas 11% do total
Kaysar não é um “Forrest Gump” como o seu fã-clube quer acreditar

Comentários são sempre muito bem-vindos, mas o autor do blog publica apenas os que dizem respeito aos assuntos tratados nos textos.

Siga o blog no Facebook e no Twitter.

]]>
0
Cinco sinais de que Nadja foi a grande contratação da “Fazenda 10” http://mauriciostycer.blogosfera.uol.com.br/2018/09/23/cinco-sinais-de-que-nadja-foi-a-grande-contratacao-da-fazenda-10/ http://mauriciostycer.blogosfera.uol.com.br/2018/09/23/cinco-sinais-de-que-nadja-foi-a-grande-contratacao-da-fazenda-10/#respond Sun, 23 Sep 2018 15:51:00 +0000 http://mauriciostycer.blogosfera.uol.com.br/?p=43172
Ainda é cedo para prognósticos muito definitivos sobre as chances de sucesso dos participantes da “Fazenda 10”. Mas já dá para dizer que a Record acertou na escolha do elenco. É muita gente sem noção junta – e não pode haver algo melhor para um reality de confinamento.

De todas as escolhas, neste início, chamo a atenção para Nadja Pessoa. Ela se tornou conhecida do espectador da Record no primeiro semestre, ao participar da terceira temporada do “Power Couple”. No reality disputado por casais, o famoso da dupla era o seu marido, o cantor D´Black, mas foi ela que brilhou, causando intrigas, provocando confusões e dando broncas homéricas no seu par.

Na sequência do “Power Couple”, a Record convocou D´Black para ser um dos cem jurados do “Canta Comigo”, ou seja, um prêmio de consolação. Já Nadja entrou no principal reality da emissora – e não perdeu tempo. Já deu vários sinais de que não está a passeio no programa. Cinco provas:

1. Não está nem aí para os colegas
“Eu estou me esforçando, mas não estou muito preocupada em agradar”, disse a Ana Paula Renautlt, uma das poucas amizades que fez no confinamento. “Eu estou me segurando, juro por Deus. Eu estou respirando… Mas eu sei que tem gente que desde o começo não me curte. Não sei se me estudaram ou viram alguma coisa”, acrescentou a sábia Nadja.

2. É impaciente e esbanja sinceridade
A participante se irritou ao saber que os demais confinados estavam especulando que ela estaria irritada com o grupo. Em conversa com Rafael Ilha, desabafou sobre a necessidade constante dos colegas de socializar. “Não sou obrigada a falar com um bando de desconhecido, ninguém fica todo feliz o tempo todo”. Gostei tanto da frase que a repito: “Não sou obrigada a falar com um bando de desconhecido”.

3. É sábia e impiedosa com os rivais
Em uma conversa com Ana Paula, Nadja recordou sua participação no “Power Couple” como um suplício: “As pessoas ficavam tentando agradar, um bando de puxa-sacos, era insuportável, difícil conviver”, disse. E aproveitou para reclamar do marido: “Eu sabia que todo mundo estava sendo falso, mas ele não acreditava e a gente vivia brigando”.


4. Para ela, o “Power Couple” ainda não acabou
Mesmo distante de D´Black, Nadja mantém o marido sob pressão. “Ele aprontava muito, e era muita menina atrás dele o tempo todo. Cachorrão. Tô de olho aqui”, contou, rindo, para Perlla e Luane Dias. “Ele era o crush das meninas, né, meu também”, respondeu Luane. Nadja está na “Fazenda”, mas segue participando do “Power Couple”.

5. Provoca ódio entre espectadores
Mal começou “A Fazenda”, Sonia Abrão decretou em seu programa: “Odiei, odiei ver a Nadja lá, e fazendo o tipo bobinha e boazinha. Prepare-se porque a falsidade vai operar. E o tonto do D´Black dizendo que não vai ter ciúmes…” A rejeição por parte da apresentadora do “A Tarde É Sua” é um bom sinal – mostra que Nadja realmente é uma presença marcante.

Veja também
Conheça os participantes de “A Fazenda 10”
Novo apresentador, Mion parece comandar “A Fazenda” desde que nasceu

Comentários são sempre muito bem-vindos, mas o autor do blog publica apenas os que dizem respeito aos assuntos tratados nos textos.

Siga o blog no Facebook e no Twitter.

