Blog do Mauricio Stycer

Dois erros do bom Cozinha Sob Pressão: lançado com atraso e em horário ruim
Comentários 4

Mauricio Stycer

cozinhasobpressao

O SBT divulgou na sexta-feira (19) qual será a missão dos chefs que participam do reality “Cozinha Sob Pressão” neste sábado (20). Eles terão que criar uma ceia de Natal com os ingredientes que vão encontrar em pacotes sorteados entre os candidatos.

A tarefa é muito semelhante à que ocorreu no episódio final de “MasterChef”, exibido pela Band na última terça-feira (16). Os três finalistas foram obrigados a criar um prato com peru. Luis foi eliminado na atividade, que antecedeu a última disputa entre Elisa e Helena, vencida pela primeira  .

A sensação de “déjà vu” ocorre em função de dois erros cometidos pelo SBT. Primeiro, a emissora demorou a lançar o programa e, quando o fez, sob o comando do chef Carlos Bertolazzi, o reality da Band já estava no ar fazendo muito sucesso. Segundo, o horário escolhido pela emissora para exibir a atração, às 18h15 de sábado.

Na época da estreia, escrevi que o SBT creditava ao horário escolhido a boa aceitação comercial do programa (estreou com cinco anunciantes). Pode ser.

Mas os dois erros seguramente diminuíram, e muito, a repercussão que “Cozinha Sob Pressão”, um bom programa, poderia ter alcançado. No vídeo abaixo, eu, Daniel Castro, Ricardo Feltrin e Flávio Ricco comentamos o caso na Retrospectiva UOL.

Stycer: “Cozinha Sob Pressão'' é um bom programa, mas no momento errado


Ratinho diz que “brincou” sobre Luis Ricardo para não “apavorar a família”
Comentários 33

Mauricio Stycer

luisricardoeratinho

Dez dias depois do sério acidente ocorrido com Luis Ricardo no palco de seu programa, o apresentador Ratinho justificou a atitude que tomou, ao informar ao público que nada de grave havia acontecido.

Recebendo Luis Ricardo nesta quinta-feira (18), o apresentador explicou: “Voltei correndo brincando porque não queria apavorar a sua família… Mas não foi só uma sapecadinha”.

Na noite do dia 9, depois que o ex-Bozo saiu correndo em direção aos bastidores com o rosto em chamas, Ratinho foi atrás dele e voltou com informações tranquilizadoras.“Foi um susto”, disse.  Em seguida, fez o comentário em tom de piada que chamou a atenção: “Deu uma sapecadinha no bigode”.

Mostrando as marcas das queimaduras no rosto e no pescoço, Luis Ricardo disse: “Foi um pouquinho mais grave. Foram seis dias terríveis. Muita dor”, disse sobre o período internado no hospital.

RatinhofogoLuis Ricardo sofreu queimaduras de primeiro e segundo graus ao fazer, ao vivo, um número com duas tochas acesas .

Dias depois do acidente, critiquei aqui no blog Ratinho por ter minimizado a gravidade do que aconteceu no palco do seu programa. Volto ao assunto hoje porque muitos leitores argumentaram que ele não tinha outra opção no momento do acidente a não ser tranquilizar o público.

Concordo que Ratinho não precisava alarmar os espectadores ou a família de Luis Ricardo. Mas não deveria dar informações erradas sobre uma situação que ainda não tinha condições de avaliar. Três horas depois do acidente, o “Jornal do SBT” falou que Luis Ricardo havia sofrido “apenas queimaduras superficiais”. Outra informação errada, como se viu.

Depois de mostrar as marcas no rosto e no pescoço, Luis Ricardo mostrou bom humor, ao encerrar a sua passagem pelo “Programa do Ratinho”, recomendando: “Não brinquem com fogo”. Eu acrescentaria: “Evitem dar informações erradas em casos de acidente”.

