Blog do Mauricio Stycer http://mauriciostycer.blogosfera.uol.com.br Espaço para reflexões e troca de informações sobre os assuntos que interessam a este blogueiro, da alta à baixa cultura, do esporte à vida nas grandes cidades, sempre que possível com humor. Mon, 18 Dec 2017 02:45:32 +0000 pt-BR hourly 1 https://wordpress.org/?v=4.7.2 “Quem disse que acabou? Longe disso”, diz o diretor do “Pânico” http://mauriciostycer.blogosfera.uol.com.br/2017/12/17/quem-disse-que-acabou-longe-disso-diz-o-diretor-do-panico/ http://mauriciostycer.blogosfera.uol.com.br/2017/12/17/quem-disse-que-acabou-longe-disso-diz-o-diretor-do-panico/#respond Sun, 17 Dec 2017 20:55:38 +0000 http://mauriciostycer.blogosfera.uol.com.br/?p=40454

Vai ao ar neste domingo (17) o último “Pânico na Band” ao vivo. Nos dois domingos seguintes, a emissora exibirá edições gravadas. E depois… tchau. O fim desta experiência de seis anos (2012-17) na emissora não é o ponto final do programa, garante o diretor Marcelo Nascimento. Em texto escrito para o blog, ele fala sobre o lugar do “Pânico” em meio à revolução digital em curso. Faz um balanço deste último ano – o humorístico foi o programa da Band mais visto no Brasil em 2017. E garante: “Vem novidade aí”.

“Só os mortos conhecem o fim da guerra…”

Por Marcelo Nascimento

Até que enfim, o fim! Encerramos na Band, uma jornada maravilhosa que se iniciou na TV há quase 15 anos. Quase, nem deu pra perceber que tanta coisa aconteceu e que muita gente boa contribuiu para isso. O legado desse projeto chamado Pânico é gigantesco. Uma honra ter sido chamado para fazer parte desta história.

Mas quem disse que acabou? Longe disso! Esta marca transcende. Vai continuar empregando e influenciando muitos jovens talentos da comunicação e do humor. Inovando e chamando pra si a responsabilidade de ousar e de incomodar. O Pânico faz bem para as pessoas apesar de alguns sofrerem de indigestão por conta disso. E acredite, todos nós precisamos de um certo pânico em nossas vidas pra nos atirar pra fora da zona de conforto. E a TV era uma zona, que até nos causava um desconforto, que de certa maneira, impedia que o projeto pudesse crescer ainda mais.

O ciclo se encerra com a média de 5 pontos de audiência e sendo o programa mais visto da Band no Brasil. Pouco? Talvez! Ao se comparar com os 2 bilhões de views/vídeos em 2017 em nosso canal do You Tube. Números indiscutíveis que, neste ano, superaram em engajamento de público cases de sucesso como Porta dos Fundos, o número 01, Whindersson Nunes e atraiu para o canal, o investimento de grandes anunciantes. Entre eles, a multinacional, Coca Cola. O Pânico, hoje, é maior que o digital da Band e do SBT juntos.

No momento em que as emissoras de TV não medem esforços para crescerem no mundo digital, agora fora dela, o Pânico, bem à frente, deve mostrar qual será o caminho a ser seguido pelos produtores de conteúdo no Brasil.

O fato de uma telecom, a AT&T, ter adquirido um grupo poderoso como a Time Warner, por bilhões de dólares, pode até ter passado despercebido pelo grande público. No entanto, pra quem está atento, já é um indicio de que algo está mudando em relação a distribuição e envelopamento de conteúdo entre o broadcasting e o digital.

Grande parte do nosso incrível público migrou pro digital. E é para onde eles estão que iremos. Há tempos, não existe mais a obrigatoriedade de colocar alguém sentado em uma poltrona com hora marcada pra dar risada. Saiu de cena o controle remoto. O smartphone é o que controla agora o público. O mundo é mobile. E o Pânico já está nesse universo há muito tempo com seus milhões de seguidores no Facebook, Instagram e Twitter.

