Blog do Mauricio Stycer

“Power Couple” está melhor e mais melodramático do que novela mexicana

Mauricio Stycer

26/05/2017 04h01


Ao saber que Diego Cristo se machucou durante uma prova no “Power Couple” e foi parar no hospital, Rafael Ilha chora. Olhando para a câmera, emocionado, diz: “Traz esse moleque doido de volta para nós”. No instante seguinte, no Twitter, a parceira de Diego, Lorena Bueri, escreve: “O melhor: a falsidade do ANÃO Polegar”.

Melhor personagem que alguém poderia desejar para uma novela mexicana, Rafael Ilha fala sozinho: “Não sou fã de ninguém aqui. Não tenho fã-clube”. A pessoa que ele mais odeia é Ana Paula, mulher de Sylvinho Blau-Blau: “Jibóia do inferno”, esbraveja o ex-Polegar.

Ana Paula e Sylvinho também parecem personagens de uma trama da Televisa. Ela pede para ele se comportar e ele reclama: “Se eu ficar pisando em ovos vou enlouquecer aqui”. Ao que ela responde: “Odeio quando você faz a vítima efeminada”.

Roupa bem justa, cabelo arrumado, pinta de galã de novela, Roberto Justus segue fazendo discurso motivacional de chefe de torcida, o que não interessa a ninguém – nem aos participantes, nem ao público.

Mais bem produzida e muito mais engraçada do que a primeira temporada, a atual edição do “Power Couple” tem oferecido grandes momentos de diversão. O elenco, dedicado, tem se esforçado ao máximo em criar intrigas e falar bobagens. Como esta, de Rafael Ilha: “Eu tenho as minhas indiferenças com a Lorena”.

Se a Record emendasse esta edição do “Power Couple” com a próxima da “Fazenda”, com estes mesmos participantes, duvido que alguém iria reclamar.

Veja também
“Power Couple” é um parque de diversões para adultos sem medo do ridículo

Siga o blog no Facebook e no Twitter.

Sobre o autor

Jornalista, nascido no Rio de Janeiro em 1961, mora em São Paulo há 29 anos. É repórter especial e crítico do UOL. Assina, aos domingos, uma coluna sobre televisão na “Folha de S.Paulo''. Começou a carreira no “Jornal do Brasil'', em 1986, passou pelo “Estadão'', ficou dez anos na “Folha'' (onde foi editor, repórter especial e correspondente internacional), participou das equipes que criaram o “Lance!'' e a “Época'', foi redator-chefe da “CartaCapital'', diretor editorial da Glamurama Editora e repórter especial do iG. É autor dos livros “Adeus, Controle Remoto'' (editora Arquipélago, 2016), “História do Lance! – Projeto e Prática do Jornalismo Esportivo” (Alameda, 2009) e “O Dia em que Me Tornei Botafoguense'' (Panda Books, 2011).
Contato: mauriciostycer@uol.com.br

Sobre o blog

Um espaço para reflexões e troca de informações sobre os assuntos que interessam a este blogueiro, da alta à baixa cultura, do esporte à vida nas grandes cidades, sempre que possível com humor.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.title}}

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Blog do Maurício Stycer
Topo