Veja o acidente:

Veja também
Luis Ricardo teve queimaduras de 1° e 2° graus na face, diz boletim médico
Apresentador Luis Ricardo é internado após sofrer queimaduras no “Ratinho''
Número com fogo no “Programa do Ratinho” acaba em acidente ao vivo
SBT minimizou gravidade do acidente com Luis Ricardo no programa do Ratinho

O blog está no Twitter, Facebook e Google+.


Troca de atriz não é nada perto da morte e ressurreição do herói de Império
Comentários 31

Mauricio Stycer

ImperioJoseAlfredomorre

O comendador José Alfredo (Alexandre Nero) morreu no final do capítulo desta quinta-feira (18) de “Império”. Como já foi amplamente divulgado, na verdade, ele simulou a própria morte. No capítulo desta sexta-feira (19), será velado por suas duas “viúvas”, Maria Marta (Lilia Cabral) e Isis (Marina Ruy Barbosa), e filhos emocionados.

Segundo spoilers já revelados, após ser enterrado, o comendador abrirá os olhos dentro do caixão. Para sair de lá, ele vai contar com a ajuda do motorista Josué (Roberto Birindelli). Haverá uma passagem de tempo e José Alfredo aparecerá recomeçando a vida em um garimpo na região de Nova Califórnia, em Minas Gerais.

Depois de mais alguns capítulos, o comendador vai abandonar o garimpo e ressurgir no Rio, onde reencontrará Cristina (Leandra Leal) e vai assombrar Cora (Marjorie Estiano).

Pelas minhas contas, toda essa sequência de acontecimentos, entre a morte e a ressureição do comendador no Rio, vai ocorrer em uma semana de novela. E ainda tem gente dizendo que é inverossímil Marjorie Estiano substituir Drica Moraes como Cora.

Atualizado às 16h: Ainda que muito divulgada, a cena da falsa morte do comendador não levantou a audiência da novela. Ao contrário, foi o resultado mais baixo em dia útil nas últimas duas semanas. Veja mais aqui

Veja também
Novela tem que pegar como catapora

Cenas de “Império''

Cenas de “Império''

Veja também
José Alfredo bebe poção, simula morte e é enterrado vivo
Falidos, filhos entram em guerra após 'morte' de José Alfredo
“Morrer cansa'', diz Alexandre Nero sobre cenas de falsa morte em “Império''
José Alfredo volta do garimpo no Natal e se emociona com Cristina

O blog está no Twitter, Facebook e Google+.


Com “contabilidade criativa”, TV Brasil sugere audiência maior que a real
Comentários 6

Mauricio Stycer

EBCAudiencia

Com programas que muito raramente chegam a 1 ponto no Ibope, a TV Brasil divulgou esta semana um balanço público de suas atividades em 2014 com números que sugerem uma audiência muito maior.

“Em seis das principais capitais brasileiras, mais de 32 milhões de pessoas assistiram à programação da TV Brasil via televisão aberta'', diz o site da EBC (Empresa Brasil de Comunicação), que controla o canal público.

As seis principais capitais brasileiras (São Paulo, Rio, Salvador, Brasília, Fortaleza, Belo Horizonte) somam cerca de 29 milhões de habitantes, segundo dados atualizados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). Ou seja, a audiência propalada pela TV Brasil nestas cidades supera a própria população.

Questionada pelo UOL, a EBC esclarece que o número de 32 milhões “se refere não a certo alcance relativo em termos de população, mas à audiência acumulada em um determinado período: de 1º de janeiro a 14 de novembro de 2014” – uma referência a este período consta em letra miúda ao pé da página no site.

Na realidade, não é a forma mais transparente de abordar o assunto. Trata-se de uma “contabilidade criativa'' pouco usada no meio de televisão. Assim, se 32 milhões de pessoas assistiram a TV Brasil ao longo de 318 dias, a emissora foi vista, em média, por cerca de 100 mil pessoas por dia ao longo de 2014 nas seis cidades medidas pelo Ibope – uma audiência, de fato, ínfima.