E olha que até demorou pra gente ir. Quanto tempo faz que o público jovem, qualificado, está nos chamando? “Vem Pânico, estamos aqui!”

Claro que o Pânico irá continuar na TV. Mas quem vai decidir quando e como, é o público, aquele que é soberano para as marcas e anunciantes.

Enquanto isso, pegue seu smartphone, dê uma busca no Google pelas palavras Pânico na Band. Quase 90% das pessoas dizem que gostam.

Estamos mais vivos do que nunca!

“Não alcançamos a liberdade buscando a liberdade, mas sim a verdade. A liberdade não é um fim, mas uma consequência”

Não é um texto pra causar comoção. É pragmatismo puro. E o buzz nas redes sobre o fim do Pânico na TV aberta e qual será seu destino deve continuar. Algo normal pela dimensão da marca e sua relevância.

Vem 2018!

Siga o blog no Facebook e no Twitter.

]]>
0
Lacombe é excluído da final do “Exathlon” e turco apresenta o programa http://mauriciostycer.blogosfera.uol.com.br/2017/12/15/lacombe-nao-participa-da-final-do-exatllon-e-turco-apresenta-o-programa/ http://mauriciostycer.blogosfera.uol.com.br/2017/12/15/lacombe-nao-participa-da-final-do-exatllon-e-turco-apresenta-o-programa/#respond Fri, 15 Dec 2017 19:59:44 +0000 http://mauriciostycer.blogosfera.uol.com.br/?p=40439
O reality de competição “Exathlon” termina nesta sexta-feira (15), às 20h25, na República Dominicana, de uma forma inusitada. O apresentador do programa, Luis Ernesto Lacombe, não gravou a final. Quem ocupou o seu lugar foi o turco Acun Ilicali, dono da produtora que realizou o programa em parceria com a Band. Suas falas serão exibidas com legendas na noite desta sexta-feira.

Procurada para comentar e explicar o fato insólito, a Band informou que “Acun fez questão de participar da bem sucedida edição brasileira” e que Lacombe continuará atuando com a emissora em 2018 (veja abaixo a íntegra da nota da emissora). Em nota divulgada no domingo (17), o apresentador confirmou esta versão.

Após três meses de disputa, o patinador Marcel Stürmer e o surfista Pedro Scooby se enfrentaram na final em busca do prêmio de R$ 350 mil – com vitória do primeiro.

Há relatos de que nas últimas semanas ocorreram vários problemas entre Lacombe e Acun (imagem ao lado). Os desentendimentos começaram quando o turco teve a ideia de juntar as equipes do Brasil e do México, que também gravava uma versão do reality na mesma localidade. O empresário propôs estender o programa até fevereiro. Lacombe rejeitou a ideia, alegando que o seu contrato termina em dezembro. E reclamou publicamente do empresário turco, na frente da produção e dos atletas, criando um constrangimento geral.

Mesmo com a negativa de Lacombe, Acun decidiu negociar com os participantes diretamente e chegou perto de um acordo. Sem Lacombe, um outro profissional seria chamado ou usariam o apresentador da versão mexicana. No fim, um dos participantes brasileiros exigiu que o seu cachê fosse triplicado, o que enterrou a ideia.

Um outro incidente entre Lacombe e Acun ocorreu durante a gravação de uma prova entre as equipes brasileira e mexicana. Os brasileiros, que venciam a disputa por 9 a 8, marcaram o ponto decisivo, mas os produtores turcos defenderam que havia ocorrido um empate e teriam manipulado o vídeo para provar. O objetivo seria aumentar a tensão na prova. Lacombe ficou revoltado.

