Blog do Mauricio Stycer

"Glu-glu", "ié-ié"

Mauricio Stycer

Estreou na noite de sexta, no canal pago Multishow, o reality show “Vida de Mallandro”, que supostamente mostra o cotidiano de Sérgio Mallandro. Difícil saber o quanto há de encenação nas loucuras exibidas, mas a diversão é de primeira. Publiquei o texto abaixo no UOL Televisão.

Sérgio Mallandro ensina a filosofia do “ié-ié” em reality sobre a sua vida

Sérgio Mallandro já fez coisas demais na vida. Revelado por Silvio Santos, parceiro de Xuxa no auge da loira, já foi apresentador de TV, humorista, cantor, ator, candidato derrotado à Câmara de Vereadores de São Paulo e ex-participante da “Fazenda”, entre muitas outras atividades.

Com este currículo, aos 57 anos, o artista não deve ter se surpreendido com a proposta de protagonizar um reality show sobre o seu cotidiano. Ao contrário, ele parece que nasceu para isso.

“Vida de Mallandro” estreou na noite desta quinta-feira no canal pago Multishow e tem tudo para ser uma das comédias do ano. “Agora eu reapareci”, ele canta, na abertura do programa. “Você trabalha bastante, trabalha bastante, trabalha bastante e de malandro você não tem nada”, explica.

O reality é claramente inspirado em “The Osbournes”, programa exibido pela MTV, a partir de 2002, sobre o cotidiano do famoso roqueiro Ozzy Osbourne e sua família doida.

O cenário de “Vida de Mallandro” é um casarão no Rio, onde o artista vive com a ex-mulher, Mary, apresentada como “ex-musa do verão carioca”, o filho Sérgio e Benicio, “fiel escudeiro”. Stephanie e Edgard, filhos de outro casamento, acabam de se juntar à turma.

“Você é muito simpático”, diz a ascensorista no aeroporto. “Queria que todos os artistas, comediantes fossem iguais a você”. Com o boné que parece colado à cabeça, Sérgio Mallandro agradece o elogio, que está cansado de ouvir. Por onde passa, fazendo “ié-ié” e “glu glu”, ele é festejado.

Na cena seguinte, na garagem do Galeão, Mallandro dá R$ 400 para Stephanie e R$ 50 para Edgard. Diante da perplexidade de ambos, ele explica: a menina tem 18 anos e o garoto apenas 14. “Ié-ié é profundo, ié-ié vem de dentro”, ensina, em outro momento, olhando para a câmera.

“Ele é uma pessoa inigualável com relação ao coração. Já aprendi tanta coisa com ele”, diz Benício, com lágrimas nos olhos. Na cena seguinte, Mallandro está gritando com ele porque o assessor se recusa a usar um boné com hélice. “Tenho 54 anos”, protesta o homem, antes de ceder.

Mary Mallandro discute com ele na sala sobre um assunto prosaico. Mallandro pega uma girafa de madeira, do tamanho da mulher, e diz: “Conversa com ela, grita com ela, de repente ela vai te escutar.”

Sérgio Tadeu explica o que é ser filho de Sérgio Mallandro: “É viver num filme de comédia, mas com drama”.

Ao telefone com a mãe, Mallandro diz: “A benção, ié-ié”. No episódio da próxima semana, Mary vai fazer uma entrada triunfal na casa e explicar: “Preciso trocar meus peitos. Você os usou demais”. Imperdível.

Sobre o autor

Jornalista, nascido no Rio de Janeiro em 1961, mora em São Paulo há 29 anos. É repórter especial e crítico do UOL. Assina, aos domingos, uma coluna sobre televisão na “Folha de S.Paulo''. Começou a carreira no “Jornal do Brasil'', em 1986, passou pelo “Estadão'', ficou dez anos na “Folha'' (onde foi editor, repórter especial e correspondente internacional), participou das equipes que criaram o “Lance!'' e a “Época'', foi redator-chefe da “CartaCapital'', diretor editorial da Glamurama Editora e repórter especial do iG. É autor dos livros “Adeus, Controle Remoto'' (editora Arquipélago, 2016), “História do Lance! – Projeto e Prática do Jornalismo Esportivo” (Alameda, 2009) e “O Dia em que Me Tornei Botafoguense'' (Panda Books, 2011).

Sobre o blog

Um espaço para reflexões e troca de informações sobre os assuntos que interessam a este blogueiro, da alta à baixa cultura, do esporte à vida nas grandes cidades, sempre que possível com humor.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.title}}

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 
Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Topo