Blog do Mauricio Stycer

Em 2009, Carlos Lombardi achava a Record “meia-boca”, mas já pensava em sair da Globo

Mauricio Stycer

A saída de Carlos Lombardi da Globo em direção da Record não surpreendeu ninguém no meio. Ele estava há seis anos sem conseguir emplacar uma novela na emissora.

Depois de “Pé na Jaca”, lançada em 2006, Carlos Lombardi só conseguiu aprovar um projeto, o seriado “Guerra e Paz”, com 17 capítulos, exibido em 2008.

Desde 2009, o autor falava abertamente sobre a sua situação incômoda na Globo. Naquele ano, entrevistado por Andre Bernardo e Cintia Lopes para o livro “A Seguir, Cenas do Próximo Capitulo”, ele respondeu a uma pergunta direta sobre a mudança de emissora:

A Record já convidou você para trocar de emissora?
Já. Mas as multas são astronômicas, né? Então, vamos esperar acabar o meu contrato para ver como é que fica. E eu tenho muitos amigos lá. Como diz o (diretor Alexandre) Avancini: “É uma delícia trabalhar num lugar com pouco chefe”.

Os autores então perguntam: Mas não o incomoda trabalhar numa emissora ligada à Igreja Universal do Reino de Deus?
Você sabe que nunca me incomodei com quem o dr. Roberto (Marinho) apoiava ou deixava de apoiar politicamente? Nunca questionei nada porque vivo disso. Da mesma forma, também não me incomoda em nada essa história de Igreja Universal. Trabalhar, para mim, é sustentar meus filhos. É o meu trabalho que paga o nosso plano de saúde. Como pessoa física, tenho as minhas opiniões. Mas, como profissional, não tenho dez lugares para escolher. Nesse sentido, estou à esquerda da esquerda. Hoje a gente tem apenas um lugar para trabalhar e outro que ainda é meia-boca. Ou seja, você ainda não tem muitas opções. Pode até ser que, futuramente, a Record vire uma opção legal, mas ainda é meia-boca. Além do mais, patrão é patrão em qualquer lugar. Pessoalmente, não conheço patrão bonzinho.

Em tempo: Conheça outras opiniões de Lombardi no texto que publiquei na época do lançamento do livro. Autor da Globo pensa em ir para a Record, mas diz que a emissora é “meia-boca''. Sobre a mudança, anunciada nesta segunda-feira (10/9), leia aqui Autor Carlos Lombardi deixa a TV Globo e assina contrato com a Record.