O blog tentou durante toda a tarde um contato com Lacombe, sem sucesso. Abaixo, a nota da Band:

“Durante os três meses de programa, Luis Ernesto Lacombe conduziu o reality de forma impecável. Foram mais de uma centena de provas , muitas horas de dedicação e extremo profissionalismo. Em 2018, a emissora e o jornalista continuam juntos.

Acun Alicali, que apresenta a final de Exathlon Brasil, é dono da produtora Acun Medya, criadora do formato. A exemplo dos programas que produz em outros países, Acun fez questão de participar da bem sucedida edição brasileira.

Parabéns aos “heróis” e “guerreiros” que participaram da competição.”

No domingo (18), Lacombe afirmou: “Como a Band já informou em nota, eu não abandonei o ‘Exathlon’ justamente na grande final. O que ocorreu foi que o produtor Acun Alicali, que é o dono do formato, quis assumir a apresentação do episódio, como ele faz nos programas da Turquia e Grécia”.

Veja também
Silvio Santos da Turquia: conheça o milionário que manda no Exathlon
“Não abandonei o Exathlon na grande final”, diz Luis Ernesto Lacombe


Comentários são sempre muito bem-vindos, mas o autor do blog publica apenas os que dizem respeito aos assuntos tratados nos textos.

Siga o blog no Facebook e no Twitter.

]]>
0
Entregando a vingança que o público quer ver, novela bate recordes seguidos http://mauriciostycer.blogosfera.uol.com.br/2017/12/14/entregando-a-vinganca-que-o-publico-quer-ver-novela-bate-recordes-seguidos/ http://mauriciostycer.blogosfera.uol.com.br/2017/12/14/entregando-a-vinganca-que-o-publico-quer-ver-novela-bate-recordes-seguidos/#respond Fri, 15 Dec 2017 01:06:25 +0000 http://mauriciostycer.blogosfera.uol.com.br/?p=40396
Na semana da volta de Clara (Bianca Bin) a Palmas, para dar início ao seu plano de vingança, “O Outro Lado do Paraíso” ultrapassou pela primeira vez a barreira dos 40 pontos no Ibope em São Paulo.

A novela de Walcyr Carrasco bateu recorde no capítulo de segunda-feira (11) ao atingir 40,2 pontos de média. No dia seguinte (12), superou o número anterior, alcançando 42 pontos. Como sempre ocorre, houve uma queda no capítulo de quarta-feira (13), indo para 35,9 pontos.

Nesta quinta (14), que terminou com a entrada triunfal de Clara na festa beneficente, diante de toda a “sociedade” de Palmas, a novela voltou a registrar média acima de 40 pontos. Segundo o Ibope, 42,2 pontos – novo recorde.

O segredo deste crescimento parece claro. Depois de uma primeira fase pesada e lúgubre, Walcyr Carrasco injetou ação na trama e está oferecendo, com rapidez, chance de a mocinha da história dar a volta por cima. É exatamente o que o espectador deseja ver.

O texto segue com os mesmos problemas da primeira fase – duro, abrupto, sem qualquer sutileza. Mas oferecendo, ao menos, alívio para quem estava cansado de tanto sofrimento.

Como já havia ocorrido em “Verdades Secretas”, a direção sofisticada de Mauro Mendonça Filho compensa os sustos que o espectador leva com os diálogos eventualmente até grosseiros.

Que venha a vingança de Clara! E mais recordes…

Veja também
Guinada na novela é a chance de Walcyr corrigir os muitos erros da 1ª fase
Trama de O Outro Lado do Paraíso lembra filme americano; Globo nega plágio
Por que a saga de Clara na novela lembra tanto “O Conde de Monte Cristo”?
“O Outro Lado do Paraíso” bateu um recorde de audiência inédito desde 2000

Comentários são sempre muito bem-vindos, mas o autor do blog publica apenas os que dizem respeito aos assuntos tratados nos textos.

Siga o blog no Facebook e no Twitter.

