Blog do Mauricio Stycer

Piada de economista: saiba se você é marxista, keynesiano ou liberal

Mauricio Stycer

Integrante do Centro Acadêmico do Instituto de Economia da Unicamp, Diego Santiago Ortiz Lopez vestia esta camiseta na sexta-feira, 17 de dezembro. Ele era um dos jovens que ajudaram a lotar o acanhado auditório da faculdade, para assistir a defesa da tese de doutorado do senador Aloizio Mercadante.

A camiseta propõe um “método” para classificar ideologicamente os economistas. E brinca com três ícones do pensamento econômico – Adam Smith, John Maynard Keynes e Karl Marx. A primeira pergunta é: “Você considera o capitalismo injusto?” E a segunda, seja para quem respondeu “sim” ou “não”, é: “Você tem certeza disso?”

Se você respondeu “sim” às duas perguntas, você é marxista. Se respondeu “sim” ou “não” à primeira pergunta, mas não tem certeza da resposta, você é keynesiano. E se não considera o capitalismo injusto, você é um liberal, como Adam Smith.

Enquanto aguardava o início da defesa, Diego, que está concluindo o segundo ano de Economia, era alvo da curiosidade dos professores e os questionava sobre as suas preferências. Provocado, um professor disse: “Sempre respondi ‘sim’. Pode ler tudo que já publiquei”, desafiou. Diego ficou sem argumentos: “Nunca li o que você escreveu”, respondeu o aluno.

Sobre o evento na Unicamp, escrevi o texto Delfim Netto critica “exageros” de Mercadante em defesa de tese sobre o governo Lula, publicado sexta-feira no UOL Notícias.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.title}}

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 
Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Topo