Blog do Mauricio Stycer

“Bastidores do Carnaval” se renova com mais humor e menos bunda

Mauricio Stycer


Atração das mais tradicionais na TV durante o Carnaval, o programa comandado por Nelson Rubens na RedeTV! sofreu um baque na estreia da temporada 2017, na sexta-feira (24). Uma modelo sem roupa, apenas pintada com as cores da bandeira do Brasil, se agachou no palco, de costas, expondo detalhes anatômicos. A cena viralizou na internet.

Também houve, como é praxe, muito close em bumbum e debates sobre o tanto de silicone aplicado no corpo das modelos entrevistadas.

Os exageros cometidos na estreia desagradaram a cúpula da RedeTV!. De Nova York, o superintendente-artístico, Elias Abrão, anunciou o seu afastamento da emissora. O clima pesou, o programa perdeu o prumo – e a alegria – nos dois dias seguintes.

A boa notícia é que nesta segunda-feira (27), “Bastidores do Carnaval” parece ter reencontrado a sua vocação – muito deboche, humor involuntário e erros variados, um conjunto que diverte o seu público fiel. A imagem no alto ilustra bem o astral do programa – o veterano Nelson Rubens fazendo uma brincadeira escolar com Geisy Arruda. Abaixo, três momentos imperdíveis da noite.

Nelson Rubens dançando funk

O apresentador se juntou a Flavia Noronha e ao time de comentaristas para dançar “Deu Onda”, o famoso funk de MC G15, aquele que diz “o pai te ama”, com direito a versões mais picantes. “E o cara é bom”, disse Nelson, referindo-se ao cantor. “Já engravidou a namorada”.

Maria Melilo confunde Hortência com jogadora de vôlei

Uma das maiores jogadoras de basquete do Brasil, Hortência Macari atendeu pacientemente a repórter Maria Melilo, que perguntou, com convicção: “Com quantos anos você começou a jogar vôlei?” Educada, ou surpresa, Hortência não corrigiu a ex-BBB e respondeu a pergunta como uma verdadeira campeã.

Um debate relevante

Nelson Rubens e Flavia Noronha tentaram debater um tema fundamental – qual comentarista do “Bastidores do Carnaval” tem a coxa maior? Com toda a disposição que a situação exige, Geisy Arruda, Andrea Nobrega e Veridiana Freitas se submeteram ao crivo científico dos apresentadores do programa.

Agradeço ao Rick Souza pela captação do vídeo da entrevista com Hortência.

Veja também
Fátima narra carro chegando no estúdio: “Vai bater! Vai bater! E bateu!”
Cinco provas de que o Carnaval na TV pode ser muito sem noção
Cinco provas de que Chico Pinheiro nasceu para narrar desfile de Carnaval
Cinco provas de que o Carnaval da RedeTV! é de outro planeta

Siga o blog no Facebook e no Twitter.

Sobre o autor

Jornalista, nascido no Rio de Janeiro em 1961, mora em São Paulo há 29 anos. É repórter especial e crítico do UOL. Assina, aos domingos, uma coluna sobre televisão na “Folha de S.Paulo''. Começou a carreira no “Jornal do Brasil'', em 1986, passou pelo “Estadão'', ficou dez anos na “Folha'' (onde foi editor, repórter especial e correspondente internacional), participou das equipes que criaram o “Lance!'' e a “Época'', foi redator-chefe da “CartaCapital'', diretor editorial da Glamurama Editora e repórter especial do iG. É autor dos livros “Adeus, Controle Remoto'' (editora Arquipélago, 2016), “História do Lance! – Projeto e Prática do Jornalismo Esportivo” (Alameda, 2009) e “O Dia em que Me Tornei Botafoguense'' (Panda Books, 2011).

Sobre o blog

Um espaço para reflexões e troca de informações sobre os assuntos que interessam a este blogueiro, da alta à baixa cultura, do esporte à vida nas grandes cidades, sempre que possível com humor.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.title}}

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Maurício Stycer
Maurício Stycer
Maurício Stycer
Maurício Stycer
Maurício Stycer
Maurício Stycer
Maurício Stycer
Maurício Stycer
Maurício Stycer
Maurício Stycer
Maurício Stycer
Maurício Stycer
Maurício Stycer
Maurício Stycer
Maurício Stycer
Maurício Stycer
Maurício Stycer
Maurício Stycer
Maurício Stycer
Maurício Stycer
Maurício Stycer
Maurício Stycer
Maurício Stycer
Maurício Stycer
Topo