]]>
0
Família Marinho escala executivo profissional para presidir o Grupo Globo http://mauriciostycer.blogosfera.uol.com.br/2017/12/14/familia-marinho-escala-executivo-profissional-para-presidir-o-grupo-globo/ http://mauriciostycer.blogosfera.uol.com.br/2017/12/14/familia-marinho-escala-executivo-profissional-para-presidir-o-grupo-globo/#respond Thu, 14 Dec 2017 16:47:51 +0000 http://mauriciostycer.blogosfera.uol.com.br/?p=40382 Jorge Nóbrega (dir.), vice-presidente executivo do Grupo Globo, assumiu nesta quinta-feira (14) a presidência da empresa. O anúncio foi feito por Roberto Irineu Marinho, que, aos 70 anos, deixa a função e passa a atuar apenas como presidente do conselho de administração.

É a primeira vez que o Grupo Globo será presidido por um executivo de fora da família Marinho. “Quero deixar muito claro que a Família Marinho não se afastará nem por um milímetro do Grupo Globo. Somos e queremos continuar sendo uma empresa familiar com gestão profissional”, afirma Roberto Irineu no comunicado divulgado nesta tarde.

Nóbrega está na empresa desde 1997, quando começou a trabalhar no processo de governança corporativa respondendo diretamente aos acionistas e apoiando na relação família-empresa. Foi ele que coordenou o processo de restruturação financeira em 2002. Organizou e ocupou a direção de Gestão Corporativa em 2007 e tornou-se vice-presidente executivo em 2012.

“Concluí que eu, ao completar 70 anos, deveria me concentrar nas atribuições de presidente do Conselho de Administração”, disse Roberto Irineu. O olhar estratégico de Roberto no comando do Conselho, aliado à competência de gestão de Jorge Nóbrega, dará à empresa maior capacidade e agilidade de transformação, informa a nota oficial.

A nota destaca, ainda, uma função importante do novo presidente: Jorge Nóbrega afirma que tem o compromisso de estimular ainda mais a sinergia entre os negócios do Grupo para atuar de forma cada vez mais integrada, investindo em inovação e no desenvolvimento dos talentos. “Vamos continuar buscando o novo, não por pura novidade, mas porque é nele que nos fortalecemos”, completa Jorge.

João Roberto Marinho continuará como vice-presidente do Conselho atuando na liderança das áreas editoriais e institucional e José Roberto Marinho seguirá como vice-presidente do Conselho voltado para responsabilidade social, presidindo a Fundação Roberto Marinho. Roberto Marinho Neto e Paulo Marinho, membros da quarta geração da família, atuam como executivos em áreas importantes do Grupo e também como membros do Conselho de Administração, diz ainda a nota oficial.

Veja também
Afastamento de Roberto Irineu da presidência cria intermediário entre família e direção-geral da Globo

Imagem no alto: Divulgação

Comentários são sempre muito bem-vindos, mas o autor do blog publica apenas os que dizem respeito aos assuntos tratados nos textos.

Siga o blog no Facebook e no Twitter.

]]>
0
“Brasil não para de oferecer material”, diz Mazzeo sobre “Filhos da Pátria” http://mauriciostycer.blogosfera.uol.com.br/2017/12/14/brasil-nao-para-de-oferecer-material-diz-mazzeo-sobre-filhos-da-patria/ http://mauriciostycer.blogosfera.uol.com.br/2017/12/14/brasil-nao-para-de-oferecer-material-diz-mazzeo-sobre-filhos-da-patria/#respond Thu, 14 Dec 2017 15:04:10 +0000 http://mauriciostycer.blogosfera.uol.com.br/?p=40376
Encerrada na última terça-feira (12), a ótima série “Filhos da Pátria” terá, ao que tudo indica, uma segunda temporada. Criada por Bruno Mazzeo, e ambientada em 1822, ela retratou em seus 12 episódios a gênese da corrupção e da esculhambação geral do Brasil.