]]>
0
Após 112 capítulos, Beto tem um lampejo de esperteza em “Segundo Sol” http://mauriciostycer.blogosfera.uol.com.br/2018/09/22/apos-112-capitulos-beto-tem-um-lampejo-de-esperteza-em-segundo-sol/ http://mauriciostycer.blogosfera.uol.com.br/2018/09/22/apos-112-capitulos-beto-tem-um-lampejo-de-esperteza-em-segundo-sol/#respond Sat, 22 Sep 2018 03:42:14 +0000 http://mauriciostycer.blogosfera.uol.com.br/?p=43169
O capítulo desta sexta-feira (21), o 113º, trouxe uma boa notícia para quem já havia perdido as esperanças que Beto Falcão (Emílio Dantas) saísse do estado de letargia em que se encontra desde o início de “Segundo Sol”. O protagonista da novela teve um minuto de sabedoria e enganou Karola (Deborah Secco). Incrível.

Beto Falcão é uma alma sensível e de bom coração. Desde o início da trama, procura fazer o bem e ajudar as pessoas que ama. Mas tem sido inapelavelmente enganado e mostra-se incapaz de perceber o mal ao seu redor.

Casou-se, sem saber, com uma ex-prostituta associada à maior bandida de Salvador. Foi roubado por décadas. Foi traído pelo próprio irmão, sem jamais suspeitar. Mais interessante, passou a novela inteira, até agora, tranquilão, equilibrado, na paz.

Só recentemente começou a suspeitar que, talvez, Karola, Laureta (Adriana Esteves) e o saudoso Remy (Vladimir Brichta) tenham conspirado para ferrar com ele. Assim como Luzia (Giovanna Antonelli), seu grande amor, Beto Falcão acordou.

Nesta sexta-feira, nosso herói deixou o clima de paz e amor de lado e interrogou Laureta duramente sobre a história do filho que teve com Luzia. Não conseguiu nada, mas contou com a ajuda de Galdino (Narcival Rubens), que lhe revelou secretamente parte da história.

E, depois de 112 capítulos, o protagonista “jogou verde” com Karola, levando a ex-mulher a acreditar que foi traída por Laureta. Incrível. Ainda falta muito para Beto entender o tamanho da encrenca em que se meteu, mas só o fato de ter conseguido contar uma mentirinha para a ex-mulher já deixou o espectador um pouco mais animado.

Ainda é possível ter esperanças que os protagonistas da novela deixem de ser tão burros.

Quem é o personagem mais burro de “Segundo Sol”?

Veja também
Segundo Sol: Se a burrice de Luzia já irrita às 21h30, imagina às 23h
Cinco provas de que a burrice de Luzia em “Segundo Sol” não tem limites

Comentários são sempre muito bem-vindos, mas o autor do blog publica apenas os que dizem respeito aos assuntos tratados nos textos.

Siga o blog no Facebook e no Twitter.

]]>
0
Como Caíque Aguiar conseguiu aparecer ao mesmo tempo na Record e no SBT http://mauriciostycer.blogosfera.uol.com.br/2018/09/21/como-caique-aguiar-conseguiu-aparecer-ao-mesmo-tempo-na-record-e-no-sbt/ http://mauriciostycer.blogosfera.uol.com.br/2018/09/21/como-caique-aguiar-conseguiu-aparecer-ao-mesmo-tempo-na-record-e-no-sbt/#respond Fri, 21 Sep 2018 14:37:21 +0000 http://mauriciostycer.blogosfera.uol.com.br/?p=43151 Praticamente desconhecido há um ano, o modelo Caíque Aguiar agora é uma celebridade. Nesta quinta-feira (20), conseguiu o feito de aparecer praticamente ao mesmo tempo no horário nobre da Record e do SBT. Confinado na “Fazenda”, ele foi visto também em “A Praça É Nossa”, onde atua em pequenos papéis.

Enquanto era visto ao vivo, numa interação com Marcos Mion, Caíque apareceu como figurante em um quadro da “Praça”, fingindo conversar, e no esquete de Dapena (Zé Américo) interpretando um marido reclamando da pensão para a ex-mulher.

A participação no humorístico comandado por Carlos Alberto de Nóbrega já estava gravada havia uma semana e foi a última que fez antes de partir para o reality da Record. “Foi uma surpresa”, conta Nóbrega ao blog. “Ele deixou uma carta muito carinhosa para a gente”.