Os dados informados pela TV Brasil constam de um site chamado “EBC para a sociedade”, no qual a empresa presta contas publicamente do que fez este ano e anuncia planos para 2015. A emissora informou que vai avaliar a necessidade de deixar as informações de forma mais clara na página.

Parte do material é apresentado em vídeos gravados pelo departamento de jornalismo da emissora, com entrevistas de funcionários de outras áreas. O material foi divulgado originalmente em uma apresentação interna da EBC. Houve reclamações de participantes que não foram informados de que os vídeos seriam tornados públicos.

A EBC nega. Segundo a empresa todos os participantes foram “informados antes da gravação que o material seria utilizado em página na internet dedicada à prestação de contas de 2014”.

Outro problema que contamina o clima interno na TV Brasil é a sindicância aberta no último dia 9 pelo presidente da EBC, Nelson Breve, para identificar os autores de comentários irônicos e ofensivos a dirigentes da empresa, publicados em uma página no Facebook, em meio à discussão sobre o plano de carreiras que ocorre neste momento.

EBCmemeNo texto em que determina a abertura da comissão de sindicância, Breve nomeia três funcionários “para apurar publicações, em página da rede mundial de computadores, de fotos de dirigentes e gestores da EBC com legendas e dizeres ofensivos à sua imagem e honra”.

Os chamados “memes”, comentários irônicos sobre fotos, que deram origem à sindicância, haviam sido publicados na página “Sou + a EBC”. Em sua maioria, já foram apagados. No lugar deles, há agora vários “memes” ironizando a abertura da sindicância (como este acima).

A empresa confirma que está realizando esta sindicância.

O blog está no Twitter, Facebook e Google+.


Na única derrapada do “MasterChef”, candidata vence com ajuda do pai
Comentários 278

Mauricio Stycer

MasterChefpaidaelisa

Como ocorreu ao longo de toda a temporada, a final do “MasterChef”, concluída já na madrugada desta quarta-feira (17), reuniu todos os elementos do bom entretenimento na televisão: emoção, humor, suspense e drama.

Um dos programais mais divertidos exibidos este ano na TV brasileira, o reality da Band deve muito os seu trio de jurados, o brasileiro Henrique Fogaça, o francês Erick Jacquin e a argentina Paola Carosella.

Severos, mas engraçados, cada um com seu estilo, os três deram uma cara especial à versão brasileira deste formato britânico já adaptado em mais de uma centena de países.

A final, ainda que longa, conseguiu manter o clima de suspense até o final, com uma disputa difícil entre as candidatas Helena e Elisa. Elas tiveram duas horas para preparar uma refeição completa (entrada, prato principal e sobremesa) para os chefs.

A certa altura, já próxima do fim do prazo, Elisa viveu um drama: não conseguia abrir um vidro de goiabada, necessário para a sobremesa que estava preparando. No desespero, correu até a plateia, onde estava seu pai, que abriu o vidro para ela. Ainda que em momento algum a Band tenha avisado que ajudas externas não seriam permitidas, parece óbvio que essa foi uma interferência indevida.

É verdade que Lucio, marido de Helena, deu instruções para ela durante a prova. Mas nada tão decisivo quanto a ajuda do pai de Elisa. Por mais emocionante ou engraçado que tenha sido o momento, foi, claramente, uma derrapada do “MasterChef”. Pense nos prêmios que estavam em jogo: R$ 150 mil, um carro, um curso de três meses em Paris, entre outros.

Os fãs mais fieis, que ajudaram o programa a ficar na liderança do Ibope por alguns minutos na final, dirão que foi um acidente insignificante, incapaz de tirar o brilho do programa. Pode ser. A segunda temporada já está programada para maio na Band, com os mesmos jurados. É uma ótima notícia.

Veja o vídeo:

Pai de Elisa é herói nos minutos finais da prova

Veja também
Elisa Fernandes vence “MasterChef'' e deixa Band em primeiro lugar

A lista do crítico: Top 10: os melhores programas de 2014

O blog está no Twitter, Facebook e Google+.