Além do texto afiado, a série contou com um dos melhores elencos reunidos recentemente pela Globo: Alexandre Nero, Fernanda Torres e Matheus Nachtergaele nos papéis principais, mais Johnny Massaro, Jéssica Ellen, Serjão Lorosa, Lara Tremouroux no núcleo principal.

A série girou em torno de Geraldo Bulhosa (Nero), o zeloso burocrata que cede aos apelos do dinheiro fácil, entra num esquema pesado de corrupção e, ao final (lá vem spoiler) é descoberto, perde tudo, mas consegue salvar sua casa graças à ajuda da escrava Lucélia (Ellen), que compra sua alforria.

Fiz três perguntas a Bruno Mazzeo sobre a série. Abaixo, as suas respostas.

Você gostou do resultado final da primeira temporada?
Sim, fiquei super feliz com o resultado. Foi tudo muito trabalhoso, desde a pesquisa e o texto, até a realização e finalização. Mas valeu a pena. Com certeza uma das histórias que mais me deu orgulho de ter contado. Poder falar da gente, das nossas questões (principalmente nesse momento tão histérico), com humor e crítica, é das coisas que mais me motivam. Humor é uma arma da sociedade.

Achou boa a recepção à série? A audiência média em SP (11 pontos) correspondeu à expectativa?
Ouvi coisas muito boas de se ouvir. As críticas que li (não li todas) pareciam favoráveis. Os comentários que chegavam até mim, seja de pessoas comuns ou colegas, seja da internet, eram sempre positivas. Acho que as pessoas “compraram a ideia”. Quanto à audiência realmente não sei te dizer, não sei qual era a expectativa exata.

Vai ter mesmo segunda temporada? O que você pode contar a respeito?
Já estamos escrevendo. Fôlego temos, o Brasil não para de nos oferecer material. Agora, se e quando vai rolar, aí já não depende de mim. Sigo fazendo a minha parte. Que é o que mais gosto: contar histórias com humor e crítica. A luta continua.

Veja também
Com superelenco, Filhos da Pátria vê origem da esculhambação geral do país

Comentários são sempre muito bem-vindos, mas o autor do blog publica apenas os que dizem respeito aos assuntos tratados nos textos.

Siga o blog no Facebook e no Twitter.

]]>
0
Fábio Porchat vai participar do “Papo de Segunda”, do GNT, em 2018 http://mauriciostycer.blogosfera.uol.com.br/2017/12/13/fabio-porchat-vai-participar-do-papo-de-segunda-do-gnt-em-2018/ http://mauriciostycer.blogosfera.uol.com.br/2017/12/13/fabio-porchat-vai-participar-do-papo-de-segunda-do-gnt-em-2018/#respond Wed, 13 Dec 2017 21:28:38 +0000 http://mauriciostycer.blogosfera.uol.com.br/?p=40340
Atração da GNT, o programa “Papo de Segunda” passará por mudança radical em 2018. Com números fracos de audiência, a direção do canal decidiu trocar vários integrantes da bancada.

Uma das novidades já certas para 2018 é a entrada de Fabio Porchat. Não há nenhuma incompatibilidade contratual com a Record, onde apresenta um talk show de segunda a quinta, e ele foi autorizado a participar da atração semanal do GNT. Outra novidade é que o programa passará a ser gravado em São Paulo, e não mais no Rio.

Sobre os atuais integrantes, o blog apurou que apenas João Vicente de Castro permanecerá no ano que vem. Marcelo Tas, Leo Jaime e Xico Sá já teriam sido comunicados pelo canal pago do Grupo Globo no início desta semana que não terão seus contratos renovados.

Atualizado em 15/12: Em nota, o GNT confirmou nesta sexta-feira (15) as informações antecipadas pelo blog na quarta. E acrescentou que o rapper Emicida também fará parte da nova formação do “Papo de Segunda” em 2018. A emissora ainda não definiu o quarto participante, que terá a função de substituir o apresentador Marcelo Tas.

