Blog do Mauricio Stycer

Ana Maria Braga ignora lição de Boni e tortura o público com “barriga tanquinho”

Mauricio Stycer

A visita de José Bonifácio de Oliveira Sobrinho, o Boni, ao “Mais Você”, de Ana Maria Braga, rendeu muitos comentários por causa de uma piada que fez com o filho (“se eu estivesse na TV Globo ainda, naturalmente colocaria Boninho no meu lugar”).

Pouco se falou, porém, de uma observação que Boni fez sobre o futuro da televisão:

Cada vez mais temos que ir para a programação ao vivo. Essa geração que vem da internet quer coisas rápidas, com outra velocidade, com muita diversificação. A tecnologia traz algumas mudanças importantes. Mas a coisa fundamental continua sendo o conteúdo. A TV aberta indo para os eventos, para programação ao vivo, para informação rápida, para um tipo de entretenimento que seja cada vez mais parecido com a cultura da internet, ela vai existir o tempo todo. Acredito no futuro da TV aberta.

Pelo que se viu nesta terça-feira, apenas dez dias depois da entrevista, Ana Maria Braga e sua equipe não prestaram atenção no que Boni falou. Só isso pode explicar o “Mais Você” ter dedicado 30 intermináveis minutos para falar sobre “barriga tanquinho”.

Ao vivo, três homens exibiram suas barrigas para Ana Maria e o Louro José. Em reportagens gravadas, atores da Globo passaram pelo constrangimento de levantar a camisa para mostrar os seus atributos físicos. Um repórter ainda foi à praia em busca de depoimentos engraçados sobre o tema. Por fim, a apresentadora trouxe um professor para dar lições aos interessados no assunto.

Em resumo, o oposto do que Boni recomendou.