O comandante da “Praça”, claro, vai torcer pelo ator que, já há alguns anos, faz pequenos papéis no programa. “É um bom garoto, gente fina”, elogia. Mas Carlos Alberto teme pelo que pode acontecer com Caíque na “Fazenda: “É um pouco inocente para estar ali, no meio daquelas feras. Tenho medo que engulam ele”.

Segundo o colunista Flavio Ricco, Caíque ganha cachê de R$ 300 por semana no SBT.

No duelo pela audiência, a disputa entre “A Praça” e “A Fazenda” foi bem apertada nesta quinta-feira. No período em que ficaram no ar ao mesmo tempo, o humorístico do SBT, que normalmente tem vida fácil no horário, foi vice-líder com 10,6 pontos, contra 9,8 do reality da Record.

Caíque Aguiar se tornou mais conhecido, digamos assim, em novembro de 2017, quando acompanhou o pai ao salão do cabeleireiro Jassa em uma missão delicada. Recém-demitido do SBT, Carlinhos Aguiar abordou Silvio Santos para tentar entender melhor as razões do seu afastamento.

Silvio reagiu mal à abordagem de Carlinhos, mas o filho acabou ganhando muita notoriedade por causa do episódio. Até mesmo no “Superpop”, na RedeTV!, Caíque esteve, em companhia do pai, para falar do ocorrido – na ocasião, Luciana Gimenez elogiou o rapaz.


Comentários são sempre muito bem-vindos, mas o autor do blog publica apenas os que dizem respeito aos assuntos tratados nos textos.

Siga o blog no Facebook e no Twitter.

]]>
0
Falta renovação? 10 apresentadores que estão há mais de 25 anos na TV http://mauriciostycer.blogosfera.uol.com.br/2018/09/19/falta-renovacao-10-apresentadores-que-estao-ha-mais-de-25-anos-na-tv/ http://mauriciostycer.blogosfera.uol.com.br/2018/09/19/falta-renovacao-10-apresentadores-que-estao-ha-mais-de-25-anos-na-tv/#respond Wed, 19 Sep 2018 08:01:14 +0000 http://mauriciostycer.blogosfera.uol.com.br/?p=43138

O fim do programa “Estrelas”, em abril, causou comoção. Depois de 31 anos, Angélica se viu sem um programa para chamar de seu. A sua parada forçada e enorme repercussão que teve fazem pensar sobre a falta de renovação de apresentadores. Hoje, há pelo menos 10 apresentadores há mais de 25 anos no ar. Este é o tema do UOL Vê TV desta semana (vídeo acima).


Comentários são sempre muito bem-vindos, mas o autor do blog publica apenas os que dizem respeito aos assuntos tratados nos textos.

Siga o blog no Facebook e no Twitter.

]]>
0
Novo apresentador, Mion parece comandar “A Fazenda” desde que nasceu http://mauriciostycer.blogosfera.uol.com.br/2018/09/19/novo-apresentador-mion-parece-comandar-a-fazenda-desde-que-nasceu/ http://mauriciostycer.blogosfera.uol.com.br/2018/09/19/novo-apresentador-mion-parece-comandar-a-fazenda-desde-que-nasceu/#respond Wed, 19 Sep 2018 03:19:15 +0000 http://mauriciostycer.blogosfera.uol.com.br/?p=43141
Há um ano, na estreia da “Fazenda 9”, chamei o apresentador Roberto Justus de “robozinho” e observei que continuava, tal como na edição anterior, “sem jogo cintura, com pouca expressão corporal e nenhuma graça”. O publicitário havia substituído o jornalista Britto Jr., que comandou o melhor reality show da Record por sete temporadas sofrendo com as ordens gritadas pelo diretor, Rodrigo Carelli, pelo ponto eletrônico.

Essa longa introdução tem por objetivo sublinhar que, sob o comando de Marcos Mion, a “Fazenda 10”, que estreou nesta terça-feira (18), parece um outro programa. Com experiência de auditório em diferentes atrações, desde a MTV e na própria Record, Mion deu a impressão que apresenta “A Fazenda” desde que nasceu.

À vontade, divertindo-se, rindo dos participantes e sem se intimidar com as orientações do diretor, o apresentador conseguiu impor um ritmo própria à estreia. “Aqui não tem plateia então vocês podem bater palmas pra vocês mesmos”, disse aos 16 selecionados num momento que pareceu fugir do roteiro.