O “Saia Justa” também passará por mudanças no ano que vem. Como já foi anunciado, Gaby Amarantos substituirá Tais Araujo, que deixou a atração em novembro para as gravações da nova temporada de “Mister Brau”. Astrid Fontenelle, Mônica Martelli e Pitty seguem na atração em 2018.

Em dezembro, Tais foi substituída pela jornalista Fernanda Gentil. Antes da chegada de Gaby Amarantos, o “Saia Justa” também contará com a participação, em regime de rodízio, das jornalistas Leilane Neubarth, Andreia Sadi, Ana Paula Araujo e Maria Julia Coutinho.

Comentários são sempre muito bem-vindos, mas o autor do blog publica apenas os que dizem respeito aos assuntos tratados nos textos.

Siga o blog no Facebook e no Twitter.

]]>
0
Por que “13 Reasons Why” foi o 6º assunto mais pesquisado no Google em 2017 http://mauriciostycer.blogosfera.uol.com.br/2017/12/13/por-que-13-reasons-why-foi-o-6o-assunto-mais-pesquisado-no-google-em-2017/ http://mauriciostycer.blogosfera.uol.com.br/2017/12/13/por-que-13-reasons-why-foi-o-6o-assunto-mais-pesquisado-no-google-em-2017/#respond Wed, 13 Dec 2017 18:54:29 +0000 http://mauriciostycer.blogosfera.uol.com.br/?p=40327
O Google divulgou nesta quarta-feira (13) o seu ranking de assuntos mais pesquisados no Brasil e no mundo. “13 Reasons Why”, uma série de TV exibida pela Netflix, aparece entre os dez termos mais procurados no mundo em 2017. Está em sexto lugar, numa lista liderada pelo furacão Irma, e que inclui também gadgets eletrônicos, um apresentador envolvido em escândalo sexual, a atriz que virou noiva do príncipe, dois músicos que morreram, um brinquedo idiota que virou mania e a seleção de cricket da Índia.

“13 Reasons Why” aparece em outras duas listas. Foi o quarto programa de TV mais pesquisado no Google no Brasil este ano, atrás apenas do “BBB”, de “A Fazenda” e da novela “A Força do Querer”. E o segundo no mundo, atrás apenas de outra série da Netflix, a adolescente “Stranger Things”.

Para quem não sabe, “13 Reasons Why” é uma série de ficção, baseada em um romance, centrada na descrição detalhada de uma adolescente sobre os motivos que a levaram a se matar. Em cada um dos 13 episódios, Hannah Baker (Katherine Langford) grava uma fita para as pessoas que ela considera responsáveis pelo seu ato.

A Netflix teve o cuidado de incluir um aviso na tela, antes de três capítulos mais fortes, alertando que há cenas que o espectador pode considerar perturbadoras e “não adequadas para públicos mais jovens” por conterem “representações de violência e suicídio”.

Esta busca mundial por informações sobre a série confirma o resultado de uma pesquisa divulgada no final de julho em uma revista de medicina nos Estados Unidos, que alerta para o perigo de “13 Reasons Why” estimular o suicídio entre adolescentes.

A série entrou no catálogo na Netflix em 31 de março. Nos 19 dias seguintes, segundo a pesquisa realizada pela equipe do médico e pesquisador americano John W. Ayers, a busca em pesquisas com a frase “como se suicidar” aumentou 26%. Por outro lado, pesquisas relacionadas a “prevenção do suicídio” cresceram 23%. E a busca pelo número de telefone de apoio subiu 21%.

A pesquisa utilizou a mesma ferramenta, o Google Trends, que a empresa usa para divulgar o ranking de termos mais buscados. O médico que liderou o estudo classificou como “deletério” o efeito da série e recomendou que a Netflix removesse as cenas que mostram suicídio ou incluísse, em todo episódio, o número de telefone de um equivalente brasileiro do Centro de Valorização da Vida.