O tombo humaniza, mostra que o apresentador é gente como a gente
Comentários 18

Mauricio Stycer

CasosDeFamiliaQueda2

Uma coisa é o tombo ao vivo, inesperado. Outra coisa bem diferente é o tombo que ocorre durante a gravação de um programa e, de caso pensado, vai ao ar dias ou semanas depois.

Acidentes do primeiro tipo, como o atropelamento que vitimou Ana Maria Braga no “Mais Você'', em 2013, as queimaduras sofridas por Luis Ricardo no “Programa do Ratinho”, este ano ou, mesmo, a queda de Ticiane Pinheiro no “Programa da Tarde”, são imprevisíveis. Em alguns casos, até provocam risos, mas assustam e podem ter sérias consequências.

GloriaMariaJá os do segundo tipo, como o tombo sofrido por Gloria Maria em uma reportagem do “Globo Repórter”, exibido em 2013, ou a queda da apresentadora Christina Rocha, mostrada nesta segunda-feira (15), podem até ser graves, mas a decisão de levá-los ao ar esconde um cálculo que me incomoda.

Por que mostrar algo que poderia ser removido sem dificuldades da edição? Porque a queda humaniza, mostra que o apresentador é gente como a gente: cai, se machuca, paga mico e sofre como todo mundo. A queda, igualmente, ajuda a chamar a atenção, a dar audiência.

silviosantoscalcas2Silvio Santos, mestre maior entre os apresentadores, já recorreu a este efeito várias vezes. Muitos do seus tombos ocorreram durante gravações de programas. Até o momento em que perdeu as calças, ocorrido em uma gravação, mereceu ir ao ar dias depois.

Christina Rocha fraturou o tornozelo ao cair em meio a um tradicional barraco do “Casos de Família”, cujo tema era “Abra a sua mente, gay também é gente!”. O acidente ocorreu em gravação na última semana de novembro e foi exibida nesta segunda-feira (15). Ela já está melhor.

Veja a queda da apresentadora:

O blog está no Twitter, Facebook e Google+.


O melhor e o pior da TV em 2014, segundo quatro colunistas
Comentários 10

Mauricio Stycer

Retrospectiva2014UOLmenor

Os colunistas de televisão Flávio Ricco e Ricardo Feltrin, do UOL, e Daniel Castro, do site Noticias da TV, se reuniram para fazer um balanço sobre o que de melhor e pior aconteceu na TV em 2014. Também participei do encontro, dando alguns palpites. Falamos das principais emissoras de TV aberta. Abaixo, você encontrará vários trechos selecionados; o último vídeo incluído mostra a versão completa da conversa.


“Vai dar audiência”, diz Geraldo para convencer Percival a tirar o bigode
Comentários 3

Mauricio Stycer

DomingoShowPercivalBigode
Conversando com o jornalista Percival de Souza, o apresentador Geraldo Luis conseguiu fazer um ótimo resumo sobre o “Domingo Show'', programa que apresenta na Record: “Será que ele vai topar? Por favor, Perci. Isso vai dar uma audiência. Vai ser histórico. Vai entrar para a história da televisão brasileira''.

DomingoShowPercivalMascaraO objetivo era tirar o bigode de Percival no ar, durante o programa. Naturalmente, depois de alguma enrolação o jornalista deixou que raspassem o seu bigode no palco e ajudou Geraldo a conseguir uma boa audiência – o programa chegou a liderar no Ibope por alguns minutos na tarde deste domingo.

Cada vez mais à vontade no modelo de “jornalismo de entretenimento'' do “Cidade Alerta'', onde faz “escada'' para as piadas de Marcelo Rezende, Percival foi um personagem dócil e agradável no “Domingo Show''. Sem medo do ridículo, nada pareceu incomodá-lo – nem a presença da família no palco ou a máscara que usou para incrementar o suspense, antes da revelação final.

Veja também
Após 40 anos e pedido de mulher, jornalista da Record tira o bigode ao vivo

O blog está no Twitter, Facebook e Google+.