Blog do Mauricio Stycer

Ana Maria Braga ignora lição de Boni e tortura o público com “barriga tanquinho”

Mauricio Stycer

A visita de José Bonifácio de Oliveira Sobrinho, o Boni, ao “Mais Você”, de Ana Maria Braga, rendeu muitos comentários por causa de uma piada que fez com o filho (“se eu estivesse na TV Globo ainda, naturalmente colocaria Boninho no meu lugar”).

Pouco se falou, porém, de uma observação que Boni fez sobre o futuro da televisão:

Cada vez mais temos que ir para a programação ao vivo. Essa geração que vem da internet quer coisas rápidas, com outra velocidade, com muita diversificação. A tecnologia traz algumas mudanças importantes. Mas a coisa fundamental continua sendo o conteúdo. A TV aberta indo para os eventos, para programação ao vivo, para informação rápida, para um tipo de entretenimento que seja cada vez mais parecido com a cultura da internet, ela vai existir o tempo todo. Acredito no futuro da TV aberta.

Pelo que se viu nesta terça-feira, apenas dez dias depois da entrevista, Ana Maria Braga e sua equipe não prestaram atenção no que Boni falou. Só isso pode explicar o “Mais Você” ter dedicado 30 intermináveis minutos para falar sobre “barriga tanquinho”.

Ao vivo, três homens exibiram suas barrigas para Ana Maria e o Louro José. Em reportagens gravadas, atores da Globo passaram pelo constrangimento de levantar a camisa para mostrar os seus atributos físicos. Um repórter ainda foi à praia em busca de depoimentos engraçados sobre o tema. Por fim, a apresentadora trouxe um professor para dar lições aos interessados no assunto.

Em resumo, o oposto do que Boni recomendou.

Sobre o autor

Jornalista, nascido no Rio de Janeiro em 1961, mora em São Paulo há 29 anos. É repórter especial e crítico do UOL. Assina, aos domingos, uma coluna sobre televisão na “Folha de S.Paulo''. Começou a carreira no “Jornal do Brasil'', em 1986, passou pelo “Estadão'', ficou dez anos na “Folha'' (onde foi editor, repórter especial e correspondente internacional), participou das equipes que criaram o “Lance!'' e a “Época'', foi redator-chefe da “CartaCapital'', diretor editorial da Glamurama Editora e repórter especial do iG. É autor dos livros “Adeus, Controle Remoto'' (editora Arquipélago, 2016), “História do Lance! – Projeto e Prática do Jornalismo Esportivo” (Alameda, 2009) e “O Dia em que Me Tornei Botafoguense'' (Panda Books, 2011).

Sobre o blog

Um espaço para reflexões e troca de informações sobre os assuntos que interessam a este blogueiro, da alta à baixa cultura, do esporte à vida nas grandes cidades, sempre que possível com humor.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.title}}

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Maurício Stycer
Maurício Stycer
Maurício Stycer
Maurício Stycer
Maurício Stycer
Maurício Stycer
Maurício Stycer
Maurício Stycer
Maurício Stycer
Maurício Stycer
Maurício Stycer
Maurício Stycer
Maurício Stycer
Maurício Stycer
Maurício Stycer
Maurício Stycer
Maurício Stycer
Maurício Stycer
Maurício Stycer
Maurício Stycer
Maurício Stycer
Maurício Stycer
Maurício Stycer
Maurício Stycer
Maurício Stycer
Maurício Stycer
Maurício Stycer
Maurício Stycer
Maurício Stycer
Maurício Stycer
Maurício Stycer
Maurício Stycer
Maurício Stycer
Maurício Stycer
Maurício Stycer
Maurício Stycer
Maurício Stycer
Topo