“Nós sempre acreditamos que esta série aumentaria a discussão em torno deste assunto difícil”, respondeu a Netflix na época da divulgação do estudo.

A segunda temporada de “13 Reason Why” já foi gravada e está programada para 2018. Katherine Langford foi indicada esta semana ao Globo de Ouro de melhor atriz em série dramática por seu desempenho na primeira temporada. Quem apostar que a série será novamente campeã de pesquisas no Google em 2018 dificilmente vai errar.

Buscas globais
1. Hurricane Irma
2. iPhone 8
3. iPhone X
4. Matt Lauer
5. Meghan Markle
6. 13 Reasons Why
7. Tom Petty
8. Fidget Spinner
9. Chester Bennington
10. India National Cricket Team

Programas e séries (Brasil)
1. Big Brother Brasil
2. A Fazenda
3. A Força do Querer
4. 13 Reasons Why
5. A Lei do Amor
6. Rock Story
7. Dragon Ball Super
8. Galinha Pintadinha
9. Carinha de Anjo
10. Game of Thrones

Programas de TV (mundo)
1. Stranger Things
2. 13 Reasons Why
3. Big Brother Brasil
4. Game of Thrones
5. Iron Fist
6. Bigg Boss
7. Riverdale
8. American Gods
9. The Kapil Sharma Show
10. Mindhunter

Veja também
Pesquisa vê relação entre ’13 Reasons Why’ e maior interesse por suicídio
BBB, receitas e FGTS: o que os brasileiros mais buscam no Google em 2017

Comentários são sempre muito bem-vindos, mas o autor do blog publica apenas os que dizem respeito aos assuntos tratados nos textos.

Siga o blog no Facebook e no Twitter.

]]>
0
Não tenho certeza nenhuma sobre meu futuro no SBT, diz Celso Portiolli http://mauriciostycer.blogosfera.uol.com.br/2017/12/13/nao-tenho-certeza-nenhuma-sobre-meu-futuro-no-sbt-diz-celso-portiolli/ http://mauriciostycer.blogosfera.uol.com.br/2017/12/13/nao-tenho-certeza-nenhuma-sobre-meu-futuro-no-sbt-diz-celso-portiolli/#respond Wed, 13 Dec 2017 07:01:13 +0000 http://mauriciostycer.blogosfera.uol.com.br/?p=40316

Chamado ao camarim de Silvio Santos no início do mês, Celso Portiolli ouviu uma boa notícia: vai ganhar de volta, no segundo semestre de 2018, as horas do “Domingo Legal” que perdeu em setembro de 2015 para um programa da Disney. “Nem que eu tenha que retirar do meu programa”, prometeu o dono do SBT (veja no vídeo acima).

No encontro, Silvio também disse que, se Portiolli quiser trocar de emissora, terá a autorização do Patrão. Mas só se for para a Globo.

Aos 50 anos, Portiolli está no SBT desde a década de 1990. Já foi redator de “câmeras escondidas”, apresentou inúmeros programas até que, em 2009, deu o grande salto: foi escalado para substituir Gugu Liberato, de partida para a Record, no “Domingo Legal”.

Portiolli tem muito carinho por Silvio, mas ao mesmo tempo não se sente seguro sobre os seus próximos passos na emissora. “Não tenho certeza nenhuma sobre meu futuro no SBT”, disse nesta entrevista ao UOL em seu escritório, em Santana do Parnaíba, na região metropolitana de São Paulo.

No vídeo abaixo, o apresentador fala sobre os dilemas de enveredar pela tristeza e o drama no “Domingo Legal”, diz o que pensa de seu concorrente no horário, o “Domingo Show”, apresentado por Geraldo Luis na Record, conta sobre o fracasso do “Sabadão” e afirma que não tem a intenção de substituir Raul Gil aos sábados.