É verdade que Mion penou com o excesso de informações que precisou transmitir – não deu para entender muita coisa. Também soltou o clássico “daqui a pouco”, que Britto e Justus sempre foram obrigados a repetir para manter os espectadores fisgados.

Mas teve espaço para interagir e, especialmente, improvisar. Mostrou jogo de cintura e ofereceu aos fãs da “Fazenda” uma experiência que eles não estavam acostumados – um apresentador leve, tranquilo e aparentemente feliz.

“Essa insanidade em forma de programa de TV”, como disse Mion, reuniu mais uma vez um elenco com enorme potencial para causar confusão e promover entretenimento.

Tem Ana Paula Renault, expulsa do “BBB16” após dar um tapa num outro participante; tem Rafael Ilha, que já causou todo tipo de confusão por onde passou, tem Nadja Pessoa, revelação do último “Power Couple”, onde oprimiu seu marido, o cantor D´Black… Tem também ex-panicat, ex-paquita, ex-namorado de Susana Vieira, filhos de famosos, entre outras figuras que sonham em reencontrar ou conhecer a fama. Uma turma da pesada.

Neste dias tormentosos de setembro de 2018, não consigo imaginar alívio cômico melhor.

Veja também
Conheça os participantes de “A Fazenda 10”
Sandro Pedroso vence a primeira prova do fazendeiro
Ana Paula Renault e Luane Dias se emocionam durante prova de “A Fazenda 10”


Comentários são sempre muito bem-vindos, mas o autor do blog publica apenas os que dizem respeito aos assuntos tratados nos textos.

Siga o blog no Facebook e no Twitter.

]]>
0
Na mudança de bailarinas da Dança dos Famosos, Faustão também errou feio http://mauriciostycer.blogosfera.uol.com.br/2018/09/17/na-mudanca-de-bailarinas-da-danca-dos-famosos-faustao-tambem-errou-feio/ http://mauriciostycer.blogosfera.uol.com.br/2018/09/17/na-mudanca-de-bailarinas-da-danca-dos-famosos-faustao-tambem-errou-feio/#respond Mon, 17 Sep 2018 20:59:29 +0000 http://mauriciostycer.blogosfera.uol.com.br/?p=43128
A inesperada substituição de uma bailarina no quadro “Dança dos Famosos” tem recebido intensa e merecida cobertura jornalística dos meios de comunicação. Para quem não sabe, o ator Sergio Malheiros trocou de parceira no meio da competição – Natacha Horana foi substituída, neste domingo (16), por Suellem Morimoto (imagem acima).

O caso foi revelado pelo repórter Gabriel Perline e repercutido pelo colunista Chico Barney. Vários aspectos importantes já foram abordados, chegando a minúcias, até, sobre fotos apagadas no Instagram e mensagens criptografadas enviadas por uns a outros.

Uma questão, porém, permanece sem esclarecimento. Por que o público não foi informado sobre o que aconteceu? Faustão se limitou a relatar que houve uma troca, sem dar nenhum detalhe a respeito. Já houve substituições no “Dança dos Famosos” em outras ocasiões, mas por motivos de contusões. Natacha (imagem ao lado), como se viu, está em perfeita forma e voltou a integrar o corpo de bailarinas do “Domingão do Faustão”.

O apresentador Fausto Silva, sabemos, tem grande apreço pelas bailarinas do programa. Já as defendeu publicamente em mais de uma ocasião – em uma delas, antológica, de uma bronca ao vivo numa ex-BBB, que menosprezou o trabalho das moças.

Faustão, como temos visto, anda indignado com a situação do Brasil. Tem feito seguidas críticas aos políticos e à falta de honestidade geral. Reclama de corrupção. A toda hora pede investimentos em educação. E desabafa sobre a “zorra” que estamos vivendo.

Não caberia a ele, em nome da transparência, ter informado ao público neste domingo o que aconteceu entre Sérgio Malheiros e Natacha Horana? Se o ator, como diz Barney, “errou feio”, o que dizer de Faustão?


Comentários são sempre muito bem-vindos, mas o autor do blog publica apenas os que dizem respeito aos assuntos tratados nos textos.

Siga o blog no Facebook e no Twitter.

]]>
0