Blog do Mauricio Stycer

RedeTV! aposta em cópia do “Zorra Total” para bagunçar ainda mais seu Carnaval

Mauricio Stycer

Como se não bastasse seu time usual de repórteres sem noção, “Bastidores do Carnaval”, a atração mais “trash” da televisão em tempos de Carnaval, surpreendeu este ano com uma personagem de ficção, “Vandete”, uma imitação (muito boa, por sinal) da “Valéria” de “Zorra Total”.

Dentro de um cenário precário, imitando um ônibus (no humorístico da Globo o quadro se passa num vagão de metrô), “Vandete” entrevistou modelos e subcelebridades, com perguntas absurdas e comentários sem sentido – aquele mix típico que faz a alegria dos insones sem paciência para desfiles tediosos na madrugada.

No Anhembi, em São Paulo, empunhando o microfone da RedeTV!, estavam figuras do quilate dos ex-BBBs Iris, Serginho e Ariadna, a ex-Fazenda Mirella, e os repórteres sem timidez Andrea Corazza e Rafael Pessina. No estúdio, entre passistas desanimadas, Nelson Rubens e Flavia Noronha.

Mirella encontrou Andrea, madrinha da bateria da Camisa Verde e Branco: “A gente faz ginástica na mesma academia”, contou. Flavia Noronha: “Pede pra ela fazer um agachamento. De costas”. Andrea fez.

Andrea Corazza entrevistou a Mulher Moranguinho. “É verdade que você fez uma lipo?” “Fiz. Aqui”, respondeu a moça, apontando para um lugar entre a axila e o rim direito. “Aí? Mas não tem o que tirar aí!”, constatou a repórter.

“Primeira vez que desfila?”, perguntou Serginho para uma modelo. “Não. 23 anos”. Para outra ele mandou: “Qual é o seu nome, morena gostosa?” Ariane, ela respondeu. “Nem precisa perguntar se é  destaque. Tá toda destacada”.

Lívia Andrade explicou sua fantasia para Pessina: “Ela representa o micro e o macrocosmo” E o repórter: “Como é a fantasia atrás?” Livia: “Atrás é um buraco negro.”

Kleber Bambam deu três entrevistas para três “repórteres” diferentes, sempre sem camisa (“Estou esperando a do patrocinador”). “O corpão dele é bafo, mas o do meu namorado é melhor”, contou Ariadna.

Na falta de bons personagens, do estúdio, Nelson Rubens entrevistou o “repórter” Serginho. “Você está de meia?” “Não. Essa perna é minha”, respondeu Serginho. “Você já viu o sexo de uma mulher? O da Ariadna esteticamente é igual?” E Serginho, pouco experiente no assunto, tentou: “Pelo que já vi em revista…”

Hoje tem mais…

Sobre o autor

Jornalista, nascido no Rio de Janeiro em 1961, mora em São Paulo há 29 anos. É repórter especial e crítico do UOL. Assina, aos domingos, uma coluna sobre televisão na “Folha de S.Paulo''. Começou a carreira no “Jornal do Brasil'', em 1986, passou pelo “Estadão'', ficou dez anos na “Folha'' (onde foi editor, repórter especial e correspondente internacional), participou das equipes que criaram o “Lance!'' e a “Época'', foi redator-chefe da “CartaCapital'', diretor editorial da Glamurama Editora e repórter especial do iG. É autor dos livros “Adeus, Controle Remoto'' (editora Arquipélago, 2016), “História do Lance! – Projeto e Prática do Jornalismo Esportivo” (Alameda, 2009) e “O Dia em que Me Tornei Botafoguense'' (Panda Books, 2011).

Sobre o blog

Um espaço para reflexões e troca de informações sobre os assuntos que interessam a este blogueiro, da alta à baixa cultura, do esporte à vida nas grandes cidades, sempre que possível com humor.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.title}}

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Maurício Stycer
Maurício Stycer
Maurício Stycer
Maurício Stycer
Maurício Stycer
Maurício Stycer
Maurício Stycer
Maurício Stycer
Maurício Stycer
Maurício Stycer
Maurício Stycer
Maurício Stycer
Maurício Stycer
Maurício Stycer
Maurício Stycer
Maurício Stycer
Maurício Stycer
Maurício Stycer
Maurício Stycer
Maurício Stycer
Maurício Stycer
Maurício Stycer
Maurício Stycer
Maurício Stycer
Maurício Stycer
Maurício Stycer
Maurício Stycer
Maurício Stycer
Maurício Stycer
Maurício Stycer
Maurício Stycer
Maurício Stycer
Maurício Stycer
Maurício Stycer
Maurício Stycer
Maurício Stycer
Maurício Stycer
Maurício Stycer
Maurício Stycer
Maurício Stycer
Maurício Stycer
Maurício Stycer
Maurício Stycer
Maurício Stycer
Maurício Stycer
Maurício Stycer
Maurício Stycer
Maurício Stycer
Maurício Stycer
Maurício Stycer
Maurício Stycer
Topo