Disse ao Silvio que não quero o lugar do Raul Gil, avisa Celso Portiolli

Comentários são sempre muito bem-vindos, mas o autor do blog publica apenas os que dizem respeito aos assuntos tratados nos textos.

Siga o blog no Facebook e no Twitter.

]]>
0
Série bíblica da Record é líder de audiência no mercado hispânico nos EUA http://mauriciostycer.blogosfera.uol.com.br/2017/12/12/serie-biblica-da-record-e-lider-de-audiencia-no-mercado-hispanico-nos-eua/ http://mauriciostycer.blogosfera.uol.com.br/2017/12/12/serie-biblica-da-record-e-lider-de-audiencia-no-mercado-hispanico-nos-eua/#respond Tue, 12 Dec 2017 19:58:54 +0000 http://mauriciostycer.blogosfera.uol.com.br/?p=40312
Com dificuldades de emplacar “Apocalipse” no Brasil, a Record festeja o sucesso de duas outras produções nos Estados Unidos. A estreia de “Rei Davi” nesta segunda-feira (11) rendeu ao Univision a maior audiência no horário nobre entre os canais de língua espanhola. O primeiro episódio da série bíblica foi visto por 1,7 milhão de espectadores.

Já “Terra Prometida”, atualmente em exibição no UniMás, o segundo canal do mesmo grupo, tem alcançado igualmente bons números. Nesta segunda-feira, com 1 milhão de espectadores, ficou à frente da programação do Telemundo, o outro canal dedicado ao chamado público hispânico nos EUA.

Segundo a Record, “Apocalipse” também já está vendida para o grupo Univision.

Veja também
Propaganda religiosa fica mais explícita em trama bíblica nos dias atuais

Comentários são sempre muito bem-vindos, mas o autor do blog publica apenas os que dizem respeito aos assuntos tratados nos textos.

Siga o blog no Facebook e no Twitter.

]]>
0
Sócio da RedeTV! critica a Globo e situação “nefasta” no mercado de mídia http://mauriciostycer.blogosfera.uol.com.br/2017/12/12/socio-da-redetv-critica-a-globo-e-situacao-nefasta-no-mercado-de-midia/ http://mauriciostycer.blogosfera.uol.com.br/2017/12/12/socio-da-redetv-critica-a-globo-e-situacao-nefasta-no-mercado-de-midia/#respond Tue, 12 Dec 2017 15:11:30 +0000 http://mauriciostycer.blogosfera.uol.com.br/?p=40306

Vice-presidente da RedeTV!, Marcelo Carvalho é um dos poucos executivos de mídia que criticam abertamente a divisão do bolo publicitário no setor. Já deu várias entrevistas a respeito e já falou do assunto no ar, em sua própria emissora. Nesta segunda-feira (11), ele voltou a tratar do assunto – a novidade foi a plateia que o ouviu (veja no vídeo acima).

Diante de Geraldo Alckmin, governador de São Paulo, de João Doria, prefeito de São Paulo, dos ministros Henrique Meirelles (Fazenda) e Fernando Torquato (Justiça), e de dezenas de empresários de peso, Carvalho atacou: “Não é possível uma empresa de comunicação, que hoje tem um pouco mais de 30% da audiência, receber 80% do total do dinheiro do mercado publicitário.”

O vice-presidente da RedeTV! classificou como “nefasta” a situação do mercado por conta desta divisão da publicidade. E afirmou falar não em benefício próprio, mas dos jornais, das revistas, da internet, das rádios e dos jornais locais.

O discurso de Carvalho ocorreu na cerimônia de entrega do prêmio Líderes do Brasil, realizada pela Lide. A RedeTV! foi uma das parceiras do evento.

Veja também
“Se eu não vender horário para igreja, quebro”, diz sócio da RedeTV!

Comentários são sempre muito bem-vindos, mas o autor do blog publica apenas os que dizem respeito aos assuntos tratados nos textos.

Siga o blog no Facebook e no Twitter.

]]>
0