Blog do Mauricio Stycer

Fora do tom, Galvão exagera no patriotismo e não admite erro

Mauricio Stycer

09/06/2012 18h34

O tradicional misto de desinformação com patriotismo de Galvão Bueno atingiu um nível acima do habitual na transmissão do amistoso entre Brasil e Argentina na tarde de sábado.

Num dos últimos lances da partida, depois de Marcelo agredir Lavezzi e ser expulso, Galvão, Arnaldo Cesar Coelho e o repórter Tino Marcos tentaram livrar a cara do brasileiro, mas foram surpreendidos pelo depoimento do próprio jogador. “Perdi a cabeça“, disse Marcelo, calando a equipe da Globo, que criticou a decisão do árbitro.

Pouco antes do quarto gol da Argentina, quando Messi sofreu e bateu uma falta na entrada da área do Brasil, Galvão observou que o argentino ajeitou a bola um pouco para trás, de maneira a ganhar mais espaço, um expediente que qualquer jogador, se puder, adota. “Messi foi esperto”, disse Arnaldo. “Esperto, não. Foi fora da lei do esporte”, retrucou o narrador, totalmente fora do tom.

Galvão também deu uma informação errada sobre Oscar, dizendo que foi formado no Internacional, e não admitiu o erro quando foi corrigido por Mauro Naves, que lembrou a verdadeira origem do jogador, o São Paulo.

Como já havia ocorrido antes, Galvão evitou falar que a seleção está em preparação para os Jogos Olímpicos de Londres. Referiu-se várias vezes a “time de meninos” e “garotada” do Brasil. Coube a Casagrande referir-se à “seleção olímpica” em diferentes ocasiões.

Quando a Argentina já vencia por 4 a 3, aos 43 do segundo tempo, Galvão finalmente lembrou que o time brasileiro era uma “seleção olímpica”. Como se sabe, a Globo perdeu os direitos de transmissão dos Jogos de 2012 para a Record.

Em tempo: Um relato da partida pode ser lido aqui:

Sobre o autor

Jornalista, nascido no Rio de Janeiro em 1961, mora em São Paulo há 29 anos. É repórter especial e crítico do UOL. Assina, aos domingos, uma coluna sobre televisão na “Folha de S.Paulo''. Começou a carreira no “Jornal do Brasil'', em 1986, passou pelo “Estadão'', ficou dez anos na “Folha'' (onde foi editor, repórter especial e correspondente internacional), participou das equipes que criaram o “Lance!'' e a “Época'', foi redator-chefe da “CartaCapital'', diretor editorial da Glamurama Editora e repórter especial do iG. É autor dos livros “Adeus, Controle Remoto'' (editora Arquipélago, 2016), “História do Lance! – Projeto e Prática do Jornalismo Esportivo” (Alameda, 2009) e “O Dia em que Me Tornei Botafoguense'' (Panda Books, 2011).
Contato: mauriciostycer@uol.com.br

Sobre o blog

Um espaço para reflexões e troca de informações sobre os assuntos que interessam a este blogueiro, da alta à baixa cultura, do esporte à vida nas grandes cidades, sempre que possível com humor.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.title}}

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Topo